10 motivos para você preferir o iOS ao Android

Por Thiago Furquim | Editado por Bruno Salutes | 14 de Abril de 2021 às 14h55
Imagem: William Hook/Unsplash

O mercado de smartphone é mundialmente dominado por dois sistemas operacionais: iOS e Android. Ambos possuem características peculiares e aproveitam as vantagens a seu favor. Para o consumidor final, o que importa são os benefícios que cada um pode proporcionar dentro de suas expectativas.

Portanto, destacamos nesta lista 10 motivos que tornam o iOS a melhor escolha para quem está procurando por um smartphone e quer conhecer mais as vantagens de ter um iPhone.

1. Câmera

Se não existe uma definição exata de qual smartphone Android tem a melhor câmera, e qual se encaixa melhor ao gosto do usuário, certamente um iPhone das gerações mais recentes atenderá a todos os pré-requisitos.

Sempre presente entre os primeiros no ranking da DXOMARK (site especialista em análise de câmeras de smartphones), a Apple tem a tradição de aprimorar a cada ano os cliques de foto e vídeo no iOS, além disponibilizar recursos inovadores ao software de câmera.

A câmera do iPhone é um grande destaque em comparação aos smartphones Android - Imagem: Hannes Netzell/Unsplash

Atualmente, o iPhone grava vídeos em 4K HDR com Dolby Vision, possuem "modo noturo" nas câmeras grande-angular, ultra-angular e TrueDepth. O "modo retrato", recurso presente desde o iPhone 7, funciona perfeitamente e resulta em fotos incríveis.

2. Atualização do iOS

Esse é um ponto forte em que a Apple supera bastante a concorrência. Apesar de ser acusada de obsolescência programada, a Maçã entrega aos iPhones, em média, 5 anos de atualizações garantidas do sistema operacional. Além disso, a partir da data que são oficialmente anunciadas, as atualizações do iOS são distribuídas com rapidez a todos os aparelhos compatíveis e a taxa de adesão normalmente supera mais da metade de aparelhos ativos no mercado.

Um iPhone recebe, em média, 5 atualizações de sistema operacional - Imagem: Brett Jordan/Unsplash

O Android tem suas razões para ficar atrás nesse quesito. Considerando que a base do sistema é do Google, as demais fabricantes demoram mais para entregar as atualizações aos seus aparelhos, tornando baixa a adesão. A expectativa de atualização também é baixa, mesmo para aparelhos topo de linha, que recebem, em média, apenas duas atualizações garantidas do sistema operacional.

3. Ecossistema e Continuidade

O ecossistema da Apple é um ponto muito forte que facilita bastante a rotina e a produtividade do usuário. Se você tem um Mac e precisa fazer uma ligação com o iPhone, não precisa se mexer para pegar o smartphone, basta fazer a ligação diretamente pelo FaceTime. Para conectar os fones do Airpod no iOS, basta abrir a caixinha carregadora. Funciona como mágica.

Outras funções específicas são muito úteis como copiar e colar instantaneamente entre os dispositivos (macOS, iOS e iPadOS), sincronização de informações do iCloud, compartilhamento de fotos, vídeos e arquivos pelo AirDrop, entre outros.

Dispositivos Apple possuem recursos de comunicação que facilitam a vida do usuário - Imagem: Brandon Romanchuk/Unsplash

Para provar que a Apple está investindo cada vez mais na interligação dos seus dispositivos, os MacBooks já estão recebendo chips proprietários. Em outras palavras, a integração vai funcionar com mais fluidez, os aplicativos nativos estarão otimizados e trabalhando em conjunto entre iPhone, iPad e Mac.

4. Suporte

Deu algum problema no seu iPhone? Não se preocupe. Ainda que seu aparelho não tenha mais a garantia anual, é possível que esteja entre um dos programas de recall da Apple com reparo gratuito. E não precisa procurar a nota fiscal, basta ter o número de série do aparelho. Após isso, entre em contato com o Suporte Oficial da Apple para receber atendimento personalizado. Impressionante, não é mesmo?

O suporte da Apple pode também está disponível por aplicativo na App Store do iOS e iPadOS. O atendimento é feito via chat ou telefone com pessoas ágeis e dispostas entender seu problema para resolvê-lo da melhor forma. Um diferencial e tanto comparado ao suporte oferecido pelas marcas da linha Android.

5. Privacidade

Em termos práticos, temos pouco (ou nenhum) controle sobre como nossas informações são coletadas e manuseadas por sites que promovem marketing e propaganda de anúncios. Com a justificativa de estarem fazendo "anúncio personalizado", nos deparamos, como consequência, com vazamentos constantes e nos sentindo inseguros em relação a golpes e outros crimes virtuais.

O programa de privacidade da Apple leva a sério as informações pessoais - Imagem: Reprodução/Apple

A Apple leva a sério a privacidade do usuário. Segundo a companhia, ter segurança sobre informações pessoais é um "direito humano fundamental". O iOS é um sistema que coleta diversas informações de quem utiliza, e a companhia garante que esses dados estão protegidos. Além disso, em seu site oficial, a Apple disponibiliza um PDF que revela as práticas da indústria para coletar dados do usuário e os recursos disponíveis que torna o processo mais transparente.

Dos aplicativos nativos que integram o iOS, a Apple garante que:

  • O Safari previne o rastreamento do usuário.
  • O Mapas não armazena histórico de localização.
  • O Fotos não envia imagens para Apple ou qualquer outra pessoa.
  • O Mensagens recebe as mensagens criptografadas.
  • O Apple ID não está conectado à Siri, que associa as perguntas a um identificador aleatório.
  • A Apple não registra as compras feitas pelo Apple Pay.
  • O Saúde não compartilha ou vende qualquer informação registrada.
  • A App Store revela ao usuário como os dados estão sendo utilizados ou monitorados.

6. Segurança

Há muitos anos, a Apple baniu os antivírus da App Store. A companhia mantém um rígido controle de qualidade e cada aplicativo passa por um processo de análise minucioso, tornando desnecessários instalar rastreadores de aplicativos mal-intencionados no iOS. Ainda que existam falhas pontuais de segurança, a Apple prontamente envia atualizações de correção aos aparelhos. Portanto, são baixas as chances de um usuário do sistema da Apple ser enganado por algum aplicativo ou código malicioso.

Já o Android, por outro lado, frequentemente tem problemas de segurança, e a Google não raramente disponibiliza aplicativos mal-intencionados na Play Store. Alguns sistemas baseados em Android de outras fabricantes contam com anti-vírus nativo, como a Samsung One UI.

7. Face ID

A Apple também revolucionou o sistema de autenticação do iPhone com o Touch ID, utilizando impressão digital para desbloquear a tela, autorizar downloads e compras. Anos depois, tornou a inovar com a implementação da autenticação via reconhecimento facial, o Face ID, ainda mais seguro que o anterior, que conta com a tecnologia de câmera TrueDepth e realiza o mapeamento da geometria do rosto de forma precisa.

A Apple revolucionou mais uma vez com o Face ID mais seguro entre smartphones -  Imagem: megostudio/Envato Element

Basta olhar para o iPhone e seu celular estará desbloqueado rapidamente. Essa ação também serve para compras nas lojas de aplicativos e serviços, assim como pagamentos pelo Apple Pay. Dessa forma, até então, o smartphone da Maçã se mantém no topo do mercado de telefones inteligentes em relação à segurança de autenticação.

8. Apple One

O Apple One é um serviço único de assinatura da Apple que oferece ao usuário acesso ilimitado às suas plataformas de streaming, games e nuvem do iCloud. O iOS já está totalmente integrado aos aplicativos que compõem o serviço, e o único trabalho que o usuário tem é de escolher seu filme, série, música ou jogo preferido para garantir horas de diversão, sem custos adicionais ou propagandas.

O Apple One possui os serviços de streaming, games e nuvem da Apple - Imagem: Reprodução/Apple

Além disso, o espaço generoso cedido ao iCloud permite que a comunicação entre dispositivos da Maçã seja ainda mais amigável, sem problemas de falta de espaço para compartilhar a biblioteca pessoal.

9. O iPhone é eco-friendly

A Apple se orgulha em carregar a bandeira verde em prol do meio ambiente e declarar sua neutralidade em relação à emissão de carbono. A Maçã tem projetos de restauração de floresta e promete, até 2030, que seus produtos serão feitos totalmente com energia limpa.

As políticas rigorosas de meio ambiente envolveram a Apple na polêmica de retirada dos carregadores das caixas dos iPhones. Segundo a companhia, muitos usuários já aderiram aos carregadores sem fio e excluir os adaptadores reduzem a emissão de carbono.

Os iPhones também estão se adaptando aos propósitos da Maçã de colaborar com o meio ambiente. Os smartphones são fabricados para ter alta durabilidade e baixo consumo de energia, além de parte da produção ser feita com materiais reciclados e design pensado para reduzir ao máximo componentes que são responsáveis por emissões mais significativas de carbono.

No site da Apple é possível baixar um relatório do impacto ambiental causado por casa produto, assim como o programa de estudo e fabricação dos componentes químicos usados pelos produtos. A Maçã também se preocupa com a responsabilidade de seus fornecedores, exigindo os mais altos padrões de repeito aos direitos trabalhistas, humanos e práticas de proteção ambiental e extração responsável de materiais.

10. Baixa desvalorização

Sabemos que comprar um novo iPhone representa um grande investimento financeiro. Por isso, se você decidir vender depois de algum tempo, o valor de mercado não deverá estar muito longe do que pagou pelo aparelho. Essa vantagem é enorme em relação aos aparelhos Android, que desvalorizam bastante em comparação aos smartphones da Apple.

Para você, quais as vantagens que tornam o iOS um sistema operacional melhor que o Android?

O texto pode conter opiniões e análises que não refletem a visão do Canaltech sobre o assunto.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.