Snapdragon 898 pode ser novo chip premium da Qualcomm com clock acima de 3 GHz

Snapdragon 898 pode ser novo chip premium da Qualcomm com clock acima de 3 GHz

Por Renan da Silva Dores | Editado por Wallace Moté | 28 de Julho de 2021 às 10h51
Divulgação/Qualcomm

Com 2022 cada vez mais próximo, rumores e vazamentos já começaram a trazer detalhes dos principais lançamentos das fabricantes para o mercado de smartphones no próximo ano, estando entre os destaques o Snapdragon 895, novo processador topo de linha da Qualcomm.

A nova plataforma deve ser a primeira da empresa a adotar a nova arquitetura ARMv9, e alimentar a linha Redmi K50 da Xiaomi, bem como o Realme GT 2, esperados para estrear ainda no final de 2021.

Nesta semana, o chip high-end voltou a protagonizar rumores, desta vez oriundos do renomado leaker Ice Universe. Ao que parece, a plataforma deve atingir clocks significativamente mais altos que o antecessor, além de adotar um nome diferente do esperado.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Snapdragon 898 pode ser novo flagship da Qualcomm

Através da rede social chinesa Weibo, Ice Universe indica que a próximo plataforma premium da Qualcomm deve, na verdade, se chamar Snapdragon 898. Dessa maneira, a companhia seguiria o mesmo esquema de nome empregado com o Snapdragon 888, reforçando a ideia de que se trata do sucessor do atual processador topo de linha.

O leaker também sugere que a plataforma será realmente equipada com o recém-anunciado núcleo Cortex-X2 de máximo desempenho, que por aqui deve chegar aos 3,09 GHz, velocidade substancialmente mais alta que os 2,84 GHz estipulados para o Cortex-X1 no Snapdragon 888.

Segundo Ice Universe, o Snapdragon 898 chega com núcleo Cortex-X2 e clocks de até 3,09 GHz (Imagem: Reprodução/WCCFTech)

Diante disso, é possível que o desempenho da CPU apresente um salto notável entre gerações, quando adicionamos à conta as melhorias apresentadas pelo novo núcleo e o uso de uma litografia mais eficiente, de 4 nm. Ice Universe, no entanto, recomenda que observemos futuros vazamentos de outras fontes, para poder confirmar essas informações.

Ao que se sabe, o chip deve entregar uma configuração de CPU completamente nova — em vez de uma combinação no formato 1 + 3 + 4, o chip deve adotar o 1 + 3 + 2 + 2, com um núcleo Cortex-X2 de máximo desempenho, três Cortex-A710 de alto desempenho, dois Cortex-A510 de baixo consumo com clocks mais altos, e mais dois Cortex-A510 com clocks mais baixos.

Chip enfrentará competição acirrada com Exynos e MediaTek

Apesar das configurações promissoras, o suposto Snapdragon 898 não assumirá a liderança do ranking de desempenho com facilidade, como foi o caso das gerações anteriores. A Qualcomm enfrentará concorrência acirrada não apenas da Apple, como também da Samsung e até mesmo da MediaTek, que trarão inovações importantes aos próprios chips.

Além de também adotar os novos núcleos da ARM, o Exynos 2200 irá destacar pela presença de uma GPU AMD Radeon baseada em RDNA 2 (Imagem: Reprodução/Samsung)

O próximo chip da gigante sul-coreana é o que mais chama a atenção — conhecido até o momento como Exynos 2200, a solução também utilizará os novos núcleos da ARM e a arquitetura ARMv9, destacando-se pela chegada de uma GPU da AMD, baseada na microarquitetura RDNA 2, com suporte a Ray Tracing e Variable Rate Shading (VRS) para aprimorar a performance.

Do lado da MediaTek, espera-se que a fabricante chinesa finalmente faça frente à linha Snapdragon 800 com o Dimensity 2000. O chip deve ser o primeiro do mercado a adotar a arquitetura ARMv9, sendo ainda pioneiro no uso do processo de 4 nm da TSMC, mais eficiente que o equivalente da Samsung, esperado para equipar o 898.

A MediaTek também deve se tornar uma oponente de peso para a Qualcomm em 2022, com o uso de tecnologias como o processo de 4 nm da TSMC (Imagem: Divulgação/MediaTek)

Rumores sugerem ainda que a companhia já estaria trabalhando em futuras soluções produzidas na litografia de 3 nm da TSMC, estando ao lado da Apple como uma das primeiras fabricantes a apostar na tecnologia.

Fonte: WCCFTech, NotebookCheck

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.