Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Primeiro celular Android da Samsung completa 15 anos

Por| Editado por Wallace Moté | 30 de Abril de 2024 às 09h34

Link copiado!

(Imagem: Reprodução/Samsung)
(Imagem: Reprodução/Samsung)
Tudo sobre Samsung

Ao lado do iOS dos iPhones, o Android do Google hoje domina o mercado de smartphones, estando presente em praticamente todos os aparelhos de marcas como Samsung, Motorola, Xiaomi, Realme, Infinix, ASUS e muitas outras. Se atualmente associamos esses sistemas aos celulares, não é preciso dizer que esse nem sempre foi o caso — Apple e Google precisaram investir pesado em suas soluções para conquistarem o público e até mesmo as fabricantes.

A Samsung figura entre as gigantes que levaram mais tempo para embarcar na aposta do Google, lançando seu primeiro smartphone Android apenas em 2009, mais de seis meses após o anúncio da plataforma. O dia 28 de abril de 2024 marca o aniversário de 15 anos do i7500 Galaxy, nascido em uma época em que os feature phones ainda eram escolhas mais sólidas, e responsável por estabelecer a fundação da família Galaxy S, que se tornou carro-chefe da sul-coreana nas últimas décadas.

i7500 Galaxy: o primeiro Android da Samsung

Continua após a publicidade

Apesar da idade, o Samsung i7500 Galaxy já contava com alguns recursos que se tornaram pilares dos atuais aparelhos premium da companhia, começando pela tela AMOLED. Com 3,2 polegadas, o painel já era sensível ao toque, mas não possuía suporte a múltiplos toques ao mesmo tempo, uma das dores dos primeiros smartphones que só foram resolvidas em anos seguintes.

Taxa de atualização e resolução também não passavam perto do que os celulares modernos possuem, ainda que fossem pontos fortes do telefone na época: em proporção mais quadrada de 3:2, o display contava com 320 x 480 pixels (resultando em densidade de 180 pixels por polegada, ou PPI) e taxa de 60 Hz.

Processamento e memória eram outros aspectos simples — o primeiro Android da Samsung trazia chip Qualcomm MSM7200A, solução de um período em que ainda não tínhamos os processadores Snapdragon. A plataforma era equipada com um único núcleo ARM11, já antigo para a época, rodando a 528 MHz, e era fabricada com uma litografia de 65 nm da TSMC. Apoiavam o componente 128 MB de RAM e 8 GB de armazenamento interno, expansível via micro SD.

O modelo possuía apenas uma câmera de 5 MP, som mono, conector P2 para fones de ouvido, Wi-Fi b/g Single-Band (2,4 GHz), Bluetooth 2.0, conectividade 3G fornecida pelo chip SIM (o tamanho grande original) e bateria removível de 1.500 mAh, com carregamento via porta Micro USB. O maior diferencial do dispositivo era o sistema Android 1.5 Cupcake, que ainda não possuía qualquer interface personalizada. As únicas exceções eram o teclado virtual e os atalhos preparados pela Samsung.

Se utilizarmos o mais recente topo de linha premium da Samsung, o Galaxy S24 Ultra, como referência, o i7500 Galaxy realmente parece uma relíquia. O AMOLED ainda está presente, mas em um painel muito maior de 6,8 polegadas, com proporção 19,5:9, resolução Quad HD+ de 3120 x 1440 pixels (com densidade de 505 PPI) e taxa de atualização variável de até 120 Hz.

O processamento é baseado no Snapdragon 8 Gen 3, também da Qualcomm, mas munido de oito núcleos com frequências de até 3,39 GHz (ou 3.390 MHz para melhor comparação, velocidade cerca de 6,5 vezes maior apenas neste núcleo), fabricado em 4 nm pela TSMC e acompanhado de 12 GB de RAM e até 1 TB de armazenamento.

Continua após a publicidade

Há ainda quatro câmeras com sensor principal de 200 MP, som estéreo com áudio espacial Dolby Atmos, Wi-Fi 6E Tri-Band (2,4 GHz, 5 GHz e 6 GHz), Bluetooth 5.3, conectividade 5G com chip Nano SIM e bateria "fixa" (é preciso desmontar o aparelho para removê-la) de 5.000 mAh, com recarga de 45 W e porta USB-C. O flagship vem com Android 14, promessa de sete atualizações e interface One UI 6.1, cujo destaque é a Galaxy AI, suíte de recursos de Inteligência Artificial.

Samsung i7500 GalaxySamsung Galaxy S24 Ultra
Processador

Qualcomm MSM7200A
(65 nm, TSMC)

Qualcomm Snapdragon 8 Gen 3
(4 nm, TSMC)
Memórias

128 MB de RAM

8 GB de armazenamento

12 GB de RAM

Até 1 TB de armazenamento

Tela

AMOLED de 3,2 polegadas

Proporção de 3:2

Resolução de 320 x 480 pixels

Taxa de atualização de 60 Hz

Dynamic AMOLED 2X de 6,8 polegadas

Proporção de 19,5:9

Resolução QHD+ de 3120 x 1440 pixels

Taxa de atualização de 120 Hz

Câmeras5 MP

200 MP, abertura f/1.7, foco PDAF e laser, estabilização óptica OIS (Principal)

12 MP, abertura f/2.2, campo de visão de 120°, PDAF (Ultrawide)

10 MP, f/2.4, zoom óptico de 3x, PDAF, OIS (Telefoto)

50 MP, f/3.4, zoom óptico de 5x, PDAF, OIS (Telefoto Periscópio)

12 MP, f/2.2, PDAF (Frontal)

Dimensões e peso

115,9 x 56 x 11,9 mm

116 gramas

162,3 x 79 x 8,6 mm

233 gramas

ProteçãoNão possuiIP68 (submersão em água doce por até 30 minutos)
Bateria e carregamento 1.500 mAh

5.000 mAh

Recarga de 45 W

Recarga sem fio de 15 W

Carregamento sem fio reverso de 5 W

Sistema operacional

Android 1.5 Cupcake

Promessa de update para Android 2.0 Éclair

Android 14, sob a interface One UI 6.1

Promessa de sete grandes atualizações (até o Android 21)

Uma das comparações mais gritantes está nas dimensões e o peso: enquanto o i7500 Galaxy apresentava 115,9 x 56 x 11,9 mm e 116 gramas, o S24 Ultra traz 162,3 x 79 x 8,6 mm e 233 gramas, sendo mais fino, mas duas vezes mais pesado. Curiosamente, alguns reviews do primeiro Android da empresa consideravam o celular "muito largo", deixando evidente que os ganhos em tela e tamanho das gerações seguintes certamente não eram esperados.

Os altos e baixos do primeiro Galaxy

Continua após a publicidade

Por falar nos reviews, revisitá-los mostra com clareza a evolução drástica ocorrida nos últimos 15 anos, ao mesmo tempo em que revela como o i7500 Galaxy trazia bons diferenciais, apesar de algumas dores de cabeça. Cercado por concorrentes munidos de painéis LCD simples, o aparelho chamava atenção pela tela AMOLED, e entregava boa qualidade de fotografia para o período.

Muitos dos conteúdos produzidos em torno do telefone também destacam e até ensinam as novidades proporcionadas pelo uso do Android, citando os "inúmeros apps" do Android Market (a loja do sistema antes da Play Store) e a presença de serviços como o YouTube e o Picasa (editor de imagens e galeria de fotos que deu lugar ao Google Fotos).

Chama ainda a atenção elogios como a presença de GPS e acelerômetro, tidos como certos em celulares atuais, e críticas relacionadas à ausência de rádio FM e da transferência de arquivos via Bluetooth, entre outras funcionalidades que deixaram de ser tão importantes atualmente.

Continua após a publicidade

Com isso dito, as maiores dores do aparelho envolvem relatos de engasgos e desempenho abaixo do esperado após alguns meses de uso. Mais curioso foi o descuprimento da promessa de atualização do sistema para o Android 2.0 Éclair, símbolo da mudança de posicionamento da Samsung nos anos seguintes — hoje a marca é a fabricante que mais fornece updates no mundo Android, chegando às já citadas sete atualizações na linha Galaxy S24.

Seja como for, os altos e baixos do i7500 Galaxy serviram de base para o lançamento do primeiro Samsung Galaxy S em 2010, com novidades como o visual mais elegante e a integração da polêmica interface TouchWiz ao Android, sendo um passo importante para a transformação da Samsung em uma das principais gigantes do mundo da tecnologia.

Fonte: SamMobile