Publicidade

O que esperar do iOS 18? | Novos recursos, iPhones compatíveis e mais

Por| Editado por Douglas Ciriaco | 26 de Março de 2024 às 16h50

Link copiado!

André Magalhães/Canaltech
André Magalhães/Canaltech

O iOS 18 deve ser o nome da próxima grande atualização anual da Apple para o sistema operacional do iPhone. O update representa um salto de geração no sistema e traz uma série de novos recursos e mudanças visuais para o software do aparelho.

Ainda não existem detalhes confirmados pela Maçã, mas alguns rumores do mercado e os lançamentos anteriores já dão ideia do que pode aparecer na versão sucessora do iOS 17. O Canaltech reuniu algumas das principais informações já circuladas sobre o sistema e ainda traz alguns palpites sobre o que esperar da atualização.

Quando o iOS 18 será lançado?

Continua após a publicidade

A Apple normalmente anuncia a nova versão do iOS (e de outros sistemas operacionais dos aparelhos da marca) durante a conferência anual WWDC, que será realizada neste ano no dia 10 de junho. O evento mostra o que há de diferente no sistema operacional e, logo em seguida, já libera uma versão Beta para garantir os testes até o lançamento final.

É muito provável que o iOS 18 seja revelado na WWDC, mas chegue ao mercado somente com a nova geração de iPhones. Seguindo o padrão da Maçã, a versão estável deve surgir em setembro de 2024. Pelo menos, foi assim com as últimas atualizações: para efeito de comparação, o iOS 17 também foi anunciado na conferência e chegou ao público geral no dia 17 de setembro de 2023.

Novidades do iOS 18

Continua após a publicidade

Alguns rumores ajudam a entender o cenário que envolve o lançamento do iOS 18. De acordo com o jornalista Mark Gurman, do Bloomberg, famoso por antecipar novidades dos produtos da Apple, a nova atualização é considerada “ambiciosa e atraente” pelos funcionários da Maçã, e a empresa pretende apostar em software para compensar mudanças pouco significativas no hardware do próximo iPhone.

O jornalista ainda revelou que a Maçã interrompeu o desenvolvimento do sistema para focar na correção de bugs e deixá-lo cada vez mais refinado antes de seguir com as novas etapas.

IA generativa no iPhone

A Apple enfim vai mostrar as suas cartas no mercado de IA generativa. No ano passado, a empresa decidiu não se apressar e não trouxe nenhuma novidade significativa no segmento, mas o cenário deve mudar em 2024.

Continua após a publicidade

Quem vai se beneficiar com isso é a Siri, que pode ser atualizada e se tornar capaz de responder aos comandos humanos da mesma forma que o ChatGPT, com poderes para criar textos, resolver problemas matemáticos e conversar com linguagem natural. Inclusive, existem rumores de que a Apple poderia fechar uma parceria com o Google para usar o Gemini no sistema do iPhone.

As mudanças não param por aí: existe a expectativa de que o Mensagens seja reforçado para criar e corrigir textos, além de mudanças em outros apps do sistema. Vale lembrar que a Apple adquiriu uma empresa de IA neste ano e supostamente já desenvolve um modelo próprio desde o ano passado. 

Os recursos de IA generativa já marcam presença nos principais lançamentos do Android — a linha Google Pixel 8 já trouxe recursos do tipo e o Galaxy S24 introduziu o Galaxy AI, com uma série de ferramentas a tecnologia. Logo, é comum que o próximo iPhone siga um caminho parecido.

Continua após a publicidade

Suporte a mensagens RCS

A Apple confirmou que vai incorporar o protocolo RCS ao aplicativo de mensagens e facilitar a comunicação com dispositivos Android. A tecnologia atua como um sucessor espiritual do SMS com suporte a fotos, vídeos, GIFs, links e textos maiores.

A empresa demorou para ceder à pressão do Google e adotar o serviço, que deve chegar a partir de 2024 com uma atualização no sistema. A novidade pode representar um grande avanço na comunicação entre diferentes sistemas operacionais, já que o iMessage é uma alternativa muito usada pelos donos de iPhone, mas ainda é muito “fechado” ao Android.

Liberdade para os ícones

Continua após a publicidade

Outro rumor aponta para uma grande mudança visual no iOS, mas sem entrar em muitos detalhes. Uma novidade iminente estaria na posição dos ícones na tela principal: o sistema do iPhone deve permitir que os usuários deixem espaços em brancos nas fileiras de apps, de forma similar ao Android.

Atualmente, o iOS exige que todos os apps na tela inicial sejam enfileirados, sem a possibilidade de criar linhas com áreas em branco. A mudança vai permitir que os ícones sejam posicionados em qualquer lugar da tela, sem a necessidade de seguir uma ordem. 

O que gostaríamos de ver no iOS 18

Além dos rumores sobre o que pode vir por aí, algumas funções seriam muito bem-vindas com a chegada de um novo iOS. Os "desejos" do CT em relação a isso são:

Continua após a publicidade

Edição de fotos com IA

O editor nativo do Fotos é intuitivo e repleto de funções interessantes, mas o aplicativo também poderia dar um salto com a introdução de ferramentas de IA generativa. Uma boa comparação é o Google Fotos, instalado de forma nativa no Android: o app foi atualizado com opções para preencher o fundo de imagens, remover objetos e escolher as melhores expressões faciais para uma selfie, por exemplo. Seria interessante caso o iOS seguisse o mesmo caminho.

Apple Music turbinada

O Apple Music é um serviço com um acervo muito interessante, que inclui catálogo de músicas em alta fidelidade e até uma estação de rádio própria. No entanto, ele fica muito atrás do Spotify ao analisar as funções do aplicativo: o serviço recebeu a opção de playlists colaborativas somente em 2023, por exemplo, enquanto o rival verde já apresenta a opção há alguns anos.

Continua após a publicidade

Algumas melhorias pontuais, especialmente na criação e no compartilhamento de playlists, poderiam beneficiar o uso do streaming musical da Apple no iPhone.

Diferentes áreas de trabalho

O rival Android permite configurar um perfil pessoal e outro de trabalho no celular: isso permite usar o login profissional para acessar apps nessa segunda área e acessar apenas aplicativos essenciais para a rotina diária. A Apple apresenta um modo de foco voltado para o trabalho, mas ainda não possui uma função para criar uma área específica para isso — logo, seria uma adição útil ao iOS.

Quais iPhones vão receber o iOS 18?

Continua após a publicidade

Ainda não há uma lista oficial, mas é possível usar o ciclo de atualizações da Apple como base: a empresa oferece atualizações de sistema por até cinco anos para os iPhones contados a partir do ano de lançamento de cada aparelho. Com essa lógica, é possível prever que os celulares lançados em 2018 não ganharão o update.

A lista provável de iPhones que devem atualizar wm 2024 inclui:

A empresa costuma liberar a atualização do iOS simultaneamente para todos os dispositivos compatíveis.