O que é widget?

O que é widget?

Por Kris Gaiato | Editado por Bruno Salutes | 04 de Agosto de 2021 às 10h40
(Imagem: Reprodução/ Rami Al-zayat/Unsplash)

Os widgets surgiram, originalmente, com foco em computadores. Mas, ao longo dos anos, o recurso se expandiu para celulares e outros aparelhos do segmento mobile, como tablets. Certamente, você já se deparou com um widget em algum momento da sua vida e, muito provavelmente, utiliza essa função todos os dias. 

Embora tenham o mesmo objetivo, que é facilitar o acesso a aplicativos e programas, widgets apresentam formatos e tarefas distintas. Com uma versatilidade notável, esse recurso pode aparecer como um botão, uma janela ou ainda um menu. A seguir, entenda o que é widget e suas particularidades.

Afinal, o que é widget?

Widgets sempre tiveram mais espaço no Android. Mas, nas últimas atualizações para iPhone, o recurso ganhou uma atenção especial da Apple.  (Imagem: Reprodução/Sara Kurfeß/Unsplash)

Widget é um componente que pode ser utilizado em computadores, celulares, tablets e outros aparelhos para simplificar o acesso a um outro programa, app ou sistema. Eles geralmente contêm janelas, botões, ícones, menus, barras de rolagem e outras funcionalidades. Esse componente com interface gráfica (GUI) permite adicionar ao sistema operacional uma tarefa específica. Para facilitar a visualização desse recurso, citamos os widgets de previsão do tempo, relógio, atualização de redes sociais, emails, dentre outros.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Acredita-se que o termo seja derivado da junção de duas palavras da língua inglesa: "window" e "gadget". No entanto, essa ideia é a mais improvável. Isso porque a palavra foi utilizada pela primeira vez em 1924 por George S. Kaufman e Marc Connelly, em sua peça Beggar on Horseback — muito antes do surgimento da maioria dos termos tecnológicos.

Nessa peça, a protagonista enfrentava uma dúvida entre ser uma artista ou trabalhar em uma linha de produção de widgets. O termo, na ocasião, fazia referência a objetos inanimados com valor unicamente comercial — o que não é exatamente o significado que adotamos atualmente.

Quais são os tipos de widget?

Os widgets são classificados, geralmente, em dois tipos: os de baixo nível e os de alto nível. Os que se enquadram na primeira categoria são utilizados para a criação do sistema operacional e fazem parte do núcleo do sistema. Já os de alto nível referem-se aos objetos finais. Eles são facilmente encontrados em bibliotecas de desenvolvimento (toolkit) ou em frameworks.

Alguns widgets possuem por objetivo receber dados do usuário para criar algum tipo de registro. Entradas de texto, caixas de seleção, menus de seleção e outros componentes são capazes de coletar esses dados e enumerar as possibilidades a serem apresentadas ao usuário.

Widget e ícone são sinônimos?

Bom, muitas pessoas podem pensar que esse recurso possui a mesma funcionalidade dos ícones. Isso, contudo, é um grave equívoco. Enquanto ícones servem como um atalho para algum programa apenas, widgets vão muito além disso. Afinal, mesmo que sirvam para encurtar o caminho para um app ou ferramenta, eles podem apresentar interfaces próprias com informações geradas pelo programa ao qual ele está associado.

De modo geral, widgets são mais sofisticados do que ícones. Como exemplo, destacamos os widgets de música, que costumam exibir a faixa em reprodução e alguns botões de controle. Outro widget muito comum é aquele dedicado à previsão do tempo, que mostra informações sobre a localidade do usuário, mas pode conter um botão ou outro a depender do dispositivo.

Agora que você sabe o que é widget, nos conte os que você mais utiliza no seu dia a dia através dos comentários abaixo!

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.