Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Snapdragon 7 Gen 3 estreia com promessa de ganho de até 50% em GPU

Por| Editado por Wallace Moté | 17 de Novembro de 2023 às 10h09

Link copiado!

(Imagem: Divulgação/Qualcomm)
(Imagem: Divulgação/Qualcomm)
Tudo sobre Qualcomm

Confirmando rumores, a Qualcomm apresentou de surpresa nesta sexta-feira (17) o Snapdragon 7 Gen 3, novo chipset da marca voltado para smartphones intermediário premium. A solução se posiciona de forma curiosa no portfólio da empresa como o verdadeiro sucessor do Snapdragon 7 Gen 1, prometendo saltos modestos de 15% em CPU, ganhos respeitáveis de 50% em GPU e recursos modernos para a "era da IA".

Seguindo a estratégia dos últimos lançamentos, a Qualcomm deixou aspectos mais técnicos das especificações do novo chip de fora dos materiais oficiais, revelando apenas o essencial. O Snapdragon 7 Gen 3 é embarcado com uma CPU de oito núcleos, dispostos na configuração 1 + 3 + 4, padrão da maior parte dos processadores mobile atualmente.

Continua após a publicidade

A distribuição é composta de um núcleo de alto desempenho rodando a 2,63 GHz, mais três núcleos de alto desempenho operando a até 2,4 GHz e quatro núcleos de alta eficiência trabalhando a até 1,8 GHz. De acordo com os rumores, que se mostraram certeiros até então, trata-se de uma combinação dos núcleos Cortex-A715 de alto desempenho com os Cortex-A510 de alta eficiência.

Apesar desses núcleos terem chegado no ano passado, ambos ainda oferecem bom equilíbrio de performance e eficiência, prometendo um salto significativo de até 15% em relação ao Snapdragon 7 Gen 1, e é nesse ponto em que temos a característica mais peculiar da novidade. Leitores mais antenados no mundo do hardware de smartphones devem lembrar que não tivemos um Snapdragon 7 Gen 2 básico.

Em vez de ganhar uma versão padrão de segunda geração, a série 7 foi atualizada com o poderoso Snapdragon 7 Plus Gen 2, cujo desempenho era muito próximo ao do Snapdragon 8 Plus Gen 1, chip premium da Qualcomm no ano passado. Isso teria se refletido no preço, forçando a gigante a trazer ao mercado o Snapdragon 7s Gen 2, menos custoso, mas também menos potente, entregando quase a mesma velocidade de um 7 Gen 1.

Nesse cenário, o Snapdragon 7 Gen 3 acaba sendo um meio-termo entre os dois — pense nele como o verdadeiro sucessor do 7 Gen 1, um "7 Gen 2 com outro nome". Rumores já sugeriam que o componente estreante tentaria equilibrar melhor o preço e o desempenho para atrair um número maior de fabricantes de smartphones.

Há ganhos mais massivos em outras áreas: a nova GPU Adreno (aparentemente Adreno 720, ainda segundo os rumores) seria 50% mais poderosa, enquanto a Unidade de Processamento Neural (NPU) para IA ofereceria um salto impressionante de 60% em performance por Watt, recebendo suporte ao formato de dados INT4, menos complexo, o que torna seu cálculo mais rápido. As melhorias seriam essenciais para tornar recursos de IA mais acessíveis.

Talvez um dos aspectos mais interessantes é o grande ganho de eficiência energética: o Snapdragon 7 Gen 3 seria 20% mais eficiente que o 7 Gen 1. A conquista não seria apenas resultado dos núcleos mais novos, como também da nova litografia usada — o lançamento será fabricado pela TSMC no processo N4 da classe de 4 nm, contra a litografia de 4 nm da Samsung usada no 7 Gen 1.

Continua após a publicidade
Snapdragon 7 Gen 3Snapdragon 7 Plus Gen 2Snapdragon 7s Gen 2Snapdragon 7 Gen 1
CPU

1x Cortex-A715 (alto desempenho) a 2,63 GHz

3x Cortex-A715 (alto desempenho) a 2,4 GHz

4x Cortex-A510 (alta eficiência) a 1,8 GHz

1x Cortex-X2 (máxima performance) a 2,91 GHz

3x Cortex-A710 (alto desempenho) a 2,49 GHz

4x Cortex-A510 (alta eficiência) a 1,8 GHz

4x núcleos de alto desempenho a 2,4 GHz

4x núcleos de alta eficiência a 1,95 GHz

1x Cortex-A710 (alto desempenho) a 2,4 GHz

3x Cortex-A710 (alto desempenho) a 2,36 GHz

4x Cortex-A510 (alta eficiência) a 1,8 GHz

GPUAdreno 720Adreno 725AdrenoAdreno 662
Memória

LPDDR5-3200

LPDDR4X-2133

Até 16 GB

Armazenamento UFS 3.1

LPDDR5-3200

Até 16 GB

Armazenamento UFS 3.1

LPDDR5-3200

LPDDR4X-2133

Até 12 GB

Armazenamento UFS 4.0

LPDDR5-3200

Até 16 GB

Armazenamento UFS 3.1

ModemSnapdragon X63 5G
Download de Até 5 Gbps
Snapdragon X62 5G
Download de Até 4,4 Gbps
Snapdragon X62 5G
Download de Até 2,9 Gbps
Snapdragon X62 5G
Download de até 4,4 Gbps
Câmeras64 MP única
32 MP+21 MP dupla
21 MP+21 MP+21 MP tripla
Foto de até 200 MP
108 MP única
64 MP+36 MP dupla
32 MP+32 MP+32 MP tripla
Foto de até 200 MP
48 MP única
32 MP+16 MP dupla
16 MP+16 MP+16 MP tripla
Foto de até 200 MP
64 MP única
64 MP+20 MP dupla
25 MP+25 MP+25 MP tripla
Foto de até 200 MP
Bluetooth5.35.35.25.2
Litografia4 nm (TSMC)4 nm (TSMC)4 nm (Samsung)4 nm (Samsung)

Há comprovações claras que as tecnologias de fabricação da empresa taiwanesa são mais densos e eficientes que as da gigante sul-coreana, com o caso emblemático das melhorias bruscas notadas na passagem do Snapdragon 8 Gen 1 (4 nm da Samsung) para o Snapdragon 8 Plus Gen 1 (4 nm da TSMC). Na prática, celulares com o Snapdragon 7 Gen 3 devem aquecer menos e ter maior duração de bateria, ao mesmo tempo em que são mais potentes.

Outros aspectos importantes são um misto de melhorias e downgrades, provavelmente compostos de cortes para equilibrar melhor o preço. Há suporte a até 16 GB de RAM LPDDR5 a 3.200 MT/s ou LPDDR4X a 2.133 MT/s, além de armazenamento UFS 3.1, em vez do mais moderno e veloz UFS 4.0, enquanto nas câmeras há um conjunto triplo de processamento de imagem com compatibilidade com sensores de até 200 MP.

Continua após a publicidade

Uma boa notícia é que há upgrades notáveis em conectividade: o chip traz o inédito modem Snapdragon X63, que turbina as velocidades do 5G para até 5 Gbps (contra 4,4 Gbps no 7 Gen 1 e 7 Plus Gen 2), acompanhado do mesmo FastConnect 6700 para Wi-Fi 6E e Bluetooth 5.3 usado nos antecessores, oferecendo acesso a tecnologias de peso como aptX Lossless e LE Audio para áudio sem fio de alta definição.

O Snapdragon 7 Gen 3 estreia ainda em novembro, com Honor e Vivo Mobile sendo as primeiras fabricantes a apostarem na novidade. Dito isso, devemos ver dispositivos de outras marcas, como Xiaomi, Realme, Motorola e mais, sendo apresentados nos próximos meses.