Saiba quais são os melhores processadores de celular em 2020

Por Diego Sousa | 24 de Outubro de 2020 às 14h00
Bagus Hernawan/Unsplash

Muitos podem não saber, mas o processador é um dos componentes mais importantes de um celular. Resumidamente, ele é o “cérebro” do aparelho responsável por realizar todas as operações, não só abrir aplicativos e rodar seus jogos, mas, também, processar vídeos e fotos tiradas pelas câmeras.

Há inúmeros processadores disponíveis no mercado de diversas marcas, mas, felizmente, a indústria os dividiu em três segmentos para facilitar o entendimento: entrada, que engloba aparelhos mais básicos; intermediário, no qual é possível encontrar celulares com um bom equilíbrio entre desempenho e preço acessível; e topo de linha, categoria para quem busca tudo do bom e do melhor.

As principais diferenças entre eles, como mencionamos acima, estão na frequência, naturalmente mais rápida nos celulares mais caros, e as tecnologias embutidas, como suporte para redes 5G e recursos exclusivos para gamers.

Se você está em busca de um celular topo de linha com tudo o que há de melhor na indústria mobile, destacamos abaixo os melhores processadores para celular disponíveis no mercado, de acordo com ferramentas de testes especializadas.

Melhores processadores para celular

Apple A14 Bionic

Atualmente, o chip Apple A14 Bionic é o mais potente do mundo. Primeiro processador mobile fabricado na tecnologia de 5 nanômetros da TSMC, o A14 equipa os recém-lançados iPhone 12 e o tablet iPad Air de 4ª geração.

A Maça não costuma divulgar números muito exatos do seu chipset logo de cara, mas afirma que ele é até 50% mais rápido em CPU e GPU, além de um mecanismo neural com velocidade 80% maior que o A13 Bionic, que equipa o iPhone 11.

Por ter fabricação em 5 nanômetros, o A14 Bionic também promete ser mais econômico que todos os outros chipsets disponíveis no mercado, inclusive os do Android. De acordo com resultados da plataforma Geekbench, o chip da Apple é superior ao Snapdragon 865 e 865+, da Qualcomm, nos testes de um único e de múltiplos núcleos.

A14 Bionic é o 1º chip do mercado fabricado no processo de 5 nanômetros (Foto: Divulgação/Apple)

Como você já deve saber, o A14 Bionic é exclusivo dos smartphones da Apple, então será preciso ter um iPhone para aproveitar o que a Maça tem de melhor para oferecer. Até o momento, ele está presente nos quatro modelos do iPhone 12, ainda não disponíveis para venda, e no iPad Air de 4ª geração.

Qualcomm Snapdragon 865 e 865+

A Qualcomm é a maior fabricante de processadores de celular do mundo com 29% de participação de mercado, segundo dados da consultoria Counterpoint Research. Sua plataforma mais poderosa atualmente é a Snapdragon 865, presente em praticamente todos os principais smartphones de ponta do mercado.

E não, a afirmação acima não é exagero: de acordo com o ranking mais recente do AnTuTu, que lista os smartphones mais potentes que já passaram pela plataforma, o Snapdragon 865 e sua versão Plus equipam os modelos das sete primeiras posições.

O Snapdragon 865+ é o chip Android mais poderoso do mercado (Foto: Reprodução/Qualcomm)

Fabricado no processo de 7 nm, o Snapdragon 865 tem um processador de oito núcleos, sendo um núcleo principal rodando a 2,84 GHz, três núcleos de 2,42 GHz, com foco em desempenho, e outros quatro de 1,8 GHz, responsáveis pela eficiência energética.

O Snapdragon 865+, por sua vez, traz um núcleo principal de 3,1 GHz, sendo o primeiro chip mobile do mundo a ultrapassar a barreira dos 3 GHz — ou seja, o desempenho exemplar é mais que esperado. Vale lembrar que ambos têm suporte para o 5G.

Felizmente, se você procura um celular de ponta com chip Snapdragon 865 no Brasil, o Motorola Edge+ 5G é atualmente o único modelo à venda por aqui. No entanto, importante mencionar que ele não é tão acessível quanto gostaríamos, disponível por aproximadamente R$ 6.000.

Outros modelos, como o Zenfone 7 e o ROG Phone 3, também devem ser lançados no Brasil, respectivamente, com os chipsets Snapdragon 865 e 865+ — mas também não deve ter um preço tão diferente do smartphone da Motorola.

Samsung Exynos 990

A Samsung é a fabricante que concentra o maior número de smartphones de ponta aqui no Brasil e todas as opções utilizam seu próprio chipset, o Exynos 990, como os novos Galaxy Note 20 e Note 20 Ultra, além do S20 e suas versões Plus e Ultra.

Se você acompanha o Canaltech, deve ter visto nos últimos meses algumas notícias relacionadas ao Exynos 990 e seu possível desempenho inferior a rivais e até versões dos próprios celulares da empresa com chipset Snapdragon 865.

Exynos 990 é o 3º chip para Android mais poderoso (Foto: Reprodução/Samsung)

Essa inferioridade já foi comprovada inúmeras vezes por mídias especializadas, é verdade, mas isso não tira o fato de que o chipset de ponta da Samsung é um dos mais potentes do mercado. Dados da plataforma AnTuTu, inclusive, listaram o modelo da Samsung na terceira posição entre os melhores processadores de celular de 2020, atrás somente do Snapdragon 865 e sua versão Plus.

O Exynos 990 é fabricado no processo de 7 nm da Samsung e também traz um processador de oito núcleos, sendo dois deles com foco em tarefas de inteligência artificial e aprendizado de máquina rodando a 2,73 GHz, dois núcleos de 2,5 GHz, responsáveis por alto desempenho, e quatro núcleos rodando a 2 GHz, estes focados em eficiência. Ele também conta com suporte a redes 5G.

Como mencionado acima, o Exynos 990 está presente nas versões brasileiras do S20, S20+ e S20 Ultra, além do recém-lançado Galaxy Note 20 e Note 20 Ultra. Todos os modelos já estão disponíveis para venda no Brasil por valores entre R$ 3.000 e R$ 7.000 — confira as principais ofertas abaixo:

MediaTek Dimensity 1000

O nome da MediaTek já foi associado a smartphones de qualidade duvidosa no passado, mas aos poucos essa concepção foi mudando e hoje ela é uma das principais responsáveis por democratizar a rede 5G no mundo com a linha Dimensity.

Sua principal linha atualmente é a Dimensity 1000, que traz oito núcleos de processamento, sendo quatro núcleos rodando a 2,6 GHz e outros quatro a 2 GHz, além de suporte a redes 5G.

MediaTek é uma das responsáveis por democratizar o 5G (Foto: Reprodução/MediaTek)

Ele faz parte de alguns smartphones populares, principalmente no mercado asiático, como Redmi K30 Ultra, Realme X7 Pro e iQOO Z1 5G. Infelizmente, não há previsão de um celular com o chip da MediaTek ser lançado no Brasil.

Huawei Silicon Kirin 9000

Chipset mais recente da Huawei, o Kirin 9000 é o segundo do mundo fabricado no processo de 5 nanômetros, atrás apenas do iOS 14, da Apple. Segundo a própria empresa, o novo processador é 10% mais rápido que o atual modelo mais potente do mundo, ou seja, o Snapdragon 865 Plus.

O Kirin 9000 aposta em oito núcleos de processamento, liderados por uma CPU Cortex-A77 rodando a incríveis 3,13 GHz, contra 3,1 GHz da aposta da Qualcomm. Vale lembrar que a ARM já lançou os sucessores da A77 no mercado, que estão previstos para aparecerem no futuro Snapdragon 875, ou seja, é bastante provável que o chip da Huawei fique para trás quando ele for lançado.

Novo chip da Huawei promete ser o mais rápido do mundo atualmente (Foto: Reprodução/Huawei)

De toda forma, o novo chip da Huawei traz diversas melhorias em relação a geração anterior e seus concorrentes, principalmente no processamento gráfico: são 24 núcleos, que prometem mais 52% mais performance em jogos que o Snapdragon 865 Plus. Embora não tenhamos como comprovar essa afirmação, a Huawei parece ter trazido evoluções consideráveis nesse setor.

Importante mencionar os aprimoramentos do Kirin 9000 para os amantes de fotografias: o novo processamento de imagem promete reduzir até 48% de redução de ruído nos vídeos, além de entregar 50% a mais de taxa de transferência em comparação com o Kirin 990.

As novidades, inclusive, parecem ter sido eficazes, uma vez que o Mate 40 Pro, primeiro smartphone equipado com o novo chip, alcançou o primeiro lugar no ranking dos celulares com as melhores câmeras do mundo, segundo avaliação do site DxO Mark — ele ultrapassou em 3 pontos o Mi 10 Ultra, até então o rei da fotografia.

Fonte: AnTuTu (1, 2); India.com; Counterpoint Research; Nanoreview; Geekbench (1, 2); Android Authority

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.