O que é Gorilla Glass?

Por Redação

Amplamente utilizado em aparelhos eletrônicos, especialmente em smartphones e tablets, o Gorilla Glass, desenvolvido pela Corning Inc., é um vidro feito de um material chamado álcali-aluminossilicato que foi projetado para ser fino, leve e especialmente resistente a danos e riscos. Seu principal objetivo é deixar a tela de dispositivos em condições que evitam qualquer tipo de arranhões, devido a sua dureza.

Hoje, o Gorilla Glass se encontra em sua quarta geração. Na primeira versão, já era possível bater nele com um martelo e, ainda assim, o vidro permanecia intacto. Dessa forma, uma variedade de oportunidades se abriram para que a Corning pudesse adaptar a tecnologia a diferentes tipos de aparelhos e utensílios. De lá pra cá, a durabilidade e resistência do produto só aumentou e hoje, a tecnologia é utilizada nas áreas tecnológica, oftalmológica, automotiva, aeroespacial, farmacêutica entre outras. O produto pode ser utilizado também como um simples substituto do vidro comum, agregando várias características inexistentes no material tradicional.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Leia mais: Fabricante do Gorilla Glass vai lançar vidro super-resistente a riscos e quedas

O Gorilla Glass foi apresentado ao mundo em 2006, sendo que em 2010 já estava sendo utilizado em aproximadamente 20% dos dispositivos móveis do planeta, representando cerca de 200 milhões de unidades produzidas. A desenvolvedora da tecnologia afirma ainda que o Gorilla Glass é um material que pode ser reciclado.

o que é gorilla glass

A fabricação do Gorilla Glass envolve um processo em que ele é temperado por meio da troca de íons. O vidro fica submerso em uma solução de sais de potássio à exata temperatura de 400º C. Desse modo, os íons de sódio do vidro são trocados pelos íons de potássio, que são maiores e, por isso, mais resistentes e densos, visto que deixam espaços bem menores entre cada átomo.

A Corning afirma que o álcali-aluminosilicato contribui muito para que o Gorilla Glass se destaque e seja mais resistente em relação aos vidros comuns. Por meio dele, é possível que a troca de íons atinja camadas muito mais profundas do que se ele não estivesse presente.

A primeira geração do Gorilla Glass chegou com uma espessura que vai de 0,5 mm a 2 mm, mas esses números caíram 20% quando o Gorilla Glass 2 foi lançado. Na atual geração, o vidro continua tão fino quanto um fio de cabelo e tem a vantagem de ser ainda mais leve.

O Gorilla Glass 3 possui resistência nativa contra quedas e riscos e, por isso, se contrai e se deforma, ao contrário dos outros tipos de vidros que lascam ou racham. Desse modo, os danos ficam até 40% menos visíveis e o vidro possui um aumento de 40% em sua estabilidade estrutural.

Leia mais: Gorilla Glass 4 é duas vezes mais resistente que a concorrência

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.