WWDC 2020 | Confira um resumão com todas as novidades e lançamentos do evento

Por André Lourenti Magalhães | 22 de Junho de 2020 às 17h45
Tudo sobre

Apple

Saiba tudo sobre Apple

Ver mais

Nesta segunda-feira (22), a Apple deu início à edição de 2020 da Worldwide Developers Conference (WWDC), evento voltado para desenvolvedores. O pontapé inicial da conferência 100% online nesta edição foi uma apresentação com todas as principais novidades da empresa para seus sistemas operacionais. Nos dias seguintes, desenvolvedores credenciados poderão acompanhar sessões com engenheiros da Maçã.

Em uma apresentação transmitida do Apple Park, na Califórnia, foram mostradas as atualizações para o iOS, iPadOS, watchOS, tvOS e macOS, incluindo o anúncio do Apple Silicon, os processadores próprios da empresa para os Macs. Todos os sistemas operacionais estão previstos para um beta público no mês de julho, com lançamento anunciado para o outono no hemisfério norte. Confira as principais novidades!

iOS 14

O sistema operacional dos iPhones terá uma grande reformulação na sua tela principal com o iOS 14. Com o objetivo de reduzir o número de páginas de aplicativos na tela, foi lançada a App Library, função que automaticamente organiza e divide os apps em grandes pastas.

App Library traz setorização de aplicativos (Foto: Reprodução/Apple)

Os aplicativos são separados por funções em comum, como entretenimento ou redes sociais, além de categorias envolvendo os downloads mais recentes e sugestões. Usuários podem, dessa forma, customizar a tela inicial, escolhendo quantas pastas serão exibidas. O recurso ainda conta com uma ferramenta de pesquisa que facilita o acesso para os apps escondidos.

Os widgets no iOS também foram reformulados. Agora, será possível fixar diferentes modelos na tela principal, disponibilizados em tamanhos e formatos diferentes, encontrados na Widget Gallery. O Smart Stack é uma função que permite ao usuário deslizar entre diferentes widgets disponíveis, organizados automaticamente.

Outra novidade na interface é a inclusão do recurso picture-in-picture (PiP), que possibilita minimizar uma tela de reprodução de vídeo enquanto o usuário navega simultaneamente entre outros apps. A tela pode ser redimensionada e até mesmo ocultada, sem perder a reprodução de áudio.

A Siri recebeu atenção e terá uma grande atualização para o novo sistema. A partir do iOS 14, a assistente virtual não ocupará mais toda a tela e será substituída por um ícone compacto. Alertas de ligações, como Facetime e chamadas telefônicas, também terão ícones menores e que não irão interferir na navegação.

Outras novidades para o Siri envolvem uma maior variedade de comandos. Como, por exemplo, gravar e enviar mensagens de áudio para aplicativos de conversação, melhor decodificação de boz para o teclado e novos idiomas incorporados para tradução. Um novo app, chamado Translate, será especializado em tradução simultânea para conversas.

App Clips são pequenas janelas com funções de aplicativos (Foto: Reprodução/Apple)

A App Store, por sua vez, tem como sua principal novidade a introdução dos App Clips. Com esse novo recurso, usuários podem usufruir de funções específicas de aplicativos sem tê-los baixados em seus iPhones. Os App Clips são pequenas janelas mostradas com sugestões automáticas. São uma nova forma de descobrir aplicativos através de notificações leves e rápidas. Essas janelas possuem suporte com NFC e QR codes, além de oferecerem ações rápidas como o login com conta Apple ou pagamento com Apple Pay.

Muitos aplicativos nativos receberam grandes atualizações. No Messages, usuários poderão fixar conversas mais importantes no topo da tela, além de novas customizações para o Memoji, que incluem cabelos, opções de idade e até máscaras. Nos grupos do app, usuários podem criar respostas diretas ou criarem threads, em recursos similares ao Slack. Além disso, ao digitar o nome de uma pessoa, ela será mencionada, e uma nova configuração permite mostrar notificações de grupos apenas quando há esse tipo de menção.

O Apple Maps também ganha novidades, com navegação mais detalhada e foco na política de privacidade. São mostrados guias turísticos de cidade, exibindo lugares para visitar, comer e realizar outras atividades, sendo atualizados automaticamente. Há um foco para meios de transporte que são amigáveis ao meio ambiente, com novas rotas para ciclistas e carros elétricos. Ciclistas poderão calcular, por exemplo, os níveis de elevação diferentes e a presença de escadarias em um trajeto.

O CarPlay oferecerá aos usuários a oportunidade de criar uma chave de carro virtual, usando o NFC do iPhone para destravar as portas e dar partida no veículo. Por fim, novas opções de privacidade foram inclusas: todos os apps deverão ter a permissão do usuário antes de começarem a rastrear, além da divisão da privacidade em categorias. O recurso “Sign In With Apple” foi simplificado, possibilitando a migração de contas em apps de terceiros para a conta única da Apple.

iPadOS 14

A versão do sistema operacional para iPads também receberá atualização, acompanhando as novidades do iOS e com alguns recursos exclusivos, com designs dedicados especificamente para o tablet.

Nova barra lateral permite maior organização em apps (Foto: Reprodução/Apple)

Apps nativos, como Music, Photos e Calendar, receberão uma barra lateral e uma toolbar com informações completas, facilitando a navegação. O novo sistema operacional também terá o suporte a novos widgets na tela principal.

A barra de pesquisa foi compactada, resultando em um modelo similar ao utilizado nos Macs. O recurso Universal Search compila todos os tipos de pesquisa no mesmo lugar, incluindo busca por arquivos, apps e consultas na internet.

O Apple Pencil recebeu uma integração ainda maior com a introdução do Scribble, melhorando a experiência com escritas feitas à mão. Conteúdos em letra cursiva são imediatamente convertidos em texto e podem ser selecionados para copiar, colar e cortar com a Smart Selection. A realidade aumentada também foi um dos focos da Apple para o iPad, incluindo novas texturas.

AirPods

Os fones de ouvido ganharam uma integração ainda maior com os dispositivos Apple com o iOS 14. Foi introduzida a troca automática, uma forma inteligente de conectar automaticamente os AirPods ao dispositivo que está sendo utilizado. Ou seja: se um usuário está em uma chamada de vídeo no iPad com os fones conectados e recebe uma ligação telefônica, os fones são conectados imediatamente ao iPhone. O recurso também está integrado à Apple TV.

Outra novidade foi a presença do “Spatial Audio”, uma forma imersiva de som similar à de salas de cinema, trazendo o áudio de diferentes direções. Os algoritmos, inclusive, foram preparados para manter o som sincronizado, mesmo com o usuário movendo a cabeça ou mudando de lugar.

watchOS 7

Novas interfaces compartilháveis farão parte do watchOS 7 (Foto: Reprodução/Apple)

A atualização do sistema operacional do Apple Watch traz novidades para a interface. Usuários podem customizar suas watchfaces de diversas maneiras, incluindo widgets específicos e complementos visuais. Essas interfaces podem ser compartilhadas entre a comunidade, incluindo acesso a criações de curadores e de sites externos.

O aplicativo de exercícios foi remodelado e agora recebe o nome Fitness. Além dos exercícios já inclusos, o app terá suporte a exercícios de dança, combinando dados para acompanhar os movimentos de braços e pernas. Sua interface foi redesenhada, trazendo um sumário com histórico de atividades e progresso.

A saúde dos usuários foi um dos focos da nova versão, com mais funções de acompanhamento de sono. Ao determinar sua rotina de descanso, o Apple Watch ajuda a monitorar o sono e auxilia na transição para a hora de dormir. O modo “Não perturbe” é ativado, o brilho da tela diminui, e diversas opções de despertador estão disponíveis. Além disso, o dispositivo possuirá um detector de lavagem de mãos, filtrando o tempo usado para a higienização na duração correta.

Homekit e tvOS 14

A Apple anunciou uma parceria com Amazon, Google e outras empresas para a busca por avanços nas casas inteligentes. No iOS 14, usuários poderão controlar as cores das lâmpadas e incluir uma iluminação adaptável para diferentes horas do dai.

Na integração com câmeras, foram anunciadas as “Activity Zones”, regiões em que o usuário pode determinar uma prioridade para a vigilância. O reconhecimento facial será aplicado, facilitando o reconhecimento de quem está tocando a campainha, por exemplo.

O tvOS 14, sistema operacional da Apple TV, receberá a função picture-in-picture. Usuários poderão exibir uma miniatura das câmeras de vigilância enquanto assistem a outros conteúdos.

Maior integração para uma casa inteligente (Foto: Reprodução/Apple)

Entre as demais novidades para a Apple TV está a possibilidade de trocar usuários para os games. Dessa forma, uma ou mais pessoas podem criar um perfil e manter um progresso individual nos jogos. A função picure-in-picture também estará inclusa no aplicativo Workouts, mostrando miniaturas da televisão enquanto os exercícios são disponibilizados. Teve espaço ainda para o anúncio de uma nova série exclusiva para o Apple TV+: Fundação, ficção científica inspirada em obras de Isaac Asimov.

macOS Big Sur

A atualização do macOS foi um dos destaques da conferência. O novo sistema operacional, chamado de Big Sur, teve uma das maiores mudanças recentes no design. Botões, ícones e menus foram refinados, assumindo uma linguagem padrão da Apple. Assim como no iPhone e iPad, widgets também ganharam maior espaço na interface.

macOS foi remodelado em nova versão (Foto: Reprodução/Apple)

Uma das principais novidades é o control center, reunindo diversas configurações em um só lugar. Essas alterações são customizáveis e podem ser arrastadas para a menu bar do computador. O centro de notificações foi remodelado, concentrando as notificações em uma só área. Notificações do mesmo assunto são agrupadas e possuem acesso simplificado.

Aplicativos nativos ganharam melhorias. No Messages, é possível usar o Mac para criar Memojis, além de uma ferramenta de busca melhorada. O Maps reúne as novidades do iOS 14 e uma barra lateral melhorada, permitindo a inclusão de lugares favoritos.

Safari inclui mais opções de segurança (Foto: Reprodução/Apple)

O Safari foi o software com mais novidades anunciadas. O programa será reformulado para manter a rápida performance, com melhorias no controle de privacidade e monitoramento de senhas. As extensões também chegarão ao navegador, incluindo uma aba dedicada na App Store. Para os preocupados com a segurança, o Safari irá pedir a permissão do usuário para usar cada uma delas.

A página inicial ganhará opções de customização, com uso de wallpapers e diferentes setorizações. A divisão por abas, por sua vez, ganha uma prévia de miniatura ao passar o mouse, e usuários possuem um controle maior para fecharem múltiplas abas de uma vez. A tradução dinâmica também ganha melhorias, com resultados mais rápidos e precisos.

Apple Silicon

A maior surpresa da conferência foi o lançamento do Apple Silicon, considerada a quarta maior transição da história dos Macs. O Apple Silicon é o chip processador próprio da Apple, rompendo uma parceria com a Intel. Esses chips são baseados na mesma tecnologia usada para os processadores de iPhone, iPad e Apple Watch.

Apple Silicon é o nome dos processadores próprios para Macs (Foto: Reprodução/Apple)

A premissa do system on chip Apple Silicon é trazer a melhor performance aliada ao menor consumo de energia. Inclui maximização de performance, economia de bateria, placa de vídeo de alto desempenho e recursos de machine learning.

O Apple Silicon trará todos os aplicativos nativos otimizados, incluindo alguns mais pesados, como o Logic e o Final Cut Pro. A empresa ainda anunciou que o Microsoft Office e a Creative Cloud da Adobe já estão sendo adaptados para essa nova tecnologia. Além disso, aplicativos de iPad e iPhone poderão ser nativamente utilizados em Macs por conta dos novos processadores.

WWDC 2020: o que é

A WWDC 2020 é um evento anual da Apple voltado para desenvolvedores, realizado para anunciar novidades em seus sistemas operacionais, softwares e produtos. Acontece entre os dias 22 e 26 de junho com uma grande novidade: neste ano, por conta da pandemia do novo coronavírus, o evento será 100% online e gratuito.

A edição de 2020 teve início às 14h (horário de Brasília) desta segunda, com uma apresentação especial transmitida do Apple Park, em Cupertino, Califórnia. Em seguida, o evento seguiu para uma etapa chamada Platform States Of The Union, com palestras da equipe de engenharia da Apple sobre os avanços de suas plataformas.

A partir desta terça-feira (23), desenvolvedores poderão entrar em contato com engenheiros para aprenderem mais sobre as novidades. No programa, temos mais de 100 sessões em vídeo, distribuídas todos os dias. O evento ainda possuirá fóruns de discussão com mais de mil engenheiros da Apple, além de oferecer a possibilidade de consultas individuais.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.