Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Snapdragon 7 Plus Gen 2 supera 8 Gen 1 em primeira bateria de testes

Por| Editado por Wallace Moté | 20 de Março de 2023 às 11h28

Link copiado!

Divulgação/Qualcomm
Divulgação/Qualcomm
Tudo sobre Qualcomm

Testado em um celular de referência da Qualcomm, o novo Snapdragon 7 Plus Gen 2 mostrou ter fôlego para concorrer com os principais processadores premium de 2022. De acordo com resultados obtidos pela equipe do Android Authority, o componente tem CPU superior até mesmo quando comparado ao Snapdragon 8 Gen 1 e, ainda que não apresente a mesma potência extrema com a GPU, representa um enorme salto frente ao seu antecessor.

Apresentado na última sexta-feira (17), o Snapdragon 7 Plus Gen 2 chamou atenção pelas especificações muito similares ao do 8 Gen 1, tanto na CPU quanto em aspectos como a conectividade, que incluem 5G mmWave, Bluetooth 5.3 e Wi-Fi 6E, mas tendo a vantagem de ser fabricado em 4 nm pela TSMC, em vez da Samsung.

Continua após a publicidade

O chip traz processador de 8 núcleos divididos em 1 Cortex-X2 de máxima performance trabalhando a até 2,91 GHz, 3 Cortex-A710 de alto desempenho trabalhando a até 2,49 GHz e 4 Cortex-A510 operando a 1,8 GHz, além de uma nova GPU Adreno que seria 100% superior à do 7 Gen 1.

Snapdragon 7 Plus Gen 2 tem CPU melhor que 8 Gen 1

Para avaliar o desempenho da novidade, o Android Authority teve acesso a um dispositivo de referência equipado com o chipset estreante, acompanhado de uma tela OLED de 6,65 polegadas com resolução Full HD+ e taxa de atualização de 144Hz, 12 GB de RAM LPDDR5 e 256GB de armazenamento UFS 3.1, sendo ainda alimentado por uma bateria de 4.192 mAh. Conforme destaca o site, não há nenhum sistema super robusto de refrigeração, como as ventoinhas de smartphones gamer.

Continua após a publicidade

Nessa combinação, o Snapdragon 7 Plus Gen 2 impressiona, começando pela CPU: com 1.211 pontos em single-core e 4.024 núcleos em multi-core no Geekbench 5, a solução quase empata com o Snapdragon 8 Plus Gen 1, em teoria um chip superior. Mais interessante é que o novo integrante da série 7 vence o Snapdragon 8 Gen 1 equipado em um Galaxy S22 Ultra e seus 1.220 pontos com um núcleo e 3.417 pontos com todos os núcleos, simbolizando um empate técnico e vantagem de 17%, respectivamente, para o chip recém-lançado.

Se coletarmos números do Snapdragon 7 Gen 1 — fabricado pela Samsung e até então usado apenas no Xiaomi 13 Lite —, o salto é ainda mais impressionante: o antigo processador intermediário marcava, em média, 841 pontos em single-core e 3.118 pontos em multi-core, o que dá ao 7 Plus Gen 2 vitórias de 45% com um núcleo e 30% com todos os núcleos. Nem mesmo o mais popular (e estável, graças ao uso de tecnologia da TSMC) Snapdragon 778G Plus não consegue chegar perto do novo membro da série 7.

GPU traz salto absurdo sobre o 7 Gen 1

Ainda comparado aos irmãos mais avançados, o Snapdragon 7 Plus Gen 2 não impressiona tanto em GPU ao atingir 7.575 pontos no teste 3DMark Wild Life, o que o coloca bem atrás do Snapdragon 8 Gen 1 e seus 9.841 pontos, uma vantagem de cerca de 30%. No entanto, a nova plataforma intermediária da Qualcomm basicamente empata com os gráficos Xclipse 920 do Exynos 2200 da Samsung, que tentavam se destacar por utilizar a arquitetura RDNA 2 da AMD, mesma das placas de vídeo Radeon RX 6000.

Continua após a publicidade

A boa notícia é que o salto frente ao Snapdragon 778G Plus (2.813 pontos) e ao Snapdragon 7 Gen 1 (3.085 pontos) é absurdo e até mesmo supera as promessas de 100% da Qualcomm, com o lançamento vencendo os antecessores em 170% e 150%, respectivamente. Se não compete com o 8 Gen 1, ao menos a novidade terá fôlego para encarar quase todos os jogos mobile, inclusive os mais pesados, com boa fluidez e qualidade gráfica.

Dito tudo isso, é na estabilidade em que o 7 Plus Gen 2 mais brilha, possivelmente pelo uso da litografia de 4 nm da TSMC. Avaliado no 3D Mark Wild Life Stress Test, que roda o Wild Life por 20 minutos e confere o aquecimento e a perda de desempenho nesse período, o processador estreante conseguiu manter a performance por praticamente todo o tempo ao apresentar 99,76% de estabilidade e redução de apenas 18 pontos.

Continua após a publicidade

O resultado repete o sucesso de gerações anteriores da série 7 e impressiona quando comparado a todos os modelos premium da série 8 avaliados, até mesmo o Snapdragon 8 Gen 2 utilizado no Galaxy S23 Ultra. Mais ainda, o modelo consegue oferecer mais desempenho nesse período prolongado do que o Snapdragon 8 Plus Gen 1 presente no ASUSROG Phone 6, que em teoria deveria ser superior por apresentar uma refrigeração aprimorada de smartphone gamer.

É importante lembrar que os números obtidos pelo Android Authority foram registrados em um celular de referência, que proporciona o melhor ambiente para o funcionamento do processador. Há uma forte chance de que, ao ser utilizado em um telefone comercial, que é disponibilizado aos consumidores, parte desse desempenho e até mesmo da estabilidade possa ser perdido pelo uso de refrigeração mais simples, menor espessura e outros fatores.

Ainda assim, é preciso reconhecer como a nova solução da Qualcomm é promissora e deve intensificar o já bastante concorrido segmento de smartphones intermediários, além de forçar a MediaTek a preparar uma resposta à altura.

Continua após a publicidade

Snapdragon 7 Plus Gen 2 estreia ainda em março

Outra boa notícia para os usuários que se animaram com a performance do Snapdragon 7 Plus Gen 2 é que a plataforma fará sua estreia em celulares comerciais ainda em março. Realme e Redmi já confirmaram dois aparelhos que contarão com o processador: o Realme GT Neo 5 SE e o Redmi Note 12 Turboambos já haviam vazado em benchmarks mostrando desempenho competitivo com celulares equipados com o Snapdragon 8 Gen 1.

Quem prefere telefones de outras marca, ou nem mesmo tem a opção de adquirir um modelo chinês, pode esperar por novidades de gigantes como a Samsung. Inúmeros rumores apontam que a companhia deve resgatar a família FE neste ano com o Galaxy S23 FE, possivelmente equipado com o Snapdragon 7 Plus Gen 2.

Continua após a publicidade

Fonte: Android Authority