Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Cápsula que vibra no estômago pode ajudar a tratar a obesidade

Por| Editado por Luciana Zaramela | 27 de Dezembro de 2023 às 09h36

Link copiado!

 and machines/unsplash
and machines/unsplash

Pesquisadores do Massachusetts Institute of Technology (MIT), dos EUA, desenvolveram uma cápsula que vibra no estômago e ajuda a emagrecer, combatendo assim a obesidade. A invenção foi descrita em um artigo publicado na revista Science Advances no último dia 22. 

Conforme apontam os autores do estudo, engolir o dispositivo antes de uma refeição pode criar uma sensação de saciedade, induzindo o cérebro a pensar que é hora de parar de comer.

Isso porque, após uma refeição farta, o estômago envia sinais ao cérebro que criam uma sensação de saciedade. Um estômago cheio de líquido também pode enviar essas mensagens, por isso muitas dietas estão atreladas ao hábito de beber bastante água.

Continua após a publicidade

As vibrações produzidas pela cápsula ingerível ativam os mesmos receptores de quando o estômago está cheio , então basicamente engana o cérebro para acreditar em uma falsa saciedade.

Os primeiros testes com a pílula foram feitos em animais, que receberam 20 minutos antes de comer. Foi possível perceber que o tratamento não só estimulou a libertação dos hormônios que sinalizam saciedade, mas também reduziu a ingestão de alimentos dos animais em cerca de 40%. 

“Quem quer perder peso ou controlar o apetite pode tomar antes de cada refeição. Isso forneceria uma opção que poderia minimizar os efeitos colaterais que vemos com outros tratamentos existentes”, afirma a equipe do MIT, em comunicado divulgado pelo próprio instituto.

Continua após a publicidade

Os animais também ganharam peso mais lentamente durante os períodos em que foram tratados com a pílula vibratória. “A mudança comportamental é profunda, e temos potencial para superar alguns dos desafios e custos associados à entrega de medicamentos biológicos, modulando o sistema nervoso", completa o time.

A versão atual da pílula foi projetada para vibrar por cerca de 30 minutos após chegar ao estômago, mas os pesquisadores planejam explorar a possibilidade de adaptá-la para permanecer no estômago por períodos mais longos, onde possa ser ligada e desligada conforme necessário.

Remédios para tratar obesidade

Atualmente, os remédios para tratar obesidade conquistam cada vez mais espaço na medicina. É o caso do Wegovy (semaglutida 2,4mg), por exemplo, que foi aprovado pela Anvisa como primeiro tratamento injetável contra obesidade no Brasil.

Continua após a publicidade

Fonte: Science AdvancesMassachusetts Institute of Technology