SAIU O RESULTADO DO SORTEIO DO PRÊMIO CANALTECH!CONFERIR
Publicidade

10 atores negros que fizeram história no cinema e na TV

Por| Editado por Durval Ramos | 17 de Novembro de 2023 às 19h00

Link copiado!

Amazon Studios, Netflix, Skydance Media
Amazon Studios, Netflix, Skydance Media

Reconhecidos por suas perfomances no mundo das artes, muitas atrizes e atores negros fizeram história ao atuar, dirigir ou produzir obras icônicas que até hoje são lembradas com carinho pelo público. No entanto, mesmo com o sucesso e o peso de prêmios e carreiras impressionantes, nomes como Whoopi Goldberg, Morgan Freeman e Viola Davis tiveram que enfrentar o racismo em uma indústria que sempre se vendeu como majoritariamente branca.

Um exemplo emblemátgico dessa discriminação em Hollywood é a história de Hattie McDaniel, primeira mulher negra a ganhar um Oscar, mas que não pôde se sentar junto de seus colegas de ...E o Vento Levou por causa da cor de sua pele. E ela é apenas um caso de um dos grandes nomes do cinema que usou sua arte para brigar por respeito, por igualdade, por seus direitos e pelo reconhecimento de seu trabalho acima das questões raciais.

E é a fim de combater o preconceito que se torna cada vez mais fundamental valorizar e ressaltar a importância do trabalho das pessoas negras, assim como não deixar que essas histórias desapareçam. Por isso mesmo, destacar o trabalho de atores negros que fizeram história na TV e no cinema é a melhor maneira de mostrar sua força e importância no mundo do entretenimento.

Continua após a publicidade

10. Eddie Murphy

É impossível falar em atores negros que conquistarma Hollywood sem citar Eddie Murphy. Nascido em Nova York, ele é um dos principais nomes da comédia estadunidense e já fez muita gente rir com seus filmes. Quem não se lembra de clássicos como Um Tira da Pesada, O Professor Aloprado ou Um Príncipe em Nova York?

Continua após a publicidade

Mas não foi somente neste gênero que o ator se destacou. Embora seja conhecido pelo humor, ele estrelou, em 2006, o romance musical Dreamgirls: Em Busca de Um Sonho e sua atuação lhe rendeu a indicação ao Oscar na categoria Melhor Ator Coadjuvante.

Já em 2019, Eddie protagonizou a comédia Meu Nome é Dolemite, considerada um dos melhores do gênero da Netflix. Seja fazendo rir ou chorar, Murphy tem o talento necessário para conquistar o público e é um dos grandes nomes do cinema até hoje.

9. Spike Lee

Continua após a publicidade

Diretor, ator e escritor, Spike Lee gravou seu nome na indústria do entretenimento ao lançar obras que falam sobre as relações raciais, colorismo e o racismo sofrido pela população negra nos Estados Unidos. Para quem quer conhecer mais sobre o assunto, suas obras são mais do que essenciais.

Só que, mais do que a temática, a forma com que Lee aborda o assunto também é o que mais chama a atenção. Com um discurso bastante ácido e contundente, a maior parte dos seus trabalhos causa um incômodo no espectador ao mostrar a violência do preconceito e as diferentes formas que ele aparece. É um choque mais do que necessário.

Entre seus principais trabalhos estão Malcolm X, Do the Right Thing e Infiltrado na Klan, filme que ganhou o Oscar de Melhor Roteiro Adaptado em 2019. Vale falar que, além disso, Lee também se tornou o primeiro presidente negro do júri do Festival de Cannes e ainda leciona cinema na Universidade de Nova York — o que faz dele também um grande pensador da causa racial nos cinemas.

8. Whoopi Goldberg

Continua após a publicidade

Outra estrela negra que ganhou o mundo com seu humor, temos a inigualável Whoopi Goldberg. Protagonista de comédias clássicas dos anos 1990, como Mudança de Hábito, A Ladrona e Homer e Eddie, a atriz também tem alguns grandes sucessos no drama. Ganhadora do Oscar por Ghost: O Outro lado da Vida, ela ainda tem obras-primas como A Cor Púrpura, Uma História Americana e Till: A Busca por Justiça no currículo.

Só para ter uma noção do tamanho qye Goldberg tem dentro das artes como um todo, ele é uma das poucas pessoas a "vencer" o EGOT, sigla usada para indicar quem conquistou o Emmy, o Grammy, o Oscar e o Tony, premiações dedicadas à TV, à música, ao cinema e ao teatro, respectivamente.

Ainda falando em artistas negros que se tornaram relevantes para o entretenimento e ganharam o Oscar, Goldberg foi uma das poucas pessoas a vencer o EGOT, sigla que se refere ao Emmy, Grammy, Oscar e Tony, os maiores prêmios do mundo das artes. Das 22 pessoas que conseguiram esse feito até hoje, apenas quatro são negras: Goldberg, o ator e cantor John Legend, Jennifer Hudson e Viola Davis.

Continua após a publicidade

7. Laverne Cox

Quem também merece o reconhecimento como uma das pessoas que fizeram história no entretenimento é Laverne Cox. Em 2014, ela se destacou quando se tornou a primeira pessoa transgênero a ser indicada ao prêmio Primetime Emmy Award por seu papel como Sophia, na série Orange Is The New Black.

Ela também foi a primeira pessoa trans a aparecer na capa da Time, uma das principais e mais famosas revistas do mundo. Além disso, a atriz ainda escreve sobre direitos transexuais para meios de comunicação como o Huffington Post.

Continua após a publicidade

6. Hattie McDaniel

Primeira mulher negra a ganhar um Oscar, Hattie McDaniel venceu na categoria Melhor Atriz Coadjuvante por sua atuação no clássico filme ...E O Vento Levou, em 1939, mas enfrentou o racismo impiedoso da sociedade e não pôde se sentar na mesma mesa que seus colegas de elenco.

Filha de pais escravos libertos, a atriz continuou recebendo papéis coadjuvantes de criada mesmo tendo recebido a maior premiação do cinema. Pouco antes de morrer vítima de um tumor, ela fez dois pedidos: que seu corpo fosse enterrado no Hollywood Forever e que seu Oscar fosse entregue à Universidade Howard.

Continua após a publicidade

Para seu desgosto, o cemitério não aceitava negros e seu Oscar — que na época era em forma de placa — desapareceu.

No ano de 2023, no entanto, a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas, responsável pela premiação, decidiu oferecer um novo Oscar ao departamento de Artes da Universidade.

5. Sidney Poitier

Continua após a publicidade

Se Hattie foi a primeira mulher negra a ganhar o Oscar, Sidney Poitier foi o primeiro homem. O ator levou a estatueta para a casa em 1963 na categoria Melhor Ator por sua performance em Lírios do Campo, filme de James Poe.

Ao longo dos anos, ele ainda conquistou outros prêmios, como dois BAFTAs, três Globos de Ouro e um Grammy, e se tornou embaixador das Bahamas no Japão entre 1997 a 2007.

Poitier também foi um dos fundadores do Comitê para os Negros nas Artes (CNA), que ajudava a melhorar os papéis afro-americanos nos filmes. É claro que, assim como outros colegas negros, ele sofreu discriminação racial durante toda sua carreira. Em 2002, recebeu um Oscar honorário das mãos de Denzel Washington.

4. Denzel Washington

Continua após a publicidade

Já que falamos em Denzel Washington, vale a pena comentar que ele foi o terceiro homem negro a ganhar o Oscar de Melhor Ator. Seu talento foi reconhecido por sua atuação em Dia de Treinamento, thriller policial dirigido por Antoine Fuqua. Isso aconteceu apenas em 2002, o que significa que Hollywood precisou de 39 anos para entregar o principal prêmio de atuação para um negro uma segunda vez.

Antes disso, o talento e a força de Washington já tinha sido reconhecido pela Academia em 1990, quando ele já tinha levado o Oscar de Melhor Ator Coadjuvante por Tempo de Glória. Depois disso, o ator brilhou em outras obras como Chamas da Vingança, O Protetor 1 e 2, Um Limite Entre Nós, entre outros.

Além do cinema, Washington já participou de peças de teatro da Broadway e de séries televisivas, como o drama médico St. Elsewhere.

Continua após a publicidade

3. Will Smith

Carismático e talentoso, Will Smith conquistou não só Hollywood e a indústria cinematográfica mundial, como também milhares de fãs do mundo todo, se tornando uma referência de ator negro para a sociedade. Por isso mesmo, o famigerado tapa que ele deu no ator Chris Rock, na cerimônia do Oscar de 2022, foi tão chocante.

De trabalhos cômicos, como a série Um Maluco no Pedaço, até os dramáticos como, À Procura da Felicidade, Smith se tornou um dos principais atores negros da atualidade. E ele sabe do peso da sua imagem e de como ela é uma arma poderosa contra o racismo em Hollywood. Tanto que um de seus filmes mais recentes, Emancipation, trata exatamente sobre a história de um escravo que foge do sul dos Estados Unidos em busca de liberdade na região norte — um lembrete dramático e poderoso da história dos negros no país.

Além disso, Will Smirh também protagonizou obras como Os Bad Boys, MIB: Homens de Preto, Eu, Robô e King Richard, que lhe garantiu o Oscar de Melhor Ator em 2022.

2. Samuel L.Jackson

Outro ator negro que chama atenção pela sua versatilidade é Samuel L. Jackson, que tem em seu currículo mais de 150 filmes entre ação, drama e comédia. E embora seja lembrado mais recentemente por ser o Nick Fury do Universo CInematográfico da Marvel, o veterano é também um velho parceiro do diretor Quentin Tarantino, tendo clássicos como Pulp Fiction, Jackie Brown e Django Livre.

Estes dois últimos papéis, inclusive, abordam bastante a questão racial — de formas até controversas. Em Django Livre, por exemplo, ele vive um escravo bastante leal ao seu senhor e que se incomoda ao ver um negro liberto caminhando por aí. As falas preconceituosas de seu personagem geraram bastante polêmica, com até mesmo o diretor Spike Lee chamando a abordagem de mau gosto.

Isso não tira, porém, de Samuel L. Jackson o seu papel de ativista pela causa racial de Hollywood. Em entrevista à imprensa americana, o ator comentou sobre suas ações e sua luta e ressaltou como é importante que alguém como ele possa ajudar outras pessoas negras a ganharem visibilidade.

1. Viola Davis

O primeiro lugar da nossa lista de atores negros que fizeram história no entretenimento não poderia ser ocupado por outra pessoa senão Viola Davis, uma das atrizes mais talentosas da atualidade.

Nascida na Carolina do Sul, a atriz tornou-se uma das mais respeitadas da sua geração e foi uma das poucas pessoas a ganhar o EGOT. Entre seus trabalhos mais marcantes estão os filmes Um Limite Entre Nós, A Voz Suprema do Blues, Histórias Cruzadas e, claro, o icônico e inesquecível A Mulher Rei.

Na televisão, Viola deu vida à poderosa advogada Annalise Keating em How To Get Away With a Murder. Em 2023, participou da saga Jogos Vorazes dando vida à Dra. Volumnia Gaul em A Cantiga dos Pássaros e das Serpentes.

Só que, para além do seu trabalho em frente às câmeras, Davis é também uma das vozes mais condundentes sobre a questão racial em todo o mundo. Além de produzir filmes e assumir papéis que levantem a discussão — como o já citado A Mulher Rei —, ela ainda apoia iniciativas e ONGs que debatem o assunto e promovem a igualdade e o fim do preconceito.