Os 15 melhores filmes baseados em jogos

Os 15 melhores filmes baseados em jogos

Por Durval Ramos | Editado por Jones Oliveira | 18 de Fevereiro de 2022 às 22h00
Reprodução/Sony Pictures, Warner, Paramount

Não é de hoje que os estúdios de cinema tentam superar a má fama que as adaptações de jogos conquistaram ao longo do tempo. Foram anos acumulando fracassos, então é fácil se tornar cético quanto a qualquer novidade vinda das telonas. Por outro lado, é justamente esse esforço de quebrar a maldição que tem feito que tenhamos algumas surpresas aqui e ali.

É claro que ainda não estamos falando de nenhum Cidadão Kane, mas para quem estava acostumado a sair triste do cinema, qualquer coisa acima do mediano já é motivo para comemorar.

Deixando as brincadeiras de lado, é realmente bom ver que o nível está subindo. Os jogos já são capazes de oferecer grandes experiências cinematográficas nos videogames e os estúdios parecem que finalmente perceberam que não é preciso reinventar a roda, mas apenas respeitar esse material-base. E, por mais que ainda não estejamos no nível em que essas histórias merecem, já é muito melhor do que o cenário de alguns poucos anos atrás.

Por isso, o Canaltech listou alguns dos filmes inspirados em jogos que entraram para a história por ficarem acima da média. É claro que a barra nunca foi muito alta, mas toda conquista deve ser comemorada.

15. Angry Birds

Tudo bem que é muito mais fácil trabalhar uma adaptação de jogo em animação, mas Angry Birds é realmente um caso a parte e que merece todos os elogios possíveis. Primeiro porque o filme chegou muito depois da febre do jogo ter passado, em um dos piores timings da indústria vistos até hoje. Além disso, o desenho conseguiu o que parecia ser impossível: dar uma história ao um game que nunca teve um pingo de trama sequer.

Você deve se lembrar da febre foram os passarinhos raivosos no início dos anos 2010, quando os smartphones começaram a se popularizar. No game, tudo se resumia a arremessar seus pássaros contra porcos sem muito contexto e o longa se preocupou em dar novas formas, personalidades e histórias bem variadas para cada um dos personagens, o que funciona muito bem. Não o suficiente para trazer de volta o interesse para o app, mas melhor do que muita gente esperava.

Angry Birds está disponível na Netflix e para compra e locação no Now, Google Play, Claro Vídeo, Microsoft Store, iTunes e Amazon.

14. Need for Speed: O Filme

Ok, Need for Speed não é lá o melhor filme que você vai ver e tampouco o melhor filme de corrida de carros lançado nos últimos anos. No entanto, levando em consideração que ele é uma adaptação de um jogo de corrida que nunca foi conhecido por ter uma história decente, o que foi feito já é considerado uma conquista e tanto.

Assim, de forma bem resumida, Need for Speed: O Filme é um filho feio de Velozes e Furiosos, trazendo muito mais do espírito da franquia de Vin DIesel do que realmente elementos únicos dos jogos. Ainda assim, para quem cresceu jogando NFS: Underground, entrar naquele mundo de corridas clandestinas é sempre um passeio muito agradável de fazer.

Na trama, temos um piloto vivido por Aaron Paul que é traído por seu sócio e acaba preso. Assim, o rapaz passa anos arquitetando sua vingança até o dia em que é posto em liberdade. O problema é que agora sua cabeça está a prêmio e ele só tem seu carrão para se livrar dessa ameaça — e faz isso da única forma que sabe: correndo muito.

Need for Speed: O Filme está disponível no Star+.

13. Lara Croft: Tomb Raider

Vamos ser sinceros: o primeiro Tomb Raider é muito mais divertido pelo seu caráter nostálgico do que realmente por ser um grande filme. Contudo, dois pontos pesam muito a favor do longa estrelado por Angelina Jolie e fazem com que ele apareça em nossa lista de melhores adaptações: ele é fruto de uma época em que a própria série de Lara Croft era bastante exagerada e, de quebra, o filmes simplesmente não tenta esconder isso.

Lançado em 2001, Lara Croft: Tomb Raider exala todo o espírito dos videogames no final dos anos 1990, com uma heroína extremamente sexualizada, com muitas falas de efeito e que adora fazer caras e bocas sempre que possível. Isso sem falar de desafios e inimigos bastante absurdos só para dizer que aquilo vem de um jogo. É um retrato tão fiel do que eram os jogos daquela época que a gente lembra com carinho do longa até hoje.

Lara Croft: Tomb Raider está disponível no Telecine e para compra e locação no Google Play, Microsoft Store, Claro Vìdeo e iTunes.

12. Resident Evil: O Hóspede Maldito

Agora vamos entrar em um campo delicado: Resident Evil deveria ou não estar nesta lista? A série nunca foi conhecida por sua fidelidade com os jogos e o primeiro filme divide opiniões justamente por abandonar todos os personagens e elementos clássicos da franquia para investir em uma história inédita que, ainda assim, mantém o climão que a gente tanto gosta nos games.

Talvez não seja o melhor exemplo de filme bom, mas vamos combinar: as sequências são tão ruins que a gente passa a olhar para o começo de tudo e até achar que ele tem seus méritos. Era um roteiro bem mais contido, sem a megalomania que tomou os outros filmes e que, de certa forma, até nos lembra a mansão e a delegacia dos jogos. E a cena dos lasers no corredor segue sendo um clássico até hoje.

Resident Evil: O Hóspede Maldito está disponível na HBO Max e para compra e locação no Now, Google Play, Claro Vìdeo, Oi Play, Microsoft Store, iTunes e Amazon.

11. Rampage: Destruição Total

Esta é uma franquia de jogos que foi esquecida pelo tempo, mas que ainda assim atraiu o interesse de The Rock. E é o tipo de filme que o brucutu gosta de fazer: muita coisa sendo destruída ao mesmo tempo enquanto ele sai correndo por aí para salvar as pessoas. E levando em conta que o game original não tinha muita história além de monstros gigantes quebrando tudo, até que o resultado final diverte bastante.

Rampage: Destruição Total está disponível na HBO Max e para compra e locação na Amazon, Microsoft Store, Google Play, no iTunes e no Looke.

10. Warcraft: O Primeiro Encontro de Dois Mundos

Este é outro filme que dividiu bastante a opinião dos fãs. O pessoal mais apaixonado pelo universo da Blizzard torceu o nariz para a história que foi apresentada, mas a origem da Aliança e da Horda está longe de ser um fracasso.

Com efeitos visuais impressionantes, o filme conseguiu levar para as telonas tudo aquilo que a franquia tem de mais interessante em sua mitologia. Poderia ser melhor? Com certeza, mas o resultado ficou longe de ofender o espectador.

Warcraft: O Primeiro Encontro de Dois Mundos está disponível na Netflix e Telecine e para compra e locação no Now, Claro Vídeos, Google Play e no iTunes.

9. Tomb Raider: A Origem

Assim como no caso de Warcraft, a mais recente adaptação de Tomb Raider sofre do mesmo mal. Ele consegue recriar muito bem o espírito dos jogos recentes da franquia estrelada por Lara Croft e dá uma profundidade muito maior à personagem do que as caras e bocas feitas por Angelina Jolie no começo dos anos 2000. Para isso, trouxe a ganhadora do Oscar Alicia Vikander, que segura muito bem o papel da exploradora.

E o filme realmente entrega uma ótima adaptação ao longo de dois terços do filme, mas se perde em sua própria história no final. Tira um pouco do brilho, mas não deixa de ser uma adaptação interessante. Para a sequência, a torcida é que aparem as arestas e consigam entregar um filme realmente à altura da franquia.

Tomb Raider: A Origem está disponível no Telecine e para compra e locação no Now, Looke, Google Play, Amazon, Microsoft Store e iTunes.

8. Assassin’s Creed

A franquia de jogos mais popular da Ubisoft chegou como uma grande promessa nos cinemas, mas o salto não foi tão bonito assim. Mas o problema aqui é de expectativa: os fãs esperavam uma história mais fiel à dos jogos, mas o que o filme entregou foi uma aventura inédita que conversa e expande aquilo que os games apresentam — tanto que os eventos do longa são citados em Assassin’s Creed Origins.

Deixando essa picuinha de fã de lado, é fácil se divertir com o período histórico retratado e com a bagunça temporal da história — algo que é intrínseco da série, independente do meio em questão.

Assassin's Creed está disponível na Netflix, Prime Video, Star+ e no Telecine.

7. Prince of Persia: As Areias do Tempo

Prince of Persia captou muito bem o clima dos jogos (Imagem:Divulgação/Disney)

Eis um sucesso improvável. A franquia Prince of Persia está perdida no deserto há algum tempo, mas a adaptação feita pela Disney resgatou o interesse e adaptou muito bem o universo bebendo muito da fonte dos jogos de PlayStation 2.

Mantendo o clima de aventura da Sessão da Tarde, trouxe uma história simples com efeitos bastante criativos que funcionam muito bem na prática. Ainda que o Jake Gyllenhaal não convença como o protagonista que a série merece — e ele publicamente já disse se arrepender de ter aceitado o papel —, é um filme que vale muito a pena ver. Não por acaso, foi a adaptação de jogo que mais arrecadou na história por seis longos anos, sendo desbancado justamente por Warcraft.

Prince of Persia: As Areias do Tempo está disponível no Disney+.

6. Um Lobo Entre Nós

O jogo Werewolves Within não é muito conhecido do grande público. Trata-se de um daqueles títulos para realidade virtual que vieram de carona com o ressurgimento dessa tecnologia e que, justamente por nem todo mundo ter acesso aos óculos, muita gente acabou nem tendo ideia de existência desse game. Ainda assim, foi o suficiente para a Ubisoft bancar a produção de um filme que, surpreendentemente, é muito bom.

Por aqui, o longa ficou conhecido pelo nome de Um Lobo Entre Nós, o que o distancia ainda mais do game. Por isso, é bem provável que você já tenha assistido a essa história sem ter ideia que ela surgiu de um jogo.

E a trama aqui consegue reproduzir muito bem a dinâmica do videogame: em uma pequena cidade no meio da floresta, um lobisomem passa a atacar e a fazer vítimas e um recém-chegado policial precisa entender o que está acontecendo e capturar o monstro — sem saber que ele pode estar mais próximo do que se pensava.

O grande destaque aqui é que, a partir dessa premissa, o filme dosa muito bem terror e comédia, o que faz com que ele seja uma enorme e grata surpresa.

Um Lobo Entre Nós está disponível no Prime Vídeo e para compra e locação no Google Play, iTunes e Looke.

5. Mortal Kombat

Esqueça esse reboot da série que chegou à HBO Max que não tem torneio algum. Estamos falando do filme clássico de 1995, que abriu as portas para as adaptações de games — para o bem e para o mal. Em uma época em que a gente aceitava literalmente qualquer coisa que vinha dos jogos, o filme de Paul W.S. Anderson era tudo aquilo que os jogadores queriam ver em um filme da série: personagens muito bem caracterizados, ótimas lutas, efeitos inovadores e uma trilha sonora que é clássica até hoje.

O filme segue tão bom que ainda é lembrado como uma das melhores adaptações mesmo depois de tanto tempo. A cena do gancho do Scorpion saindo da palma da sua mão segue imbatível, assim como o seu Goro de borracha, que é muito mais convincente e assustador do que o bicho digital que o filme mais recente apresentou.

Mortal Kombat está disponivel na HBO Max.

4. Uncharted: Fora do Mapa

Como dito, a barra de comparação dos filmes inspirados em jogos não é lá muito alta, o que faz com que qualquer coisa minimamente competente já seja vista como uma grande vitória. E é exatamente o caso de Uncharted: Fora do Mapa, a adaptação do clássico jogo do PlayStation e a primeira grande investida da Sony em levar suas franquias para a telona.

Com Tom Holland no papel de Nathan Drake, temos uma história bem simples, mas repleta de ação e momentos que remetem perfeitamente aos jogos. E o destaque é o ótimo equilíbrio que o longa faz entre a referência ao original e a liberdade para apresentar coisas novas para fazer com que aquela história funcione de forma independente. Isso sem falar que o herói segue muito carismático, o que é fundamental por aqui.

Assim, Uncharted: Fora do Mapa está longe de ser a melhor coisa que você vai ver vindo dos videogames, mas é o tipo de diversão descompromissada que diverte do início ao fim — exatamente como o jogo.

Uncharted: Fora do Mapa está em cartaz nos cinemas.

3. Terror em Silent Hill

Eis um filme que não tinha como dar errado. A história do jogo é tão redondinha e cheia de reviravoltas que bastou manter a essência da trama inalterada para que o filme fosse aclamado pelos fãs. A adaptação manteve o clima opressor que marcou o game, trouxe todas as criaturas e a bizarrice da cidade que se transforma. Para completar, chamaram o compositor Akira Yamaoka, o mesmo dos videogames, para fazer a trilha sonora e arrematar de vez um dos melhores filmes de games feitos até hoje.

Terror em Silent Hill está disponível para locação no Google Play e no iTunes.

2. Sonic: O Filme

A gente sabe que está vivendo no mundo invertido quando o filme do Sonic aparece nas cabeças de uma lista de melhores filmes de jogos. E ele foi uma adaptação que gerou muita polêmica desde o seu anúncio, já que todo mundo torceu o nariz quando o conceito foi apresentado e ainda mais quando mostraram um primeiro design do ouriço que parecia ter saído de um desenho infantil mal-feito.

Só que os produtores ouviram as críticas, refizeram o modelo do personagem e surpreenderam a todos com uma história simples, mas que é divertida e funciona muito bem com o espírito do herói. O resultado ficou tão bom que garantiu uma sequência, que já está em produção.

Sonic: O Filme está disponível no Telecine e para compra e locação no Now, Google Play, Microsoft Store, iTunes e Amazon.

1. Pokémon: Detetive Pikachu

Pokémon já teve vários filmes chegando aos cinemas, mas todos em animação e dando sequência ao desenho animado. Por isso, quando falaram que a série ia ganhar um live-action protagonizado por um Pikachu falante, ninguém acreditou que a ideia poderia dar certo. E não só deu como é uma das adaptações mais divertidas que a gente viu até aqui.

A história é bobinha, mas funciona dentro da proposta de ter um Pikachu que se acha detetive. Além disso, o monstrinho e seu companheiro humano formam uma excelente dupla, principalmente pelo carisma de Ryan Reynolds, que transborda mesmo ele apenas dublando o Pokémon. No fim das contas, esse filme é a prova de que basta um pouco de esforço e você consegue fazer com que qualquer ideia funcione.

Pokémon: Detetive Pikachu está disponível no Telecine e para compra e locação no Now, Google Play, Microsoft Store, Looke, Amazon e iTunes.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.