Entenda a história de Fortnite

Entenda a história de Fortnite

Por Felipe Goldenboy | Editado por Bruna Penilhas | 13 de Maio de 2022 às 10h03
Divulgação/Epic Games

Fortnite é um jogo battle royale gratuito da Epic Games, e um dos mais famosos e influentes da indústria. Apesar do gameplay consistir em batalhas rápidas, o jogo possui uma grande história ao seu redor, que vai ficando mais profunda em cada capítulo ou temporada nova.

Quando você joga, acontecem sempre as mesmas coisas: você escolhe uma skin bonita, seleciona o modo de jogo (por exemplo, solo ou em esquadrão) e pula de um ônibus de batalha. Ao aterrissar, enfrenta dezenas de inimigos até ser o único restante (ou até ser derrotado), enquanto o mapa vai encolhendo.

História de Fortnite é baseada em loops temporais (Foto: Divulgação/Epic Games)

Segundo a lore (a história que compõe o universo do jogo) de Fortnite, isso tudo não passa de um loop temporal. Nós, jogadores, estamos presos nesta realidade eterna, e nossa memória é apagada a cada partida.

Confira a seguir um resumo — bem resumido mesmo — da história de Fortnite até agora.

O começo de tudo

O Ponto Zero foi o começo de tudo em Fortnite. Assim como o “big bang”, uma explosão surgiu no meio do nada e gerou o Ponto Zero, uma fonte de poder e energia que conecta todas as realidades do universo.

Ponto Zero já ficou exposto no jogo (Foto: Divulgação/Epic Games)

Essa fonte deu origem à Realidade Zero, que é a realidade do jogo, e que pode ser usada como fonte de energia ou como ponte para outras realidades paralelas. É por isso que vemos vilões atacando a ilha e tentando roubar a energia do Ponto Zero — ou até mesmo personagens de outras franquias, como da Marvel ou até mesmo de Naruto. É assim que a Epic Games justifica o crossover de marcas.

Uma das organizações secretas que tenta usar o poder do Ponto Zero é a Ordem Imaginada. O objetivo do grupo é viajar entre realidades e mudar o curso da história ao seu bel-prazer — e, consequentemente, manter esse ciclo temporal e a realidade que conhecemos no game.

Realidade Zero, a realidade que contém a ilha de Fortnite (Foto: Divulgação/Epic Games)

Por outro lado, existe um outro grupo, rival da Ordem Imaginada: os Sete. O objetivo deles é destruir o Ponto Zero e libertar todos que estão presos no Loop. De forma simplória, a Ordem Imaginada é a vilã, e os Sete são os mocinhos… mas isso só é compreendido muito tempo depois.

Mas o que refaz esse ciclo temporal? A tempestade. Sabe quando você está jogando o battle royale e a zona segura vai encolhendo? E quem fica do lado de fora dessa zona perde a vida aos poucos? É essa a tempestade da qual estamos falando.

A ilha acaba sendo invadida por alguns vilões no decorrer da história, tornando-se palco de grandes batalhas. No entanto, dois confrontos específicos acabam desestabilizando o Ponto Zero no Capítulo 1 do game: as lutas contra o Rei do Gelo e o Prisioneiro do Fogo.

Na história, um robô gigante é criado para enfrentá-los; porém, para fazê-lo funcionar, foi necessário usar a energia do Ponto Zero. Por isso, o orbe se desestabiliza, formando um buraco negro na ilha que suga toda a realidade do game. O próprio jogo ficou inacessível por um período, exibindo apenas uma tela preta. Assim, iniciava-se o Capítulo 2 de Fortnite.

Uma nova realidade

Quando o jogo volta a ficar disponível para os jogadores, estamos em outra realidade. Algumas pessoas conseguiram manter suas memórias, e uma delas foi o Midas. Ele já fez parte da Ordem Imaginada, mas, agora, quer destruir o loop de uma forma diferente: dissipando a Tempestade. No entanto, ao fazer isso, uma enorme parede d’água cercou a ilha. O plano de Midas, portanto, havia fracassado.

O problema (outro?) é que essa treta toda chamou a atenção de um ser: Galactus, o devorador de mundos da Marvel. Por isso, no Capítulo 4 da Temporada 2 de Fortnite, vemos a chegada de vários heróis da empresa, e o início da chamada Guerra do Nexus.

Galactus é derrotado, mas isso deixa o Ponto Zero muito instável… mais uma vez. Por isso, o Agente Jones, que trabalha para a Ordem Imaginária, recebe ordens para viajar a mais de 80 realidades diferentes, de modo a recrutar pessoas para impedir que fujam da ilha. Jones não concorda com a atitude e muda de lado, trabalhando ao lado dos Sete. Como o agente não está mais trabalhando para a Ordem, o grupo envia o seu superior à Ilha: a Dra. Slone. E ela chega junto com... aliens!

A ilha é atacada mais uma vez, mas agora pela Rainha Cubo. Ela quer roubar a energia do Ponto Zero e acabar com a Realidade Zero. Neste ínterim, um personagem importante dá as caras: o Fundação, o líder dos Sete, interpretado pelo ator Dwayne Johnson, mais conhecido como The Rock.

Para evitar uma catástrofe, o Fundação vira a ilha de ponta cabeça e impede os planos da Rainha Cubo. E assim inicia-se o Capítulo 3 de Fortnite.

Atualmente, Fortnite está no Capítulo 3: Temporada 2. Agora, a ilha do battle royale se tornou um verdadeiro campo de guerra entre a Ordem Imaginada e os Sete. O jogador se junta à Resistência para liberar o Ponto Zero. Quem será que vai ganhar esta guerra? Quais serão os próximos passos dessa aventura?

Fortnite é um jogo online gratuito e está disponível nos consoles PlayStation, Xbox, Switch e PC, além de celulares Android e iOS (este último através do Xbox Cloud Gaming).

Fonte: Fortnite Fandom, Revista PlayStation 288ScreenRant

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.