Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

O que é e como usar o WeChat no Brasil

Por| Editado por Bruno Salutes | 19 de Novembro de 2021 às 18h10

Link copiado!

Montagem: Caio Carvalho/Canaltech
Montagem: Caio Carvalho/Canaltech

Se o WhatsApp caiu no gosto dos brasileiros, do outro lado do mundo a coisa é um pouco diferente. O WeChat (Android | iOS | Web) é o aplicativo de mensagens mais usado na China, tendo mais de um bilhão de usuários ativos globalmente.

Mas afinal, o que é e como funciona o WeChat? Dá para usar no Brasil? O que ele tem de diferente da concorrência? Isso e muito mai, você descobre no artigo a seguir.

O que é WeChat

Continua após a publicidade

Lançado em 2011 na China, o WeChat é um serviço multiplataforma de mensagens instantâneas desenvolvido pela Tencent, que controla o maior portal de serviços de internet da China. Se o nome não lhe soa estranho, é porque essa é a mesma companhia dona da Riot Games, que por sua vez é a desenvolvedora de League of Legends, o game mais jogado do mundo.

O WeChat chegou como um aplicativo comum de mensagens, bem parecido ao que hoje é o WhatsApp e o Facebook Messenger. E, no geral, ele funciona dessa maneira.

Entretanto, o WeChat é tão popular na China que ele se tornou uma ferramenta usada para basicamente tudo o que você imaginar quando pensa em internet: conversar com seus amigos por texto, áudio ou vídeo; efetuar compras e pagamentos; enviar dinheiro para outras pessoas; compartilhar conteúdos entre amigos e familiares; jogar pelo celular; chamar táxis e usar o transporte público; reservar hotéis; e até acessar serviços do governo.

Continua após a publicidade

Estima-se que, dos mais de 1 bilhão de inscritos, só na China sejam mais de 700 milhões de usuários ativos. Outras 70 milhões de contas ficam localizadas fora da China. Atualmente, a versão do WeChat para Android e iOS já está localizada para o português.

Posso usar WeChat no Brasil?

Sim. Embora não seja amplamente difundido no Brasil como é o caso do WhatsApp, o WeChat oferece basicamente as mesmas funcionalidades que estamos acostumados a usar no mensageiro controlado pelo Facebook. Além disso, o app tem integração com as ferramentas do próprio Facebook e várias outras plataformas.

WeChat é seguro?

Continua após a publicidade

Por ser um aplicativo chinês e baseado em órgãos regulatórios da China, o WeChat é uma ferramenta constantemente monitorada (e muitas vezes censurada) pelo governo. A situação é ainda mais atenuada quando se leva em consideração que o WeChat é o serviço de mensagens mais usado no país e não alcançou o sucesso esperado fora da China.

Com relação aos dados pessoais, o WeChat afirma em sua política de privacidade que as únicas informações solicitadas são o seu número de celular e um apelido. E que, salvas algumas exceções relacionadas a mapeamento e localização, não compartilha esses dados com terceiros. Em contrapartida, a empresa afirma que, dependendo do tipo de informação, os dados ficam retidos por um período de até 90 dias a partir da data em que são coletados.

"Usamos suas informações para fornecer o WeChat para você, permitir que você se comunique com outros usuários, permitir que você use os recursos disponíveis no WeChat e para melhorar e dar suporte à sua experiência no WeChat”, diz a empresa.

Continua após a publicidade

Diferenças entre WeChat e WhatsApp

Tanto o WeChat quanto o WhatsApp são aplicativos que há tempos ultrapassaram a barreira de serem simples ferramentas para a troca de mensagens. Ambos são usados para realizar videochamadas, enviar fotos, vídeos e outros arquivos, fazer chamadas em grupo com dezenas de pessoas, receber e enviar dinheiro, entre outras funções.

A questão é que o WeChat é pioneiro em agregar todo tipo de serviço digital que, geralmente, você costuma fazer em mais de um aplicativo. Não à toa, a ferramenta é a mais usada da China, já que, por lá, ela reúne em um só lugar todos esses recursos, através de uma seção chamada “Mini Programas”.

Continua após a publicidade

Outro elemento bastante popular no WeChat é a seleção de notícias em grupos que fornecem boletins informativos sobre determinados assuntos. É algo bem parecido ao que o Telegrama faz com as comunidades, em que os usuários não podem interagir, apenas visualizar o que os administradores enviam em seus grupos.

O WhatsApp, por sua vez, já tem uma gama bem ampla de funcionalidades, mas não chega nem perto do que é oferecido pelo WeChat. Ao menos na China, uma vez que muitas partes do WeChat ainda não estão traduzidas para o português.

Como usar o WeChat

Como dito anteriormente, o WeChat requer seu número de telefone e um apelido para completar o cadastro inicial. Também é possível usar sua conta do Facebook. Ou ainda, se o seu dispositivo for um iPhone, há a possibilidade de se registrar usando o Apple ID. Depois, leia os termos de serviço e a política de privacidade do WeChat para prosseguir.

Continua após a publicidade

Por medida de segurança, o WeChat agora solicita que alguém que já utilize o aplicativo leia um código QR para “liberar" sua entrada na plataforma. A pessoa em questão não precisa ser sua amiga no serviço, porém deve atender a alguns pré-requisitos, como ter criado a conta há mais de um mês e não ter sido bloqueado nos últimos 30 dias.

Vale destacar que, assim como as demais plataformas sociais, o WeChat só permite a inscrição de usuários maiores de 13 anos. Aqueles que não atingiram 18 anos precisam de autorização de adultos responsáveis para usar o serviço.

Continua após a publicidade

Na parte inferior do WeChat ficam os botões de conversas e contatos, que agrupam as pessoas com quem você fala ou tem adicionadas no aplicativo. É também pela aba "Contatos" que você pode falar em grupo com outros usuários ou ainda transferir arquivos, pois existe uma função dedicada a isso.

Em "Descobrir", você pode acessar canais de notíciais nas seções "Principais Histórias" e "Pesquisar", embora tudo o que estiver lá esteja escrito em chinês. Há ainda o "Momentos", que funciona como um álbum de fotos.

Continua após a publicidade

Outros destaques são os recursos "Agitar" e "Olhar ao Redor", para encontrar pessoas próximas que estão usando o WeChat. Em ambas, você pode literalmente chacoalhar seu celular para que o aplicativo faça a busca por outros usuários. E quem sabe encontrar uma paquera, já que muita gente usa essas funções para marcar encontros.

Por fim, o WeChat tem a aba "Eu", que traz as configurações tradicionais e já conhecidas dos aplicativos de mensagem, conteúdos favoritados e uma galera de stickers. Há uma opção para você compartilhar seu perfil através de um QR Code.

Continua após a publicidade

O WeChat também conta com um sistema próprio de pagamentos chamado WeChat Pay. Para acessá-lo, vá na aba "Chats", toque no botão de "+" no canto superior direito da tela e selecione "Dinheiro". É possível enviar ou receber dinheiro, além de dividir uma conta com outro usuário ou transferir dinheiro para uma conta corrente. Porém, somente cartões chineses são aceitos.

Para quem já usa o WhatsApp, talvez o WeChat não seja tão vantajoso, ainda mais porque os principais recursos já existem no aplicativo controlado pelo Facebook. Mas, para aqueles que procuram uma alternativa competente, o WeChat pode ser uma escolha quase ideal.