SAIU O RESULTADO DO SORTEIO DO PRÊMIO CANALTECH!CONFERIR
Publicidade

Qualcomm anuncia Snapdragon 8+ e 7 Gen 1 com consumo até 30% menor

Por| Editado por Wallace Moté | 20 de Maio de 2022 às 09h00

Link copiado!

Qualcomm
Qualcomm
Tudo sobre Qualcomm

Em evento realizado nesta sexta-feira (20), a Qualcomm oficializou o novo Snapdragon 8 Plus Gen 1, versão revisada do chipset topo de linha da marca que promete entregar 10% mais desempenho que a versão tradicional, ao mesmo tempo em que consome até 30% menos energia. A companhia também iniciou a expansão da família de chips para smartphones mais simples, anunciando o Snapdragon 7 Gen 1.

Snapdragon 8 Plus Gen 1 foca na eficiência e ganhos modestos

Principal lançamento do dia, o Snapdragon 8 Plus Gen 1 é a aguardada versão revisada do Snapdragon 8 Gen 1, agora fabricado na litografia de 4 nm da TSMC em vez do processo da Samsung. A mudança teria impactos marcantes na performance e eficiência, com a CPU consumindo até 30% menos energia com as mesmas configurações.

Continua após a publicidade

O conjunto de núcleos é o mesmo — são 8 no total, com 1 Cortex-X2 de máxima performance, 3 Cortex-A710 de alto desempenho e 4 Cortex-A510 de baixo consumo. Com a nova margem de consumo, no entanto, a Qualcomm optou por turbinar as frequências, chegando aos 3,2 GHz no conjunto de máxima performance, 200 MHz a mais que o Snapdragon 8 Gen 1 tradicional, que atingia 3,0 GHz.

A GPU entrou na conta e agora apresenta clocks 10% mais altos para entregar mais performance em jogos pesados e outras tarefas de alta intensidade, enquanto o consumo dos gráficos também seria reduzido em 30%. Números precisos das frequências não foram informados, mas realizando cálculos com o que se sabe do modelo tradicional, espera-se que a Adreno 730 atinja 900 MHz no Snapdragon 8 Plus Gen 1, contra 818 MHz do antecessor.

A combinação de todas as mudanças resultaria em um ganho geral de desempenho de 10%, com uma redução de consumo final de 15%, números respeitáveis quando consideramos que a única diferença drástica entre as plataformas é a adoção da litografia da TSMC. Segundo a companhia, as melhorias têm um impacto significativo na bateria, que agora duraria mais mesmo sob uso intenso.

Continua após a publicidade

Os números da Qualcomm indicam cerca de uma hora adicional de autonomia durante jogos, 80 minutos a mais em streaming, 5 horas e meia a mais em chamadas de áudio, 25 minutos extras em videochamadas com 5G (no WeChat), 50 minutos adicionais de navegação nas redes sociais e 17 horas extras de reprodução de músicas.

Uma última mudança para se ficar de olho é o número de modelo: enquanto o Snapdragon 8 Gen 1 é identificado como SM8450, o Snapdragon 8 Plus Gen 1 atende por SM8475, como indicavam os rumores. Essa característica pode ser importante na hora de conferir qual chipset smartphones encontrados em testes vazados estão utilizando.

Continua após a publicidade

No mais, outros recursos de destaque foram mantidos, incluindo suporte a gravações em 8K HDR, motor de IA de 7ª geração com performance por Watt 20% superior frente à geração anterior, suíte Snapdragon Sound com novo codec aptX Lossless para reprodução de áudio Hi-Fi via Bluetooth, modem Snapdragon X65 e conjunto FastConnect 6900 com Wi-Fi 6E e 5G de 10 Gbps, bem como HDR, renderização volumétrica e Variable Rate Shading Pro para games.

Snapdragon 7 Gen 1 estreia série para intermediários premium

A Qualcomm aproveitou a oportunidade para começar a expansão da nova família Snapdragon com o anúncio do Snapdragon 7 Gen 1, primeiro modelo da série 7 para celulares intermediários premium. Sucessor do Snapdragon 778G lançado no ano passado, a novidade promete seguir os passos da geração anterior ao fornecer uma "experiência de flagship para os smartphones intermediários".

O lançamento dá ênfase à performance em games, conectividade, Inteligência Artificial, câmeras e segurança, mesclando especificações de algumas das plataformas mais avançadas da empresa. A CPU traz 8 núcleos em uma configuração de 1 + 3 + 4, com clocks que atingem a casa dos 2,4 GHz no núcleo de máxima performance.

Continua após a publicidade

Os modelos dos núcleos não foram anunciados, mas de acordo com os vazamentos, trata-se de uma combinação dos Cortex-A710 nos conjuntos de maior desempenho com Cortex-A510 no de baixo consumo. O único aspecto preocupante confirmado pela Qualcomm é a litografia — o Snapdragon 7 Gen 1 utiliza o mesmo processo de 4 nm da Samsung presente no Snapdragon 8 Gen 1. Dito isso, ainda é cedo para tirar conclusões quanto ao impacto da decisão na prática.

Passando para os destaques, a nova GPU Adreno não identificada lidera as novidades, prometendo suportar telas Quad HD+ a 60 Hz ou Full HD+ a 144 Hz e oferecer desempenho até 20% superior em comparação à Adreno 642L presente no Snapdragon 778G.

Continua após a publicidade

O componente comporta ainda algumas das tecnologias mais avançadas da suíte Snapdragon Elite Gaming, como Variable Rate Shading, que reduz a qualidade de áreas específicas da cena para aumentar o desempenho, e o Adreno Frame Motion Engine, que duplica a taxa de quadros sem aumentar o consumo ao gerar novos frames usando IA.

Para conectividade, o Snapdragon 7 Gen 1 traz o modem X62, mesmo disponível no Snapdragon 8cx Gen 3 para notebooks, com 5G que entrega velocidades de até 4,4 Gbps, além do conjunto FastConnect 6900, mesmo do Snapdragon 8 e 8+ Gen 1, compatível com redes Wi-Fi 6E e Bluetooth 5.3, incluindo a suíte Snapdragon Sound com codec aptX Lossless.

A plataforma embarca o mesmo motor de IA de 7ª geração dos irmãos mais potentes, sendo a primeira da série 7 a contar com tecnologia Deep Learning Face Detect, que identifica mais de 300 pontos diferentes em rostos para possibilitar um foco automático mais preciso, mesmo com uso de máscaras. A solução também entregaria performance de IA 30% superior.

Continua após a publicidade

O chipset promete desempenho de câmeras avançado ao contar com um processador de imagem triplo Qualcomm Spectra ISP, que estreia na série 7 a possibilidade de registrar imagens de três sensores simultaneamente ou de um único sensor de até 200 MP, e o suporte a gravações em 4K HDR.

Por fim, em segurança, a plataforma intermediária premium também herda do Snapdragon 8 Gen 1 um motor dedicado de criptografia avançada baseada no conceito de Root of Trust, o Trust Management Engine, bem como recursos Android Ready SE, outras duas tecnologias inéditas na série 7.

Primeiros celulares estreiam ainda no segundo trimestre

O novo Snapdragon 8 Plus Gen 1 equipará celulares topo de linha de marcas como ASUS (ROG), Honor, Lenovo, Motorola, OnePlus, Oppo, Realme, Xiaomi (incluindo submarcas Redmi e Black Shark) e ZTE, entre outras, com os primeiros aparelhos munidos do chipset estreando a partir do terceiro trimestre de 2022, entre julho e setembro.

Continua após a publicidade

Já o Snapdragon 7 Gen 1 está confirmado para ser embarcado em smartphones de empresas como Honor, Oppo, Xiaomi e mais, com estreia esperada para acontecer ainda no segundo trimestre de 2022, que acaba em junho.