Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Snapdragon Satellite é encerrado por interesse em método padronizado

Por| Editado por Wallace Moté | 10 de Novembro de 2023 às 14h15

Link copiado!

Divulgação/Qualcomm
Divulgação/Qualcomm
Tudo sobre Qualcomm

A empresa norte-americana de comunicação via satélite Iridium anunciou nesta sexta-feira (10) que a parceria com a Qualcomm para ampla adoção da tecnologia Snapdragon Satellite foi encerrada. A decisão, que teria partido da própria Qualcomm, seria consequência da falta de adoção por parte das fabricantes de smartphones que, ao que parece, preferem apostar em uma solução padronizada para a indústria, em vez de uma rede proprietária.

Apresentado em janeiro de 2023, durante a CES, como um rival para a comunicação via satélite dos iPhones, o Snapdragon Satellite era uma solução conjunta entre Qualcomm e Iridium para trazer aos celulares com processadores Snapdragon um método de comunicação satelital bidirecional — o usuário poderia receber e enviar mensagens para qualquer pessoa, havendo integração com as redes móveis 5G.

O projeto chegou a ter uma expansão anunciada em fevereiro, havendo envolvimento direto de fabricantes como Honor, Motorola, Nothing, OPPO, Vivo Mobile e Xiaomi, e um prazo para que os primeiros telefones com Snapdragon Satellite chegassem às lojas foi anunciado — o segundo semestre de 2023 —, mas nenhum modelo foi lançado. A situação foi esclarecida nesta semana com um comunicado divulgado pela Iridium, revelando que a parceria entre as gigantes tinha sido encerrada.

Continua após a publicidade

De acordo com as informações, apesar "das demonstrações de sucesso", nenhuma das empresas de smartphones teria mostrado interesse na função, levando a Qualcomm a optar pelo encerramento da plataforma. Mesmo com o cancelamento, a Iridium está confiante na ampla adoção da comunicação via satélite em celulares, e destacou como o fim do contrato vai permitir negociações diretas com as fabricantes e outras desenvolvedoras de chips, como a MediaTek.

"Ainda que eu esteja desapontado que essa parceria não tenha rendido frutos imediatos, acreditamos que a direção da indústria está clara rumo a uma crescente [adoção da] conectividade via satélite em dispositivos para consumidores", afirmou o CEO da Iridium, Matt Desch.

"Lideradas hoje pela Apple, as MNOs [Mobile Network Operators, as operadoras de telefonia] e as fabricantes de dispositivos ainda planejam, ao longo do tempo, atender seus consumidores com uma cobertura expandida e novos recursos baseados em satélite, e nossa cobertura global e certeza regulatória nos faz estar bem posicionados para sermos um player chave nesse mercado emergente. A experiência do usuário será crítica para seu sucesso, e podemos providenciar isso com uma capacidade global e confiável aos usuários de mobile", concluiu.

Continua após a publicidade

Há uma boa notícia para quem estava interessado na tecnologia: uma declaração da Qualcomm sobre o assunto indica que o verdadeiro motivo que levou as fabricantes a não aderirem ao Snapdragon Satellite seria o interesse em uma solução padronizada para a indústria, em vez de uma solução proprietária. Isso não apenas mostra que ainda há interesse por parte das empresas de celulares, como ainda um movimento para que todas utilizem uma plataforma compartilhada. Novos detalhes devem ser divulgados nos próximos meses.

Fonte: via CNBC