Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

As Marvels | 7 heroínas da Marvel que também mereciam uma chance no MCU

Por| Editado por Durval Ramos | 09 de Novembro de 2023 às 21h05

Link copiado!

Reprodução/Marvel Comics
Reprodução/Marvel Comics
Tudo sobre Marvel

O universo cinematográfico da Marvel está em constante expansão, cada vez mais tentando trazer novos personagens para tentar tirar aquela casquinha e render uma série ou filme para virar uma franquia. Nessa enxurrada de personagens, poucas heroínas receberam o destaque que deveriam, sendo o caso mais recente a estreia de As Marvels, que reúne a Capitã Marvel, Ms Marvel e Monica Rambeau.

Só que o MCU tem muito mais a oferecer nesse quesito. Apesar de algumas personagens já estarem sendo preparadas para receber mais destaque no futuro próximo, como Yelena Belova e Kate Bishop, outras sequer foram apresentadas para ter o seu lugar ao sol — personagens tão interessantes que protagonizariam facilmente uma série ou mesmo um longa.

São heroínas que podem aparecer mesmo no MCU nos próximos anos, principalmente com a chegada do Marvel Spotlight e a promessa de histórias mais terrenas e focadas em personagens e menos nas grandes sagas. Por enquanto, são só nossa vontade que elas tenham uma chance de mostrar o quão legais elas são.

Continua após a publicidade

7. Garota-Esquilo

Doreen Green é o nome real da Garota-Esquilo, uma heroína que tem a força, agilidade, velocidade e rapidez de um esquilo, mas proporcional ao tamanho de uma pessoa normal. Além disso, ela também se comunica com esquilos, o que parece bobo, mas já ajudou a combater alguns dos maiores vilões do Universo Marvel, como Thanos e Doutor Destino, sendo praticamente invencível.

Quando o Marvel Studios ainda não tinha domínio sobre as produções de seus personagens para a TV, existiu um projeto chamado New Warriors em que a Garota-Esquilo faria sua estreia live-action, interpretada pela atriz Milana Vayntrub (Um Lobo Entre Nós). Mesmo após um piloto ter sido gravado, a série foi cancelada e ainda não tivemos a estreia da personagem no MCU, apesar de Milana ter dublado a personagem em outros projetos.

Continua após a publicidade

Porém, com a expansão do universo nos cinemas e TV, e o possível soft reboot após Vingadores: Guerras Secretas, seria uma boa oportunidade de trazer a personagem para algum filme ou série mais puxado para a comédia.

6. Demolidora

Isso aqui é mais pela reparação de uma personagem mal aproveitada que qualquer outra coisa. Tecnicamente, Elektra Natchios já faz parte do MCU, no sentido que o Demolidor da série da Netflix é o mesmo que vimos em Homem-Aranha: Sem Volta Para Casa e Mulher-Hulk. Sendo assim, Elektra já existe dentro desse universo.

Continua após a publicidade

Porém, a forma como a personagem foi utilizada na série da Netflix foi um dos pontos mais fracos da ótima adaptação do herói. E existe uma chance de arrumar esse problema que é trazer Elektra em algum momento como Demolidora.

Em 2020, nas páginas da revista do Demolidor, Matt Murdock foi preso, deixando as ruas de Hell's Kitchen sem alguém para protegê-las. Foi então que uma nova figura surgiu na noite, uma mulher com um uniforme extremamente legal e completamente capaz de cuidar das ruas da região.

Elektra assumiu o manto do seu eterno amante e rival, o que dentro do MCU, poderia acrescentar bastante à dinâmica dos personagens e dar uma nova chance para ela mostrar o quão sensacional realmente é. E seria uma forma bem interessante de trazer Elektra sem ter que repetir pela enésima vez sua morte nas mãos do Mercenário.

5. Mulher-Aranha

Continua após a publicidade

Existem planos para um filme da Mulher-Aranha, dirigido por Olivia Wilde (Não Se Preocupe, Querida), mas esse filme estaria dentro do Universo Compartilhado da Sony. Como uma infinidade de projetos dentro desse universo já foi anunciada e cancelada em seguida, vamos seguir na ilusão de que um dia Jessica Drew poderá dar as caras em algum filme ou série do MCU.

Jessica Drew tem uma origem esquisita, que envolve um período como uma espiã da HYDRA, que acabou sendo eliminada e trazida de volta no século 21, ganhando mais destaque dentro do universo Marvel como uma das heroínas mais poderosas da editora. Jessica Drew não tem uma ligação direta com o Homem-Aranha, além de um relacionamento quase de irmãos, sempre tendo pouca paciência para lidar com Peter Parker.

A personagem já apareceu no cinema em Homem-Aranha: Através do Aranhaverso, mas ainda não fez sua estreia live action. Considerando toda a bagunça do multiverso, não seria absurdo conseguir trazer a heroína para o MCU para mostrar porque é uma das pessoas mais poderosas do universo Marvel.

Continua após a publicidade

Além do mais, esse seu passado como espiã poderia servir justamente para trazer histórias nesse tom — algo que o Marvel Studios deixou de lado depois de Capitão América: Soldado Invernal. Com Madripoor recentemente inserida no MCU, seria fácil desenvolver um arco para Jessica Drew como essa figura dúbia e de pouca confiança.

4. Angela

Isso aqui pode parecer esquisito para algumas pessoas, mas faz mais sentido do que o esperado. Angela foi criada nos quadrinhos da Image Comics por Todd McFarlane e Neil Gaiman para aparecer em Spawn. Ela é um anjo e uma caçadora de recompensas que trabalha para o Paraíso.

Continua após a publicidade

Angela acabou sendo o centro de uma batalha legal entre Gaiman e McFarlane sobre os direitos da personagem. Quando Gaiman ganhou, vendeu esses direitos para a Marvel, que a incluiu no seu universo com o nome de Aldrif Odinsdottir, uma irmã perdida de Thor.

Considerando que devemos ter pelo menos mais um filme do herói estrelado por Chris Hemsworth, incluir Angela poderia ser um bom jeito de tentar equilibrar o provável combate contra Zeus e Hércules, como foi prometido no final de Thor: Amor e Trovão.

3. Magik

Continua após a publicidade

Magik é uma personagem legal demais para ficar perdida em um filme meia boca. A mutante já teve uma versão live action em Os Novos Mutantes. Interpretada por Anya Taylor-Joy (Gambito da Rainha), Illyana Rasputin é a melhor coisa do filme, mostrando a irmã de Colossus do X-Men como uma personagem extremamente poderosa, capaz de canalizar energia do Limbo, uma dimensão onde ela ficou presa quando criança.

Com a cada vez mais próxima estreia dos X-Men no MCU, trazer a personagem, se possível novamente interpretada por Anya Taylor-Joy, parece uma oportunidade boa demais para deixar passar.

2. X-23

Continua após a publicidade

Outra mutante que de certa forma já apareceu em versão live action, em Logan, é a mutante X-23. Laura Kinney é um clone de Wolverine criado pela Hydra para ser uma máquina assassina. Ela trabalhou durante anos para a organização do mal, até que se viu frente a frente com Logan e os X-Men, passando para o seu lado.

Assim como o "pai", ela tem fator de cura aumentado e sentidos aprimorados, além de garras de adamantium que saem de seus punhos e pés. Nos quadrinhos, Laura chegou a assumir o traje do seu pai, se tornando uma nova versão de Wolverine.

Considerando a dificuldade que o Marvel Studios parece ter de encontrar um substituto para Hugh Jackman no papel do Wolverine, é possível ganhar tempo colocando a X-23 no seu lugar quando os X-Men finalmente chegarem ao MCU. Seria possível até trazer Laura Kinney de volta ao papel, visto que a menina cresceu e já tem tamanho para ser uma heroína feroz.

Continua após a publicidade

1. Spider-Gwen

Boa parte dos personagens de Homem-Aranha estão nas mãos da Sony Pictures, fazendo essa inclusão mais improvável, mas isso não nos impede de sonhar. A versão do multiverso de Gwen Stacy, que em vez de ser vítima do Duende Verde, na verdade foi a pessoa picada por uma aranha radioativa, ganhando poderes e se tornando a Spider-Gwen, se tornou extremamente popular nos quadrinhos e no cinema, graças a Homem-Aranha no Aranhaverso.

Nós já vimos a participação de Andrew Garfield (Tick Tick...Boom) em Homem-Aranha: Sem Volta Para Casa e o impacto que a perda de Gwen na sua vida. Guerras Secretas é um filme que pode juntar versões de heróis de vários universos. Pouco provável, visto a popularidade da heroína em Aranhaverso, mas não estamos aqui para discutir questões legais.

Continua após a publicidade

Recriem a cena dos quadrinhos do reencontro de Peter e Gwen. Contratem a Emma Stone (La La Land - Cantando Estações) novamente para o papel. Podem até entregar a franquia para a Sony tocar depois. Só façam isso.