Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

AMD abre código-fonte do firmware das GPUs Radeon RDNA3

Por| Editado por Jones Oliveira | 10 de Maio de 2024 às 18h15

Link copiado!

AMD
AMD
Tudo sobre AMD

A AMD continua sua estratégia de transformar em open source parte de suas tecnologias de GPU e atrair mais desenvolvedores para seu ecossistema. Após ter liberado o código do ROCm (Radeon Open Compute PlatforM) no início de abril, a empresa acaba de abrir partes importantes da documentação dos Micro Motores de Endereçamento (MES) da arquitetura RDNA3.

O firmware em questão descreve e delimita como os chips com RDNA3 realizam o endereçamento de instruções e alocação da carga de trabalho computacional das GPUs.

Ao que tudo indica, a nova abordagem visa permitir que desenvolvedores de software, principalmente de empresas especializadas em IA, consigam otimizar melhor suas aplicações para produtos da AMD. 

Continua após a publicidade

Agilizando desenvolvimento em plataformas AMD

Apesar de também utilizar códigos fechados e proprietários em seus hardwares, a NVIDIA trabalha bem próximo às ISVs (Independent Software Vendors), fornecendo ferramentas e consultorias especializadas para programação e adoção de seus produtos baseados em CUDA.

Do lado da Intel, a situação é ainda mais amigável, ao menos no setor de IA e infraestrutura. A empresa já utiliza uma série de plataformas abertas e parcerias com empresas como a Red Hat, permitindo que as ISVs criem suas próprias soluções para o GPUs de IA baseadas em x86, mais próximas do desenvolvedor final, mas ainda bem recentes.

Não trazer nenhuma das duas abordagens estava deixando a AMD para trás e afastando contratos importantes, como o da empresa de IA Tiny Corp. Abrir a documentação do ROCm e MES não significa que as GPUs serão totalmente open-source, mas irá facilitar a criação de aplicações projetadas sob medida para produtos AMD.