watchOS 7 | Todas as novidades da nova versão do sistema da Apple para relógios

Por Diego Sousa | 16 de Setembro de 2020 às 09h25
Reprodução/MacWorld

A Apple anunciou no dia 22 de junho deste ano, durante a WWDC 2020, a nova geração do seu sistema operacional para Apple Watch. Após alguns meses na fase de testes, o watchOS 7 chegou oficialmente para todos usuários no dia 16 de setembro com novidades no monitoramento físico, além de mostradores personalizados e uma série de melhorias em relação ao seu antecessor.

watchOS 7: compatibilidade

O watchOS 7 estará disponível de fábrica para os novos Apple Watch Series 6 e Apple Watch SE, mas chegará via atualização para os seguintes modelos:

watchOS 7: o que há de novo?

Novos mostradores

Com o watchOS 7, usuários poderão criar e buscar mostradores (Watch Faces) personalizados para o seu Apple Watch de acordo com a ocasião — por exemplo, uma face pronta com informações úteis para surfistas ou para quem vai caminhar. Isso só é possível porque agora os desenvolvedores podem oferecer mais de uma complication por aplicativo — no caso do surfista, dados sobre maré, velocidade do vento e temperatura da água.

WatchFaces podem ser personalizados ou buscados na App Store (Foto: Divulgação/Apple)

A boa notícia é que as faces, incluindo as complications, poderão ser compartilhadas tanto dentro quanto fora do ecossistema da Apple, como em redes sociais. Confira todos os novos mostradores:

Além dos Watch Faces personalizados, a Apple incluiu algumas melhorias nos mostradores para oferecer maior acesso aos seus aplicativos favoritos. O Chronograph Pro, por exemplo, traz um taquímetro que calcula a velocidade com base no tempo percorrido em uma distância fixa.

Rastreamento de sono

Confirmando expectativas, o watchOS 7 conta com um rastreamento de sono mais completo para o Apple Watch. No entanto, o recurso não se limitará apenas à hora em que você dormiu e acordou: há monitoramento da frequência cardíaca e do quanto você se movimenta enquanto você dorme, entre outras coisas, para ajudá-lo a criar uma rotina de sono mais saudável.

"Através da detecção de micromovimentos do acelerômetro do Apple Watch, que sinaliza a respiração durante o sono, o relógio captura de forma inteligente quando o usuário está dormindo e quanto tempo dorme a cada noite", explica a Apple.

Todos os dados registrados são disponibilizados no novo aplicativo Sono, que fornece uma visão geral dos padrões de sono e lembretes para dormir. Segundo a empresa, todas as manhãs, é exibido um gráfico que mostra o quanto você dormiu na semana que passou.

No app Saúde, por sua vez, será possível gerenciar seu tempo de sono, ver tendências no período e saber com qual frequência alcança a quantidade de sono desejada.

Novo app fornece uma visão geral dos padrões de sono e oferece lembretes para dormir (Foto: Divulgação/Apple)

De acordo com a Academia Americana de Medicina do Sono, uma rotina de dormir ajuda o corpo a se preparar para dormir. Pensando nisso, o watchOS 7 traz o recurso Relaxar, que basicamente cria uma ambientação personalizada antes de o usuário dormir. O sistema operacional também inclui a possibilidade de acordar com alarme tátil silencioso ou sons suaves, enquanto a tela mostra informações básicas do relógio, como nível de bateria.

Você pode acordar com alarma tátil silencioso ou sons suaves (Foto: Divulgação/Apple)

Além disso, no app Sono é possível ativar o modo Sono, que na prática ativa o modo Não Perturbe automaticamente para impedir que a tela se ilumine por completo e atrapalhe a sua concentração na hora de dormir.

Se a bateria do Apple Watch estiver abaixo dos 30% perto da hora do dormir, o aplicativo também vai lembrar você de colocá-lo para carregar. Além disso, se o relógio for posto para recarregar depois que você acordou, uma notificação no iPhone avisa quando a carga chegar a 100%.

Acesso sempre ativo

Além do modo Always-on Display, que mantém a tela do smartwatch sempre ativa com informações básicas, o watchOS 7 também tem a função Acesso sempre ativo, que, como o nome já diz, permite o acesso a algumas funções do aparelho rapidamente, como as centrais de notificações e controle e as compilações dos mostradores.

Aplicativo Memoji no Apple Watch

Pela primeira vez no Apple Watch, será possível criar e editar seu Memoji diretamente do dispositivo, sem a necessidade de usar o iPhone. O aplicativo não economiza nos recursos e traz todas as opções de customização, como cor de pele, acessórios e estilos de cabelo.

Cuidados com a higiene

Em tempos nos quais as principais recomendações para evitar a disseminação do novo coronavírus incluem evitar aglomerações e manter a higiene em dia, o watchOS 7 ganhou a habilidade de detectar automaticamente se você lava as mãos corretamente. Com ele, o Apple Watch vai usar sensores de movimento, microfone e aprendizado de máquina para identificar sons e movimentos usuais do ato de lavar as mãos e iniciar uma contagem de 20 segundos.

Todas as informações são exibidas no aplicativo Health, no iPhone, e geram um relatório da frequência e da duração das lavagens, com lembretes da importância de lavar as mãos. A Apple salienta que os sons detectados não são gravados ou salvos no seu celular.

Novo watchOS será capaz de detectar se o usuário está lavando as mãos (Foto: Divulgação/Apple)

Monitoramento físico

O watchOS 7 também trouxe uma série de melhorias ao monitoramento de atividades físicas do usuário. Agora, o Apple Watch será capaz de identificar quatro novas categorias de exercícios: treinamento básico, dança, treinamento funcional de força e alongamento.

Entre os novos tipos, a Apple destacou a dança, que vai precisar de uma combinação de sensores de movimento, frequência cardíaca, acelerômetro e giroscópico para medir a caloria média perdida. A princípio, o recurso vai funcionar com os ritmos Bollywood, cardio-dance, hip-hop e latino.

Todas as informações registradas são exibidas pelo app Fitness, antigo Activity, que foi completamente redesenhado para fornecer uma visualização mais simplificada dos dados das atividades.

Fitness é o antigo Activity (Foto: Divulgação/Apple)

Além disso, dispositivos com watchOS 7 serão capazes de enviar uma notificação ao usuário toda vez que o nível de VO₂ Máximo estiver abaixo do considerado saudável para o aplicativo. A função já existe nas gerações anteriores, mas promete ficar mais precisa no novo Apple Watch Series 6 graças aos sensores dedicados à medição de oxigenação do sangue.

Outra novidade relacionada a exercícios são as metas personalizáveis. Além de poder definir as metas conforme as calorias gastas, será possível modificar as metas de acordo com os minutos praticando exercícios (de 10 a 60 minutos) e de horas em pé (6 a 12 horas). Essa opção já aparece disponível no aplicativo Atividade.

watchOS 7: outras novidades

  • Audição: suporte à saúde auditiva com notificações por áudio dos fones de ouvido. Agora, será possível entender quando níveis altos de volume podem afetar a audição do usuário ao longo do tempo;
  • Instruções de ciclismo disponíveis no relógio: o Maps agora pode indicar informações para economizar tempo, além de sugerir ao usuário rotas que evite colinas;
  • Siri: a assistente virtual da Apple pode traduzir muitos idiomas através do relógio;
  • Novas complicações: há novas complicações para recursos nativos do Apple Watch, como Câmera remota, Suspensão e Atalhos;
  • Métricas de mobilidade: as novas métricas estão disponíveis no aplicativo Health. Elas incluem: exercícios aeróbicos de baixo alcance, velocidade de caminhada, velocidade de descida de escadas, velocidade de subida de escadas, distância de seis minutos a pé, tempo de suporte duplo, duração do passo e assimetria.
  • Privacidade: segundo a Apple, todos os dados de integridade são criptografados no dispositivo ou no iCloud com o iCloud sync. O usuário tem todos os dados sob controle.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.