Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

O que é Radeon Boost?

Por| Editado por Jones Oliveira | 16 de Abril de 2024 às 08h30

Link copiado!

AMD
AMD
Tudo sobre AMD

O Radeon Boost é uma tecnologia da AMD que diminui a resolução em cenas de muita ação em games para dar mais FPS durante a jogatina. A tecnologia funciona em placas de vídeo Radeon e está disponível para uma série de jogos com suporte às APIs DirectX 11 e 12, proporcionando cerca de 50% de melhorias em determinados títulos.

Esse recurso faz parte de uma série de tecnologias desenvolvidas pela AMD para dar mais estabilidade ou aumentar o ganho de performance nos jogos. A técnica pode ser ativada manualmente no menu de drivers da placa de vídeo ou habilitada com o HYPR-RX, uma suíte de recursos e funcionalidades para melhorar a performance em jogos.

Para entender mais sobre o conceito do Radeon Boost e seu funcionamento em games, o Canaltech conversou com a Head da área de GPUs da AMD Brasil, Patricia Lenny.

Continua após a publicidade

O que é o Radeon Boost?

O Radeon Boost é uma tecnologia essencialmente desenvolvida para dar mais FPS ao jogador, enquanto realiza a diminuição rápida da resolução. Contudo, essa redução não é constante, e sim temporária, só ocorrerndo em determinados momentos da jogatina onde o sistema entende que o jogador precisa de mais desempenho e não de mais qualidade gráfica. 

Muito dessa tecnologia tem relação com os comandos realizados pelos jogadores, segundo Patricia. Além de entender em quais momentos deve haver a diminuição da resolução, a tecnologia também trabalha pelos movimentos de mouse e teclados, que, quando são intensos, indicam mais ação e a necessidade de mais estabilidade no gameplay.

“O Radeon Boost funciona por meio do monitoramento dos movimentos rápidos de personagens na tela e redução dinâmica da resolução durante esses momentos, permitindo um FPS mais alto”, revela a Head de GPUs da AMD Brasil.

Em uma análise mais técnica, o Radeon Boost atua com duas tecnologias ao nível de driver, já que está inserido no menu de drivers AMD Adrenalin. Inclusive, a companhia se destaca ao oferecer diversos recursos de maneira aberta para usuários, como o FSR.

Essas duas tecnologias são o DSR (Dynamic Scaling Resolution) e o VRS (Variable Rate Shading), que atuam no redimensionamento da resolução e otimização da placa de vídeo para renderizar a imagem com mais detalhes em todas as partes, respectivamente.

Por ser uma técnica via driver, não há estruturas diretamente responsáveis pelo Radeon Boost nas placas de vídeo para realizarem esse trabalho. Porém, essa tecnologia só funciona em GPUs Radeon RX 6000 e 7000.

Como funciona o Radeon Boost? 

Continua após a publicidade

Quando ativado no menu de configurações, o Radeon Boost habilita uma função que altera a resolução da aplicação conforme o nível de exigência da cena. Em uma descrição melhor, essa tecnologia muda a resolução segundo a movimentação do jogador. Se o software entende que uma situação específica precisa de mais frames, então o Radeon Boost entra em ação para reduzir a resolução e gerar mais desempenho.

Basta pensar que você está em um jogo como Fortnite, andando e procurando loot pelo mapa quando encontra um jogador próximo a você e a troca de tiros começa. Durante todo o seu trajeto até esse jogador, a aplicação mantém a resolução e taxa de FPS, mas quando o momento de ação começa, o Boost é ativado. Isso reduz a resolução de áreas menos importantes, dando mais fluidez na execução de movimentos por conta da taxa de quadros mais alta.

Inclusive, esse é o grande diferencial da tecnologia. A redução na resolução não acontece de forma totalitária, ou seja, não é feita em toda a imagem. As versões mais recentes do Radeon Boost permitem com que os desenvolvedores definam essa técnica para o software reduzir a resolução apenas em áreas não focais. Isso significa que no ponto central da ação, a resolução se mantém, enquanto nas áreas menos importantes, ela diminui.

Continua após a publicidade

Por atuar em áreas onde o foco não é a ação, a tecnologia acaba não sendo tão perceptível assim. Todavia, isso depende de quanto você quer que a resolução seja reduzida. Por norma, reduções na resolução demonstram uma certa modificação visual na cena.

Lenny destaca que o grande segredo por trás do funcionamento da tecnologia tem relação com o VRS, também conhecido como taxa de sombreamento variável. Embora não seja uma tecnologia exclusiva da AMD e já bastante usada em consoles, esse tipo de técnica consegue refinar o uso das placas de vídeo e proporcionar tecnologias via software como essa.

Principais características do Radeon Boost 

Continua após a publicidade

Ainda bebendo da fonte de como o Radeon Boost funciona, essa tecnologia atua com outros recursos para poder trabalhar de maneira constante. É o caso da taxa de sombreamento e o DSR citados anteriormente, que ajudam a proporcionar ganhos de performance.

Escala de Resolução Dinâmica 

Conhecido por Escala de Resolução Dinâmica, Dynamic Scaling Resolution ou DSR, essa tecnologia realiza a alteração de resolução enquanto o Radeon Boost está ativado. O DSR permite com que apenas certos pedaços individuais de uma cena sejam renderizados, fazendo com que a carga de processamento para a GPU seja menor.

É dessa maneira que o Radeon Boost consegue o ganho de desempenho. Se a carga de GPU é menor e esse componente deixa de estar sobrecarregado, então a placa de vídeo consegue ter mais desempenho e gerar mais FPS durante a jogatina. 

Continua após a publicidade

Taxa de sombreamento variável

Outro recurso de extrema importância para o funcionamento do Radeon Boost é o VRS, também chamado de Variable Rate Shading ou Taxa de Sombreamento Variável. Essa técnica permite com que a placa de vídeo do sistema realize o sombreamento inteligente dos pixels presentes na tela.

Sem este recurso, cada pixels da tela é sombreado de maneira individual, fazendo com que a placa de vídeo trabalhe mais por conta da quantidade de cálculos extras que serão realizados. A tecnologia do VRS procura pixels similares e realiza o sombreamento por zonas, mas também funciona quando são os desenvolvedores que indicam quais partes devem receber mais ou menos tratamento.

Dessa maneira, nas cenas com menos importância, a taxa de sombreamento reduz o nível de detalhe, enquanto os momentos de ação mantêm a qualidade real. Assim, os jogadores não percebem quedas tão perceptíveis na qualidade gráfica e isso ainda ajuda a reduzir o nível de carga na placa de vídeo.

Continua após a publicidade

Ganho de performance 

Segundo dados oficiais da AMD, o Radeon Boost entrega até 49% de performance adicional em certos jogos compatíveis. Vale destacar que esse salto nem sempre será tão expressivo e, muitas vezes, o que mais vai contar é o ganho de estabilidade no sistema.

"Testes realizados pela AMD apontaram que a tecnologia pode proporcionar um desempenho até 78% mais rápido e 54% menos latência", comenta Patricia Lenny.
Continua após a publicidade

Os benchmarks da companhia colocam Fortnite em resolução 1440p e qualidade Epic com uma melhora de desempenho de 27%, enquanto Borderlands 3 é o título que bate o salto de 49% de performance adicional em 4K, ambos utilizando o Radeon RX 6700 XT como o modelo de testes.

Esse salto de desempenho também não é constante. Enquanto o jogador permanecer parado ou com movimentos leves, a taxa de FPS se manterá menor, mas quando os comandos indicarem ações rápidas, a tendência é que a contagem de quadros aumente.

Jogos compatíveis com Radeon Boost 

Continua após a publicidade

O Radeon Boost é um recurso que funciona apenas em placas de vídeo AMD Radeon RX 6000 e 7000 com a versão mais recente do Adrenalin instalado. Confira alguns jogos compatíveis com a tecnologia:

  • Resident Evil 4 Remake
  • Alan Wake 2
  • Borderlands 3
  • Fortnite
  • Cyberpunk 2077
  • Metro Exodus
  • Overwatch
  • GTA V
  • Elden Ring
  • VALORANT
  • Resident Evil Village
  • Dying Light 2

Você pode conferir mais informações sobre a lista completa de games compatíveis com o Radeon Boost no site oficial da AMD.

Como ativar o Radeon Boost? 

Continua após a publicidade

Para usar o Radeon Boost, o usuário precisa ter o software AMD Adrenalin prontamente instalado em seu computador. É através desse programa que o jogador pode personalizar sua experiência de jogo e obter os drivers mais recentes para sua placa de vídeo. Com o software aberto, siga os passos:

  1. Na página inicial do Adrenalin, clique no menu de configurações com símbolo de engrenagem no canto superior direito;
  2. Uma pequena bandeja de opções irá aparecer. Nela Selecione a opção de Gráficos;
  3. Procure função de Radeon Boost dentre as opções que aparecerem;
  4. Ative o recurso.

Diferenças entre o Radeon Boost e o NVIDIA Reflex 

Continua após a publicidade

O Radeon Boost e o NVIDIA Reflex são duas tecnologias de empresas rivais muito associadas como competidoras entre si. Isso não é totalmente errado, mas também não é nada 100% certo.

Enquanto o Boost trabalha com a redução de resolução dinâmica para melhorar o desempenho em determinadas cenas, o Reflex atua para minimizar o gargalo entre CPU e GPU. A técnica permite que o processador envie a descrição dos frames para a placa de vídeo desenhar apenas quando estiver pronta para isso. 

Com isso, o recurso da NVIDIA não tem a missão de melhorar o desempenho com mais FPS, mas sim de reduzir a latência entre os comandos. De certa forma, o Radeon Boost também faz isso, mas seu principal foco é dar esse upgrade de performance.

Com informações de Digital Foundry e Microsoft