Review iPhone SE 2022 | Potência não falta, mas a bateria...

Por Felipe Junqueira | Editado por Léo Müller | 13 de Abril de 2022 às 17h33
Ivo Meneghel Jr/ Canaltech

A terceira geração do iPhone SE chegou dois anos depois da segunda, com poucas mudanças. Basicamente, a Apple pegou o mesmo aparelho e incluiu o novo chip A15 Bionic, com suporte ao 5G, e aumentou um pouco a bateria.

No geral, é um bom smartphone se comparado a opções da mesma faixa de preço no mundo Android. Mas será que vale a pena investir em um celular com tela tão pequena e algumas tecnologias quase defasadas? O novo chip e a bateria maior realmente se convertem em autonomia de uso suficiente para o dia inteiro?

Descubra todas as respostas na análise a seguir, feita a partir de cuidados testes com o iPhone SE 3.

Prós

  • Touch ID
  • Desempenho de sobra
  • Boas câmeras
  • Rede 5G disponível

Contras

  • Relação corpo/tela não é ideal
  • Bateria não dura o dia todo
  • Carregador comprado à parte

Design e Construção

  • Dimensões: 138,4 x 67,3 x 7,3 mm;
  • Peso: 144 gramas.

Como de costume, a Apple nada mudou no design do iPhone SE 2022 em relação a seu antecessor, além de alguns detalhes de acabamento. Neste caso, o detalhe que mudou é mínimo: apenas o peso, motivado, principalmente, pelo novo chip fabricado em processo mais avançado.

Isso significa que, visualmente, você não consegue cravar se alguém tem em mãos o iPhone SE de 2ª Geração ou se é o novo, de 3ª. Nem mesmo as cores são diferentes, ambos possuem os mesmos acabamentos preto, branco ou vermelho.

As dimensões também são iguais, o que pode ser uma boa notícia para quem busca um celular compacto. Aqui, no entanto, temos um ponto a levar em consideração: o iPhone 13 Mini é um pouco menor que o iPhone SE, apesar de ter tela maior.

iPhone SE 3 tem Touch ID, conector Lightning e nada de P2 para fone de ouvido (Imagem: Ivo Meneghel Jr/Canaltech)

Sobra, então, a presença do Touch ID como o grande diferencial para atrair consumidores para mais uma geração do celular "de entrada" da Apple. Isso significa que nada de Face ID neste modelo, porém.

O lado bom é que o iPhone SE 2022 não deixa muito a desejar em comparação aos outros modelos da Apple no quesito acabamento. O dispositivo tem vidro na frente e atrás e alumínio aeroespacial nas laterais. E tem certificação IP67 contra poeira e água, e pode aguentar um metro de profundidade por até 30 minutos.

Tela

  • Tamanho: 4,7 polegadas, 60,9 cm² de área, ~65,4% de ocupação;
  • Tecnologia do painel: IPS LCD;
  • Resolução e proporção: HD (750 x 1334 pixels), 16:9;
  • Densidade aproximada: 326 pixels por polegada;
  • Extras: 60 Hz.

A tela do novo iPhone SE é a mesma de seu antecessor, lançado dois anos antes. O painel é o que a Apple chama de Retina HD, que nada mais é do que um IPS LCD com resolução HD. Mesmo assim, a densidade é superior a 300 pixels por polegada.

Então, o que muda em relação às telas dos outros modelos? O contraste é talvez o fator mais afetado. Como o painel IPS LCD não apaga totalmente nenhum pixel, o preto fica em um tom de cinza escuro.

Tela do iPhone SE 2022 tem muitas bordas, já que o aparelho traz o design do iPhone 6 (Imagem: Ivo Meneghel Jr/Canaltech)

Além disso, o brilho também é bem menos intenso no iPhone SE do que nos modelos com tela OLED. A taxa máxima chega a 625 nits, que pode até ser suficiente para enxergar o conteúdo sob a luz do sol, mas a visibilidade fica prejudicada.

Em resumo, é uma boa tela, mas passa longe da qualidade dos outros celulares da Apple. E é, talvez, o aspecto que mais concorrentes Android podem superar em uma comparação direta.

Configuração e Desempenho

  • Sistema operacional: iOS 15.4;
  • Plataforma: Apple A15 Bionic (5 nm);
  • Processador: Hexa-core (2x Avalanche + 4x Blizzard);
  • GPU: Apple GPU (4 núcleos);
  • RAM e armazenamento: 4/64 GB, 4/128 GB, 4/256 GB.

A Apple embarcou o mesmo chip utilizado na série iPhone 13 em seu novo modelo “de entrada”. O iPhone SE de 3ª Geração não fica devendo em nada aos outros quatro modelos mais recentes da Maçã quando falamos em desempenho bruto. Assim como os demais, seu processamento sobra para o que é possível fazer em um celular atual.

Ou seja, dá para realizar qualquer tarefa do dia a dia sem engasgos, travamentos e afins. E também é possível jogar qualquer game disponível na App Store sem se preocupar em reduzir qualidade gráfica.

iPhone SE 3 é o celular mais rápido da Apple, já que traz chip potente e tela com menos pixels (Imagem: Ivo Meneghel Jr/Canaltech)

Eu senti uma esquentada de leve durante a jogatina, mas não chegou a temperatura que tornasse impossível segurar o aparelho. E é bem capaz de esse problema ser corrigido com alguma atualização.

Em memória, são 4 GB, assim como no iPhone 13 e no iPhone 13 Mini. Porém, este modelo parte de 64 GB de armazenamento interno, quantidade que pode não ser o suficiente para muitos brasileiros em 2022.

Os resultados de benchmark variaram conforme a ferramenta. Enquanto o 3D Mark deu pontuação até um pouco abaixo dos 10.000 pontos (e, portanto, abaixo da série Galaxy S22), no GeekBench o poder do A15 Bionic ficou mais evidente.

Resultados do 3D Mark (Imagem: Felipe Junqueira/Canaltech)

O iPhone SE 2022 conseguiu pontuação 80% superior ao modelo mais avançado da Samsung no teste de GPU do GeekBench. Foram 10.602 pontos no celular da Apple, contra 5.830 no Galaxy S22 Ultra. Em CPU, o iPhone SE ficou com 1.723 pontos em núcleo único e 4.507 na soma dos seis núcleos.

A pontuação do dispositivo da Maçã no 3D Mark foi de 9.428 pontos e 56,5 fps no Wild Life, e 2.107 pontos com 12,6 fps na versão Extreme. Ambos os testes foram feitos no modo de tempo fixo entre os quadros.

Lembrando que, assim como os quatro iPhone 13, o novo iPhone SE também possui suporte às redes 5G.

"O iPhone SE 3 é o celular mais rápido da Apple até hoje porque o processador superpotente tem muita folga ao lidar com uma tela com menos pixels."

— Felipe Junqueira

Usabilidade

O iPhone 13 SE 3ª Geração já vem com o iOS 15.4 instalado de fábrica. Trata-se da versão corrigida do sistema operacional da Apple, que já tem os novos emojis, melhorias na Siri e muito mais. O Canaltech tem uma lista completa das novidades do iOS 15.4.

A diferença mais importante deste modelo para os outros quatro lançados no final de 2021 é a presença do Touch ID. Isso significa que ele não tem o Face ID, mas traz a navegação mais tradicional do iOS, com toques no leitor de impressão digital para acessar a tela inicial ou a tela de apps recentes.

Ou seja, a experiência de navegação muda consideravelmente. Por isso o Touch ID é considerado uma vantagem deste modelo — o que não significa que o Face ID seja uma desvantagem dos outros, veja bem.

Câmeras

  • Principal: 12 MP, abertura f/1.8, auto foco, estabilização óptica;
  • Selfies: 7 MP, abertura f/2.2;
  • Vídeos: 4K a 30 fps (máx., principal), 1080p a 30 fps (máx., frontal).

De maneira geral, este modelo tem câmeras para registros ocasionais. Não é uma versão de iPhone pensada para a fotografia ou videografia de maneira geral. Ainda assim, ele entrega qualidade superior a muitos modelos Android topo de linha, ao menos em grande parte dos cenários.

O iPhone SE 2022 possui uma única câmera traseira, assim como seu antecessor de 2020, e também o modelo de primeira geração. O lado bom é que a qualidade é excelente, e segue os rigorosos padrões da própria Apple. Não há perda em relação ao sensor principal de nenhum iPhone 13.

iPhone SE 2022 tem uma única câmera na parte traseira (Imagem: Ivo Meneghel Jr/Canaltech)

Em ambientes bem iluminados, talvez o maior problema seja o foco, principalmente com objetos menores ou em movimento. Nas minhas andanças para fotografar com o dispositivo, me deparei com uma aranha Nephila, popularmente conhecida como aranha-tecedeira.

Tirei várias fotos, e a única em que o foco acertou, teve um contra-luz que deixou a imagem final meio “queimada” — como a gente chamava quando isso acontecia em câmeras com filme. Várias outras tentativas tiveram o foco em outros pontos, por mais que a aranha estivesse centralizada no quadro. Uma pena.

Isso se repetiu em várias ocasiões, principalmente em galhos afetados pelo vento. Mas também consegui tirar bastante foto de objetos menores com o foco no local certo. Ou seja, vai da sua paciência acertar para conseguir a melhor imagem.

Também é importante ter em mente que o iPhone SE de 3ª Geração não conta com o modo noite. Ou seja, fotos com pouca luz não têm aquela correção feita por algoritmo e ficam iguais às tiradas com qualquer celular Android intermediário: escuras e cheias de ruídos.

Selfies e gravação de vídeo

Diferente dos quatro modelos da série iPhone 13, o SE 2022 tem câmera frontal de 7 MP, em vez de 12 MP. Isso afeta um pouco a qualidade das selfies, mas fica mais evidente em locais com pouca iluminação.

Câmera frontal conta com ótimo processamento de imagem do A15 Bionic para entregar selfies excelentes (Imagem: Felipe Junqueira/Canaltech)

A gravação de vídeo também não deixa a desejar e é um ponto em que este dispositivo consegue superar muito Android. A qualidade das imagens é muito boa, e o celular consegue bom equilíbrio de exposição, além de alcançar boa precisão de cores.

Outro ponto muito bom é a estabilização óptica. Se você pensa em um iPhone para usar redes sociais e não quer gastar muito, o iPhone SE pode ser uma alternativa muito boa, já que grava vídeos melhores que muitos concorrentes mais caros ou mesmo em faixa de preço semelhante.

Sistema de Som

O sistema de áudio da terceira geração do iPhone SE é estéreo, assim como era o de seu antecessor. A maior diferença deste modelo para os outros aparelhos mais novos da Apple é o suporte ao Dolby Atmos, que está ausente aqui.

Porém, de forma geral, os alto-falantes são bem decentes, com um foco maior nos médios. Agudos e graves não ficam tão prejudicados, mas não ganham muito destaque, até por conta da falta de espaço para dispositivos de reprodução específicos. A potência também é bem satisfatória.

E temos o problema presente em todo iPhone desde o 7: nada de conector para fone de ouvido. Se você quiser um dispositivo de áudio externo, terá que apelar para modelos com Lightning ou um adaptador. Ou utilize o Bluetooth, que está na versão 5.0 neste modelo.

Bateria e Carregamento

  • Capacidade de carga: 2.018 mAh;
  • Recarga: até 20 W com fio, até 7,5 W sem fio.

O maior problema da segunda geração do iPhone SE era a bateria. Na geração 2022, a capacidade de carga aumentou, assim como a estimativa da própria Apple para a duração: passou de 13 horas em reprodução de vídeo para 15 horas, e de 8 horas de navegação na internet para 10 horas.

Os testes que eu fiz comprovam essa pequena melhoria. O novo modelo conseguiu uma estimativa de 15 horas de reprodução de vídeo na Netflix, com o brilho em 50%. Ou seja, exatamente o que a Apple previu. O modelo anterior ficou em 8 horas no nosso teste, realizado com o Apple TV+.

Duração da bateria é um dos maiores pontos fracos do iPhone SE 3 (Imagem: Ivo Meneghel Jr/Canaltech)

Também fiz um teste de uso real, com o aparelho como se fosse o meu dispositivo por um dia. E, ao contrário da maior parte dos celulares que testei nos últimos tempos, o iPhone SE 2022 não parece aguentar o dia inteiro de uso mediano sem que você recorra a uma tomada.

Foram 8,5 horas de uso, divididos entre reprodução de vídeos, redes sociais, navegação na internet e um pouco de jogos, com carga final em 40%. Nada muito diferente do que o usuário brasileiro médio faz no dia a dia.

O aparelho sempre ficou conectado ao Wi-Fi e teve cerca de 3,7 horas de tela apagada, ou aproximadamente 43% do tempo.

Não deu para fazer um teste preciso de recarga porque o dispositivo não traz carregador na caixa, apenas um cabo. A Apple promete 50% de carga em 30 minutos se você usar o adaptador de 20 W, que é vendido separadamente — e eu não tenho, senão tiraria a prova.

Concorrentes Diretos

Qualquer modelo com hardware topo de linha pode ser considerado um concorrente do iPhone SE 2022. Mas aqui é bom levar em consideração que o celular da Apple é potente, mas tem cortes de custos para entregar preço mais acessível.

O maior rival, a meu ver, está dentro da própria Apple. O iPhone 13 Mini é um pouco menor, mas tem tela maior e pode até ser mais confortável de usar. A duração da bateria também é maior, principalmente por conta da tela OLED. Porém, o modelo mais compacto da linha também é mais caro, ficando na faixa dos R$ 4.600 a R$ 5.000.

iPhone 12 não é tão compacto, mas também tem 5G e sua bateria dura mais. E o preço também é mais convidativo, na faixa dos R$ 4.000 a R$ 4.200 na versão de 64 GB.

No mundo Android, é mais difícil encontrar modelos menores. O Zenfone 8, da ASUS, pode ser uma boa alternativa. Mas é consideravelmente maior que o iPhone SE, com 148 x 68,5 mm. E tem preço mais elevado, na casa dos R$ 3.200. Tudo isso por um hardware um pouco inferior, o Snapdragon 888, chip de geração anterior da Qualcomm.

iPhone SE 2022 vale a pena?

A ideia do iPhone SE é ser um celular mais acessível sem deixar de oferecer o melhor desempenho possível dentro dos termos da Apple. Além disso, é um modelo mais compacto e com o uso do Touch ID, em vez do desbloqueio pela leitura facial.

Neste ponto, o aparelho atende a todos os quesitos. Só posso falar mesmo da bateria, que não é suficiente para um dia inteiro de uso normal. A câmera fica abaixo dos outros modelos da Maçã, mas a ideia não é entregar câmeras impecáveis.

Ainda assim, a qualidade fotográfica do iPhone SE de 3ª Geração fica acima de muito celular Android, na maior parte dos cenários. As selfies também ficam bem abaixo de qualquer iPhone 13, ou até mesmo do 12, mas é igualmente superior a muito concorrente do outro sistema operacional.

Considerando seu preço e proposta, é um celular para se pensar se você quer algo compacto e potente, para durar pelo menos quatro anos. Porém, eu pensaria no iPhone 13 Mini, que tem tela maior em um corpo menor, além de sua bateria durar mais. E as câmeras também não ficam devendo muito aos modelos Pro.

O iPhone SE mais recente pode ser encontrado na faixa dos R$ 3.200. Valor de um Zenfone 8 com um pouco mais de qualidade geral e desempenho mais potente. E bem mais em conta que qualquer iPhone 12 ou 13 atualmente.