Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Os 10 maiores destaques da ciência em 2023

Por| Editado por Luciana Zaramela | 28 de Dezembro de 2023 às 11h00

Link copiado!

Chokniti Khongchum/Pexels
Chokniti Khongchum/Pexels

A cada ano, as descobertas científicas ajudam a humanidade a atingir maiores esclarecimentos acerca de determinados mistério e até mesmo a resolver problemas do cotidiano. O ano de 2022 trouxe diversos avanços, e 2023 não é diferente: pesquisas foram responsáveis por importantes revelações, e o Canaltech separou os principais destaques.

É por meio da ciência, afinal, que conseguimos responder questões que antes pareciam sem respostas. Além disso, principalmente quando o assunto é saúde, os estudos buscam simplesmente facilitar a vida do ser humano.

Vacina contra a dengue

Continua após a publicidade

Um dos grandes destaques de 2023 é a vacina contra a dengue, que não só foi aprovada pela Anvisa como também foi implantada no SUS. A fórmula, chamada Qdenga, foi desenvolvida pela farmacêutica japonesa Takeda.

A vacina em questão interage com o sistema imunológico e leva o corpo a responder  da mesma forma que faria ao ser exposto à dengue, mas de forma segura, sem que a doença venha à tona realmente. O imunizante também já recebeu aval de organizações internacionais, como a Agência Sanitária Europeia (EMA).

Diagnósticos por IA

Neste ano, muito se falou em inteligência artificial, e os estudos revelaram um grande potencial para diagnósticos. A IA pode ajudar a diagnosticar o transtorno do espectro autista (autismo). Pesquisadores também notaram que a tecnologia ajuda no diagnóstico precoce de Parkinson ou do acidente vascular cerebral (AVC).

Continua após a publicidade

Descobertas sobre Alzheimer

O ano de 2023 também fez com que a comunidade científica ficasse muito mais esclarecida no que diz respeito ao Alzheimer, com direito a inúmeras descobertas, como fatores que aumentam ou reduzem o risco de obter a doença.

Estudos revelaram até possíveis causas da doença, como danos na massa branca do cérebro. Inovações tecnológicas também marcaram presença nessa batalha, com direito a dispositivos capazes de detectar sinais de Alzheimer

Continua após a publicidade

Diagnósticos e tratamentos de câncer

Em 2023, também tivemos grandes avanços no diagnóstico e no tratamento de determinados tipos de câncer. Pesquisadores criaram uma IA que prevê necessidade de exames de câncer de pulmão e até mesmo o risco de morte. 

Cientistas finalmente descobriram por que tratamentos para câncer pioram a dor e chegaram a desenvolver tratamentos, como ondas de ultrassom para quimioterapia mais localizada. Implantes que facilitam o tratamento contra o câncer também foram destaque no ano. 

Devolução de habilidades perdidas

Continua após a publicidade

A ciência também permitiu que pessoas redescobrissem habilidades perdidas: um implante cerebral fez um homem com paralisia voltar a andar, enquanto uma luva devolveu habilidades manuais a pacientes com AVC

Impressão 3D

A impressão 3D já conquista um espaço a passos largos na ciência, e 2023 serviu para mostrar isso ainda mais. O MIT desenvolveu um coração impresso em 3D que imita anatomia e funções de pacientes, sob a premissa de otimizar intervenções cirúrgicas. Já a pele artificial impressa em 3D promete resultados eficientes em enxertos. 

Rejuvenescimento

Continua após a publicidade

A "fonte da juventude" é uma ideia de pura fantasia, mas e se os cientistas encontrassem um jeito de rejuvenescer o ser humano? Em 2023, estudos com essa proposta tiveram início. É claro que ainda está fora da realidade, mas vimos grandes passos, como a combinação de moléculas, que pode ajudar a reverter o envelhecimento ou a terapia genética, que dobra a vida de roedores idosos.

Tratamento para obesidade

O tratamento para obesidade foi uma grande pauta em 2023, com a ascensão dos remédios para perda de peso, como o Wegovy (semaglutida 2,4mg), aprovado pela Anvisa. 

Continua após a publicidade

Em paralelo, cientistas trouxeram tratamentos que prometem reverter obesidade sem afetar o apetite. Pesquisadores do MIT desenvolveram até mesmo uma cápsula que vibra no estômago para fazer a pessoa emagrecer.

Pensamentos em linguagem

O ano também foi recheado de descobertas sobre como transformar o pensamento em linguagem. Cientistas criaram um decodificador semântico que traduz a atividade cerebral em linguagem escrita, com algoritmo semelhante ao usado pelo ChatGPT. Além disso, inventaram o primeiro capacete do mundo que lê mentes e traduz pensamentos em texto

Compreensão sobre o cérebro

Continua após a publicidade

A compreensão do cérebro encerra os destaques da ciência em 2023, com os pesquisadores identificando uma forma de comunicação cerebral totalmente nova. Os cientistas também descobriram o sinal do cérebro que processa informações mais rápido.