Chefões do Vale do Silício vão se reunir com Donald Trump nesta quarta, dia 14

Por Redação | 12 de Dezembro de 2016 às 08h32

Tim Cook, Larry Page e Satya Nadella estão se preparando para uma reunião de cúpula com o presidente norte-americano eleito Donald Trump. O encontro acontecerá nesta quarta-feira, dia 14, na Trump Tower, prédio que pertence e é residência de Trump em Nova Iorque.

Além dos presidentes executivos da Apple, Alphabet e Microsoft, o Recode apurou que outros cinco grandes executivos do Vale do Silício também foram convidados para a reunião. São eles: Sheryl Sandberg, COO do Facebook; Chuck Robbins, CEO da Cisco; Ginni Rometty, CEO da IBM; Brian Krzanich, CEO da Intel; e Safra Catz, CEO da Oracle. De acordo com o site, mais convites foram enviados no último fim de semana, mas não há qualquer pista a quem eles foram destinados.

A pauta da reunião também é desconhecida. Especula-se, entretanto, que ela é a primeira tentativa de Trump se aproximar das grandes empresas de tecnologia do país, depois de praticamente tê-las hostilizado durante sua campanha. Também há quem diga que o encontro será palco de discussões relacionadas a imigração, criptografia de dados e outros assuntos de cunho social que interessam especialmente as empresas.

"Meus planos são de apoiar o presidente eleito e ajudá-lo da melhor forma que pudermos", disse entusiasmado Catz em um comunicado. "Se ele puder reformar a política tributária, reduzir a regulamentação e negociar melhores acordos comerciais, então a indústria tecnológica dos EUA será mais forte e mais competitiva do que nunca".

Um outro executivo, que disse que compareceria à reunião, mas preferiu não se identificar, não compartilha do otimismo do CEO da Oracle. "Isso claramente é um circo. Todos na indústria de tecnologia não querem saber desta administração [de Trump], mas têm de participar porque fizeram isso antes", reclamou.

A declaração revela a antipatia generalizada que a indústria tech tem por Trump. O sentimento fica ainda mais evidente quando se analisa que a lista de convidados que disseram "Não" à reunião é maior que os que disseram "Sim".

Entre os executivos que não confirmaram presença estão Travis Kalanick, CEO da Uber; Brian Cheshky, CEO da Airbnb; Reed Hastings, CEO da Netflix; Marc Benioff, CEO da Salesforce; Meg Whitman, CEO da Hewlett-Packard; Jack Dorsey, CEO e criador do Twitter; Drew Houston, CEO do Dropbox; Stewart Butterfield, CEO da Slack e os investidores Marc Andreessen, Max Levchin, Reid Hoffman e Mark Cuban.

"Meu convite deve ter se perdido nos correios", debochou um dos figuras que negou o chamado do presidente eleito.

Via Recode

Siga o Canaltech no Twitter!

Não perca nenhuma novidade do mundo da tecnologia.