Publicidade

10 carros que passaram por mudanças profundas

Por| Editado por Jones Oliveira | 26 de Janeiro de 2023 às 09h00

Link copiado!

Divulgação/Chevrolet
Divulgação/Chevrolet

A Chevrolet Montana 2023 é apenas um entre muitos modelos de carros que, ao longo dos anos, passaram por mudanças profundas quando a fabricante resolve colocar no mercado uma nova geração, mas sem perder o nome e a identificação com o consumidor apaixonado pela marca.

Em determinadas situações, as mudanças são tão profundas que o nome é, literalmente, a única similaridade entre o carro "original" e a nova versão lançada no mercado sob a mesma chancela. Duvida? Então preste atenção na lista com 10 carros que passaram por mudanças radicais que o Canaltech preparou para você.

Continua após a publicidade

10. Chevrolet Montana

Como citamos acima, a Nova Montana, denominação dada pela General Motors à reestilizada versão da picape em seu modelo 2023, é um dos 10 carros que passaram por mudanças profundas e, por isso, abre nossa lista.

A picape chegou por aqui em 2003 e, à época, era conhecida como ‘Corsa com caçamba’. A segunda geração dela apareceu em 2010, já com mudanças no visual, mas nada tão radical quanto a Nova Montana, estreante no mercado em 2023 e aposta da General Motors para desbancar a líder Fiat Toro.

O Canaltech está no WhatsApp!Entre no canal e acompanhe notícias e dicas de tecnologia

9. Chevrolet Tracker

O segundo entre os carros que passaram por mudanças profundas entre as gerações da nossa lista também é da General Motors, mas do segmento dos SUVs. Estamos falando do Chevrolet Tracker. E ele era bem diferente do modelo que superou o Jeep Renegade e fechou 2022 como o mais vendido do ano em sua categoria.

Quando chegou por aqui no início dos anos 2000, mais precisamente em 2001, com ‘jeitão’ de Suzuki Grand Vitara e uma pegada bem mais off-road que o atual. E a semelhança visual não era à toa, já que a GM e a montadora japonesa eram parceiras. Hoje, o Tracker é vendido somente no Brasil com esse nome, pois, lá fora, é conhecido como Trax.

Continua após a publicidade

8. Kia Sportage

Outro SUV que ficou irreconhecível com o passar dos anos, e mudou para melhor, foi o Kia Sportage. Lançado no Brasil em versão híbrida no fim de 2022, o carro hoje esbanja tecnologia, design e desempenho… Mas nem sempre foi assim.

A primeira geração do SUV sul-coreano a desembarcar por aqui, em 1995, tinha mecânica derivada do Mazda e um visual pouco atraente, mesmo para os padrões da época. O modelo foi evoluindo e, a partir da segunda geração, já passou a compartilhar da mesma plataforma do Tucson. Hoje, além de ecologicamente mais correto, também ficou com um design digno de elogios.

Continua após a publicidade

7. Jeep Compass

Seguimos falando de SUVs em nossa lista de 10 carros que passaram por mudanças profundas ao longo dos anos. O número 7 da relação é outro modelo que costuma vender bem no Brasil: o Jeep Compass.

Antes de ficar com esse ‘jeitão’ de Grand Cherokee, porém, o Compass era bem diferente, e tinha faróis redondinhos, mais característicos de modelos como o Wrangler. A primeira geração foi comercializada entre 2006 e 2016, quando sofreu seu grande facelift.

Continua após a publicidade

6. Renault Logan

O primeiro representante sedan em nossa lista é o Renault Logan, que fora do Brasil também é vendido sob a bandeira Dacia, responsável pelos carros de entrada da marca francesa. O Logan está atualmente em sua quarta geração e, de 2004 para cá, evoluiu muito, principalmente no quesito design.

A segunda geração, em 2011, não apresentou mudanças visuais drásticas, mas se acentuaram em 2013 e, definitivamente, em 2020, com uma nova mudança, ainda mais radical, que tornou o sedan mais atraente. Esta, porém, não foi vendida no Brasil.

Continua após a publicidade

5. Fiat Uno

O Fiat Uno foi um dos carros mais icônicos do mercado brasileiro e, de quebra, um dos que passaram por mudanças mais profundas. O modelo, que se aposentou recentemente, chegou ao Brasil em 1984, com visual de ‘bota ortopédica’.

O hatch, porém, ficou mais redondinho a partir de 2010, mantendo a versão antiga à venda sob o nome ‘Mille’, e se despediu com a belíssima edição limitada ‘Ciao’, anunciada em dezembro de 2021.

Continua após a publicidade

4. Volkswagen Gol

Outro representante em nossa lista é o Volkswagen Gol, e ele tem muitos pontos em comum com o Fiat Uno. Assim como o hatch italiano, o modelo alemão liderou o ranking de vendas do País, se aposentou recentemente e mudou radicalmente de geração para geração.

O Gol também ‘trocou de forma’ e ficou arredondado, mudança que lhe rendeu o apelido de ‘Gol bolinha’ em uma de suas trocas de geração. A mais recente mudança foi também a última, lançada no País em 2018, e que deixou de ser produzida no fim de 2022.

Continua após a publicidade

3. Volkswagen Passat

O Volkswagen Passat é outro belíssimo exemplo de como um carro pode passar por transformações radicais ao longo do tempo. O modelo alemão, que brilhou no Brasil nas décadas de 1970 e 1980 no melhor estilo coupé fastback, deu uma guinada de 180º.

O Passat, desde muitas gerações para cá, se tornou um sedan de luxo, construído sobre a plataforma do Golf. E ele ficará ainda mais moderno e atraente se o nome for mantido para o Volkswagen ID.7, modelo 100% elétrico que a reportagem do Canaltechconferiu de perto durante a CES 2023, em Las Vegas.

Continua após a publicidade

2. Citroën C3

O Renault Logan não é o único representante francês em nossa lista de 10 carros que passaram por mudanças profundas. O Citroën C3, que está em vias de se tornar mais um modelo de carro elétrico, também faz parte deste seleto grupo.

A primeira geração chegou ao Brasil em 2003 e não agradava muito ao primeiro olhar. A segunda, lançada em 2012, revolucionou o mercado dos hatches, com uma nova plataforma e o charmoso pára-brisas Zenit, que deixava o enorme vidro exposto. A terceira e última geração chegou em setembro de 2022 e, novamente, mostrou o poder de ‘camaleão’ do hatch.

Continua após a publicidade

1. Ford Maverick

A expressão em inglês ‘we save the best for last’ significa, em tradução livre, ‘nós deixamos o melhor para o final’. E isso encaixa-se perfeitamente no último modelo separado pelo Canaltech na lista com os 10 carros que passaram por mudanças profundas: o Ford Maverick.

Icônico muscle car estadunidense, o antes imponente carrão, que gastava gasolina ‘só de olhar pra ele’, sofreu a maior de todas as transformações que citamos até agora. Afinal de contas, ele virou uma picape.

A Ford resolveu manter o nome do lendário carro das décadas de 1970 e 1980 no mercado, mas não em uma nova versão do muscle car, e sim em uma picape moderna, com design agressivo, e que logo se tornará eletrificada, silenciando também o ronco que tantos fãs conquistou em sua variante original, há mais de 50 anos.

Continua após a publicidade