Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

O que mudou do Motorola Edge 30 Pro para o Edge 50 Pro?

Por| Editado por Wallace Moté | 23 de Abril de 2024 às 07h49

Link copiado!

(Imagem: Motorola/Flipkart)
(Imagem: Motorola/Flipkart)
Edge 50 Pro

Em abril de 2024, a Motorola trouxe de volta ao Brasil a série Edge Pro com o Motorola Edge 50 Pro, após deixar seu antecessor de fora do circuito de lançamentos nacionais. Um dos smartphones mais avançados da companhia, o aparelho traz grandes mudanças em comparação ao Edge 30 Pro ao ser reposicionado como um celular intermediário premium, buscando oferecer funcionalidades de topo de linha em um pacote de maior custo-benefício.

Apesar de haver cortes em algumas áreas, especialmente no poder de processamento, o Edge 50 Pro possui melhorias bem-vindas em áreas como câmeras, carregamento e software, que podem torná-lo uma opção mais interessante e competitiva em relação ao que era oferecido pelo Edge 30 Pro.

Edge 50 Pro tem design repaginado

Continua após a publicidade

Logo de início, a mudança mais óbvia está no design e na construção, que pode ser considerada um upgrade ao observarmos os aspectos mais técnicos. O Motorola Edge 50 Pro evolui o design inaugurado pelo mais simples Edge 40 ao combinar tela em vidro Gorilla Glass com laterais em alumínio e traseira com acabamento em tecido que imita couro, nas cores preto e violeta.

Maior e mais quadrado, o módulo de câmeras se forma em uma elevação mesclada no painel traseiro, que se estende até as laterais. Fecha o pacote a certificação IP68 de resistência à água e poeira, incluindo submersão em até 1,5 metro de profundidade em água doce por 30 minutos.

Por sua vez, o Edge 30 Pro possui tela em Gorilla Glass 5 e traseira em Gorilla Glass 3, mas aposta em plástico nas laterais. O módulo de câmeras adota um visual menos chamativo, em formato de "pílula", enquanto as opções de cores são limitadas a preto e prata azulado, ambos com acabamento fosco.

Uma desvantagem notável é a ausência de proteção IP68 — o antigo celular da Motorola contava apenas com "camada repelente contra água", que evitava problemas em casos de respingos de líquidos.

Processamento foca no custo-benefício

O ponto que pode ser considerado mais "polêmico" na passagem do Edge 30 Pro para o Edge 50 Pro é o processamento, que deixou de utilizar um chipset premium para apostar em uma plataforma intermediária.

Enquanto o modelo antigo utiliza o Snapdragon 8 Gen 1, processador topo de linha da Qualcomm para 2022, o celular mais novo emprega o Snapdragon 7 Gen 3, solução intermediária recém-lançada. Ambos são apoiados por 12 GB de RAM e 256 GB de armazenamentos. Apesar de não serem extremas, há diferenças perceptíveis de desempenho que dão vantagem para o 8 Gen 1.

Continua após a publicidade

Observando o histórico de resultados de benchmarks, o Motorola Egde 30 Pro é de 19% a 46% mais veloz, a depender do teste realizado, sendo a GPU o ponto onde há mais vantagem. Dito isso, a desvantagem não torna o Edge 50 Pro fraco — o Snapdragon 7 Gen 3 possui performance similar ao do Snapdragon 888, antecessor do 8 Gen 1 que esteve presente em celulares premium de 2021.

Snapdragon 7 Gen 3Snapdragon 8 Gen 1Snapdragon 888
CPU

1x Cortex-A715 (alto desempenho) a 2,63 GHz

3x Cortex-A715 (alto desempenho) a 2,4 GHz

4x Cortex-A510 (alta eficiência) a 1,8 GHz

1x Cortex-X2 (máxima performance) a 3,0 GHz

3x Cortex-A710 (alto desempenho) a 2,5 GHz

4x Cortex-A510 (alta eficiência) a 1,8 GHz

1x Cortex-X1 (máxima performance) a 2,84 GHz

3x Cortex-A78 (alto desempenho) a 2,42 GHz

4x Cortex-A55 (alta eficiência) a 1,8 GHz

GPUAdreno 720Adreno 730Adreno 660
Memória

LPDDR5-3200

LPDDR4X-2133

Até 16 GB

Armazenamento UFS 3.1

LPDDR5-3200

Até 16 GB

Armazenamento UFS 3.1

LPDDR5-3200

Até 16 GB

Armazenamento UFS 3.1

Modem

Snapdragon X63 5G

Download de até 5 Gbps

Snapdragon X65 5G

Download de até 10 Gbps

Snapdragon X60 5G

Download de até 7,5 Gbps

Câmeras64 MP única
32 MP + 21 MP dupla
21 MP + 21 MP + 21 MP tripla
Foto de até 200 MP
108 MP única
64 MP + 36 MP dupla
36 MP + 36 MP + 36 MP tripla
Foto de até 200 MP
84 MP única
64 MP + 25 MP dupla
28 MP + 28 MP + 28 MP tripla
Foto de até 200 MP
Bluetooth + Wi-Fi

FastConnect 6700

(Bluetooth 5.4 + Wi-Fi 6E)

Fast Connect 6900

(Bluetooth 5.2 + Wi-Fi 6E)

Fast Connect 6900

(Bluetooth 5.2 + Wi-Fi 6E)

Litografia4 nm (TSMC)4 nm (Samsung)5 nm (Samsung)

Outro ponto importante é a eficiência e a estabilidade: enquanto o 8 Gen 1 é fabricado em 4 nm pela Samsung, o 7 Gen 3 também é produzido em 4 nm, mas pela TSMC, que possui histórico de entregar melhores resultados nesses quesitos.

Câmeras e tela com certificação Pantone

Continua após a publicidade

Câmeras e tela estão do lado oposto do processamento ao oferecerem os maiores avanços de uma geração para outra. Começando pelo display, o Edge 30 Pro é equipado com painel OLED de 6,7 polegadas, com resolução Full HD+ de 2400 x 1080 pixels, taxa de atualização de até 144 Hz e suporte a HDR no padrão HDR10+.

Mesmo que mantenha a tecnologia OLED, a taxa de atualização de 144 Hz, o HDR10+ e o tamanho de 6,7 polegadas, o Edge 50 Pro aumenta a resolução para 2712 x 1220 pixels, oferecendo mais nitidez. Outras duas grandes mudanças são o pico de brilho de 2.000 nits e a certificação de alta precisão de cores emitida pela Pantone, empresa referência mundial na ciência dos tons.

Vemos um cenário similar nas câmeras: o antigo topo de linha da Motorola traz lente principal de 50 MP com abertura de f/1.8, foco automático por detecção de fase (PDAF) multidirecional e estabilização óptica (OIS), acompanhada de ultrawide de 50 MP com campo de visão de 114°, e sensor auxiliar para cálculo de profundidade de 2 MP. A câmera de selfies tem 60 MP e abertura de f/2.2

Continua após a publicidade

Por sua vez, o Edge 50 Pro aposta em um sensor principal que também conta com resolução de 50 MP, mas embarcando abertura bem maior de f/1.4 e foco a laser, junto ao PDAF e OIS. A lente ultrawide tem resolução menor de 13 MP, compensada pelo campo de visão mais amplo de 120°, e a lente de profundidade deu lugar à mais útil câmera telefoto periscópio de 10 MP, com abertura de f/2.0, PDAF, OIS e zoom óptico de 3x. As selfies são responsabilidade de um sensor de 50 MP com abertura de f/1.9.

Para completar, o celular mais novo também possui certificação Pantone de cores nas fotografias, prometendo imagens com tonalidades muito mais precisas. Se os dados técnicos forem fiéis à prática, o Edge 50 Pro é capaz de captar mais luz, equilibrar melhor as áreas claras e escuras das imagens, além de focar mais fácil, captar cenas maiores com a ultrawide e ser mais estável.

Carregamento de alta velocidade

A situação é mista quando falamos de bateria e carregamento, ainda que pareça haver um número maior de vantagens para o telefone mais recente. O antigo Edge 30 Pro vem munido de um tanque de 4.800 mAh com carregamento rápido de 68 W, que promete recuperar 50% da carga em 15 minutos e levar o celular de 0% a 100% em 35 minutos. Carregamento sem fio está presente, atingindo 15 W de potência, assim como a recarga reversa de 5 W.

Continua após a publicidade

O Edge 50 Pro tem uma bateria um pouco mais modesta, com 4.500 mAh, mas embarca potência extrema de 125 W de recarga, cujas promessas são de recuperar 100% da carga em apenas 18 minutos. Também há ganhos drásticos no carregamento sem fio, que chega aos 50 W (usando o carregador próprio da Motorola) e fornece 10 W de recarga reversa para fones de ouvido e outros acessórios compatíveis com padrão Qi1.

É difícil afirmar se há impactos consideráveis com a redução de capacidade da nova geração, mas os cortes significativos no tempo de carregamento podem ser um forte diferencial do Edge 50 Pro.

Inteligência Artificial com Moto AI

Uma das maiores novidades do Motorola Edge 50 Pro em relação ao Edge 30 Pro é a interface Hello UI, que chega para substituir a antiga My UX. Além de alguns ajustes visuais que afastam mais o sistema da empresa da solução original desenvolvida pelo Google, incluindo novas telas de configurações e um menu de notificações semitransparente, a Hello UI inaugura a suíte Moto AI de recursos de Inteligência Artificial — não há funções do tipo no Edge 30 Pro.

Continua após a publicidade

A Moto AI é composta de uma ampla variedade de funcionalidades, mas a companhia destacou as melhorias de câmera e as opções de personalização. O software possibilita captura de movimentos rápido sem borrões, bem como registro de fotos de longa exposição com foco específico em pintura de luz, estrelas e movimento de água.

Também estão presentes o Max Foto Pro, modo automático baseado em IA que tenta otimizar cores, exposição e até sombras e efeito de desfoque de fundo para retratos, rastreamento automático de foco para aprimorar a captura de objetos em movimento e o Style Sync, que permite a criaçã de temas automáticos para a interface do celular tirando uma foto da sua roupa — a ideia é integrar o celular ao look do usuário.

As vantagens se estendem para o suporte: o Edge 30 Pro foi laçado com Android 12 e foi atualizado até o Android 14, sendo pouco provável que a Motorola disponibilize novos updates. O Edge 50 Pro, por outro lado, sai de fábrica com Android 14 e conta com promessa de três grandes updates junto de quatro anos de atualizações de segurança, devendo chegar ao Android 17.

Continua após a publicidade

Conectividade e outros recursos

Recursos adicionais e conexões são similares entre os dois telefones, mas há algumas vantagens para o Edge 50 Pro. Ambos podem ser conectados a monitores externos com o recurso Ready For, mas o lançamento da Motorola já possui a versão atualizada da função, que mantém possibilidades como utilizar o telefone como webcam e transferir arquivos rapidamente para o PC sob o Ready For, e integra a ligação com monitores no novo Moto Connect.

Motorola Edge 50 ProMotorola Edge 30 Pro
ProcessadorQualcomm Snapdragon 7 Gen 3
(4 nm, TSMC)
Qualcomm Snapdragon 8 Gen 1
(4 nm, Samsung)
Memórias

12 GB de RAM LPDDR5

256 GB de armazenamento UFS 2.2

12 GB LPDDR5

256 GB de armazenamento UFS 3.1

Tela

OLED de 6,7 polegadas

Resolução 1,5K de 2712 x 1220 pixels

Taxa de atualização de 144 Hz

HDR10+

Certificação de cores Pantone

Brilho de até 2.000 nits

OLED de 6,7 polegadas

Resolução Full HD+ de 2400 x 1080 pixels

Taxa de atualização de 144 Hz

HDR10+

Câmeras

50 MP, abertura f/1.4, foco PDAF + Laser, estabilização óptica OIS (Principal)

13 MP, abertura f/2.2, campo de visão de 120°, função macro (Ultrawide)

10 MP, abertura de f/2.0, PDAF, OIS, zoom óptico de 3x (Telefoto Periscópio)

50 MP, f/1.9, foco automático (Frontal)

50 MP, abertura f/1.8, foco PDAF, estabilização óptica OIS (Principal)

50 MP, abertura f/2.2, campo de visão de 114° (Ultrawide)

2 MP, f/2.4 (Profundidade)

60 MP, f/2.2 (Frontal)

Dimensões e peso161,23 x 72,4 x 8,19 mm / 186 g163,1 x 76 x 8,8 mm / 196 g
ProteçãoIP68 (submersão em água doce por até 30 minutos)Camada repelente à água (respingos)
Bateria e carregamento

4.500 mAh

Recarga de 125 W (100% em 18 minutos)

Recarga sem fio de 50 W

Carregamento sem fio reverso de 10 W

4.800 mAh

Recarga de 68 W (100% em 35 minutos)

Recarga sem fio de 15 W

Carregamento sem fio reverso de 5 W

Sistema operacional

Android 14

Interface Hello UI

3 anos de updates + 4 anos de atualizações de segurança

Android 12 (já atualizado para Android 14)

Interface My UX

Os dois também contam com Wi-Fi 6E (mais rápido no Edge 30 Pro ao atingir 3,6 Gbps, contra 2,9 Gbps no Edge 50 Pro), som estéreo com áudio espacial Dolby Atmos, porta USB-C 3.1, NFC e acesso às redes 5G (Edge 30 Pro mais veloz com até 10 Gbps, contra 5 Gbps do Edge 50 Pro).

Continua após a publicidade

A última diferença está no preço: o Motorola Edge 30 Pro foi lançado no Brasil com valores a partir de R$ 6.499, enquanto o Edge 50 Pro foi apresentado por R$ 3.499. Apesar de não estar mais à venda oficialmente, o Edge 30 Pro pode ser encontrado em ofertas que partem de R$ 3.300, com o Edge 50 Pro saindo de R$ 3.149.