Xiaomi Mi 11 Lite vs Mi 10 Lite: o novo intermediário supera seu antecessor?

Por Renan da Silva Dores | 05 de Abril de 2021 às 11h00
Divulgação/Xiaomi
Tudo sobre

Saiba tudo sobre Mi 11 Lite

Ficha técnica

A Xiaomi fez no final de março seu maior evento de 2021 até então, surpreendendo ao anunciar sua entrada no mercado de veículos elétricos e enfim expandindo sua linha Mi 11 para atender a todos os gostos e bolsos. Já conferimos as vantagens e desvantagens do Mi 11 Ultra, segundo modelo mais premium da empresa, atrás apenas do primeiro dobrável da marca, o Mi Mix Fold. Agora, chegou a hora de darmos uma olhada no outro extremo da linha.

Sucessor direto do Mi 10 Lite, o Mi 11 Lite é a mais nova aposta da Xiaomi no mercado de intermediários premium, estreando como o primeiro smartphone a adotar o recém-anunciado Qualcomm Snapdragon 780G e trazendo visual e construção bastante robustos, similares aos encontrados nos modelos mais poderosos da família. Mas seria o Mi 11 Lite um sucessor digno para o Mi 10 Lite? Neste comparativo, o Canaltech reuniu as duas gerações dos baratinhos de respeito para analisar se o dispositivo mais recente vale o seu investimento.

Vale lembrar que o Mi 11 Lite foi lançado em versões 4G e 5G, mas aqui focaremos na variante compatível com a quinta geração da rede móvel, já que este foi o perfil do modelo de 2020.

Design

Construídos no tradicional combo de vidro e metal, o Mi 10 Lite e o Mi 11 Lite adotam filosofias de design bastante diferentes. Enquanto o modelo mais antigo traz um visual único dentro da linha Mi 10, o Mi 11 Lite segue no caminho oposto e pega emprestado a maior parte dos elementos que compõem a aparência do irmão maior, o Mi 11, o que não é necessariamente algo ruim.

O Xiaomi Mi 10 Lite chegou nas cores Aurora Blue, Cosmic Gray e Dream White (Imagem: Divulgação/Xiaomi)

O Mi 10 Lite conta com tela plana com grande aproveitamento frontal e bordas finas nas laterais e no topo, com um já bastante comum "queixo" na base e entalhe em formato de gota para abrigar a câmera frontal. A traseira traz vidro curvo, para entregar maior conforto ao usuário, e um módulo de câmeras retangular com bordas arredondadas, quatro sensores organizados em formato quadrado e flash de LED logo abaixo. O Mi 10 Lite chegou ao mercado nas cores Dream White (branco), Cosmic Gray (cinza chumbo) e o chamativo Aurora Blue, em um degradê de verde e azul.

O Mi 11 Lite também conta com tela plana e grande aproveitamento frontal, mas sai na frente do irmão mais velho por contar com bordas mais finas em todas as partes da tela, incluindo na base, organizadas ainda de maneira mais simétrica. O entalhe de gota sai para dar lugar a um furo para a câmera frontal, alinhado ao canto superior esquerdo do painel.

O Mi 11 Lite chegou nas cores Truffle Black, Citrus Yellow e Mint Green (Imagem: Divulgação/Xiaomi)

Na parte de trás, o Mi 11 Lite é basicamente idêntico ao Mi 11, com a diferença de oferecer um painel de vidro plano, ao invés das curvas do modelo mais potente. O módulo de câmera traz um formato peculiar, com destaque para as duas câmeras principais, abrigadas em uma "pílula" na cor preta, enquanto a macro e o flash de LED são agrupados em uma faixa na mesma cor da traseira do aparelho. O Mi 11 Lite 5G é disponibilizado nas cores Truffle Black (preto), Mint Green (verde) e Citrus Yellow (amarelo), enquanto o Mi 11 Lite 4G é vendido em Boba Black (preto), Bubblegum Blue (azul) e Peach Pink (rosa).

Tela

  • Xiaomi Mi 11 Lite 5G: AMOLED de 6,55 polegadas, resolução Full HD+ de 2400 x 1080 pixels, taxa de atualização de 90 Hz, amostragem de toque de 240 Hz
  • Xiaomi Mi 10 Lite 5G: AMOLED de 6,57 polegadas, resolução Full HD+ de 2400 x 1080 pixels, taxa de atualização de 60 Hz, amostragem de toque de 180 Hz

Apesar de contarem com telas de tecnologia e tamanho basicamente idênticos, o painel do Mi 11 Lite mostra avanço significativo para os consumidores. O Mi 10 Lite é equipado com display AMOLED de 6,57 polegadas Full HD+ com resolução de 2400 x 1080 pixels e taxa de atualização de 60 Hz, com amostragem de toque de 180 Hz. O Mi 11 Lite, em contrapartida, usa painel AMOLED de 6,55 polegadas Full HD+ com resolução de 2400 x 1080 pixels, acompanhado de taxa de atualização mais suave de 90 Hz, com amostragem de toque respeitável de 240 Hz, prometendo oferecer uma experiência de navegação mais fluida, seja na internet, seja em games.

Câmeras

  • Xiaomi Mi 11 Lite 5G: 64 MP (Principal, f/1.8) + 8 MP (Ultrawide, f/2.2, 119º) + 5 MP (Macro, f/2.4) + 20 MP (Frontal)
  • Xiaomi Mi 10 Lite 5G: 48 MP (Principal, f/1.8) + 8 MP (Ultrawide, f/2.2, 120º) + 2 MP (Macro, f/2.4) + 2 MP (Profundidade, f/2.4) + 16 MP (Frontal)

As câmeras marcam um dos pontos que receberam mudanças de destaque com a chegada da nova geração. O Mi 10 Lite é equipado com um conjunto de quatro lentes traseiras trazendo sensor principal de 48 MP, acompanhado de lente ultrawide de 8 MP, macro de 2 MP e sensor auxiliar de profundidade também de 2 MP e câmera frontal de 16 MP. De acordo com a Xiaomi, o aparelho tem como destaques os modos Night Mode 2.0, AI Dynamic Skyscaping e Vlog Mode que prometem entregar ótimas fotos noturnas, modificar o céu da imagem para mudar o tom da captura e gravar vídeos otimizados para vlogs.

O Mi 11 Lite perde uma câmera, mas promete melhor performance com software aprimorado e maior resolução (Imagem: Divulgação/Xiaomi)

O Mi 11 Lite reorganiza o que foi visto em seu antecessor para uma experiência mais robusta e concisa, trazendo conjunto de três câmeras traseiras com sensor principal de 64 MP, acompanhado de lente ultrawide de 8 MP e uma macro de 5 MP, com câmera frontal de 20 MP. Em software, há o retorno de algumas funções vistas no Mi 10 Lite, como o Ai Skyscaping e o Vlog Mode, mas com melhorias. Estreiam ainda os modos One-click AI Cinema e o Pro Time-Lapse, que entregam filtros cinematográficos a vídeos e ajustes finos de capturas em time-lapse, respectivamente.

Claro, ainda vamos precisar colocar ambos os modelos lado a lado em ambiente real para ver como as câmeras reagem, mas ao menos em teoria o Mi 11 Lite 5G mostra um avanço razoável frente ao seu antecessor.

Processamento e memória

  • Xiaomi Mi 11 Lite 5G: Qualcomm Snapdragon 780G (1x 2,4 GHz Kryo 670 + 3x 2,2 GHz Kryo 670 + 4x 1,90 GHz Kryo 670)
  • Xiaomi Mi 10 Lite 5G: Qualcomm Snapdragon 765G (1x 2,4 GHz Kryo 475 Prime + 1x 2,2 GHz Kryo 475 Gold + 6x 1,8 GHz Kryo 475 Silver)

O conjunto de processamento também recebeu um upgrade significativo no novo intermediário, provavelmente o maior da atual geração. O Mi 10 Lite chegou ao mercado equipado com chipset Qualcomm Snapdragon 765G, modelo intermediário mais poderoso da empresa até então, compatível com o 5G. O chip atinge os 2,4 GHz em seu núcleo mais potente, e se destaca justamente pelo uso dos núcleos Cortex-A76. Acompanham o processador 6 GB ou 8 GB de RAM e 64GB, 128 GB ou 256 GB de armazenamento, sem possibilidade de expansão via MicroSD.

O Snapdragon 780G estreou no Mi 11 Lite prometendo trazer recursos de topo de linha aos intermediários (Imagem: Divulgação/Qualcomm)

O Mi 11 Lite chega ao mercado como o primeiro smartphone a utilizar o recém-anunciado Qualcomm Snapdragon 780G, sucessor do 765G. O chip é composto de oito núcleos rodando a até 2,4 GHz, e promete trazer aos smartphones intermediários recursos de topos de linha, incluindo o Snapdragon Sound para aprimorar o processamento de áudio, atualizações dos drivers da GPU de maneira semelhante ao que é visto nos PCs, suporte a Wi-Fi 6 e 6E, além de contar com mais do que o dobro de processamento de Inteligência Artificial em comparação ao Snapdragon 765G: 12 TOPs, contra 5,5 TOPs da geração passada.

Seu maior destaque é o uso dos novos núcleos Cortex-A78 de alto desempenho, também presente nos rivais Dimensity 1200 e Exynos 1080, e até mesmo nos mais poderosos Snapdragon 888 e Exynos 2100. No Mi 11 Lite, o Snapdragon 780G é acompanhado de 6 GB ou 8 GB de RAM e de 128 GB ou 256 GB de armazenamento.

Bateria

  • Xiaomi Mi 11 Lite 5G: 4.250 mAh com carregamento rápido de 33 W
  • Xiaomi Mi 10 Lite 5G: 4.160 mAh com carregamento rápido de 20 W

Em bateria, as diferenças de capacidade entre as duas gerações são mínimas, ainda que haja vantagem para o modelo mais novo. O Mi 10 Lite é equipado com um tanque de 4.160 mAh, enquanto o Mi 11 Lite traz 4.250 mAh. A maior diferença fica por conta do carregamento rápido: potência de 20 W no aparelho mais antigo, e de 33 W no dispositivo mais novo. A Xiaomi não divulgou tempo estimado de carregamento do 0 aos 100%, mas é de se esperar que, apesar de ligeiramente maior, a bateria do Mi 11 Lite recarregue em menos tempo.

Recursos extras

Não existem diferenças muito marcantes no departamento de recursos extras, mas novamente o Mi 11 Lite se destaca frente ao Mi 10 Lite, ainda que algumas mudanças possam parecer um downgrade aos olhos de alguns usuários. O Mi 10 Lite conta com NFC, sensor infravermelho para controlar outros dispositivos, Wi-Fi 5, Bluetooth 5.1, áudio mono, leitor de digitais óptico sob o display e rádio FM.

Diferente de outros aparelhos com leitor de digitais no botão de energia, não há recesso para encaixe do dedo (Imagem: Divulgação/Xiaomi)

Enquanto isso, o Mi 11 Lite oferece NFC, sensor infravermelho, Wi-Fi 6, Bluetooth 5.2, som estéreo com promessa de entregar áudio de alta fidelidade, além de tela 10-bit que promete exibir até 1 bilhão de cores. A mudança questionável fica por conta do leitor de digitais, que saiu do display para ser integrado ao botão de energia. Um ponto curioso é que, diferente de outros aparelhos que adotam solução semelhante, o intermediário premium da Xiaomi não conta com recesso para encaixe do dedo - o botão de energia é idêntico a de outros dispositivos sem leitor de digitais.

Mi 11 Lite vs Mi 10 Lite: qual vale mais a pena?

Não há dúvida que o Mi 11 Lite 5G traz boa evolução frente ao Mi 10 Lite, oferecendo processamento mais robusto, conjunto de câmeras mais conciso com recursos mais recentes, áudio estéreo, bateria que carrega mais rápido e tela com maiores profundidade de cor e taxa de atualização, sendo a escolha ideal para quem se preocupa com performance e funções extras por um preço relativamente acessível, de 370 euros (algo em torno de R$2.483, em conversão direta).

Ainda assim, o Mi 10 Lite não deixa de ser um aparelho bastante capaz, com boa tela AMOLED, câmeras com boa quantidade de recursos e desempenho que ainda consegue rivalizar com a maior parte dos intermediários do mercado custando significativamente menos que seu sucessor, na casa dos 167 euros (cerca de R$ 1.120).

Uma terceira opção, caso queira o visual e os recursos do Mi 11 Lite e o desempenho não seja sua prioridade, é a versão 4G do próprio Mi 11 Lite. O modelo chega 70 euros mais barato com apenas alguns cortes na câmera frontal, que passa para 16 MP, no processamento, sendo munido do mais modesto Snapdragon 732G, e em conexões, trazendo apenas Bluetooth 5.1 e Wi-Fi 5.

E você, leitor? Qual dos aparelhos "Lite" da Xiaomi é o seu favorito? Concorda com nosso veredito? Comente conosco suas opiniões!

Mi 11 Lite vs Mi 10 Lite: ficha técnica

Especificações Xiaomi Mi 11 Lite 5G Xiaomi Mi 10 Lite 5G
Tela 6,55" AMOLED, Full HD+, 90 HZ 6,57" AMOLED, Full HD+, 60 Hz
Chipset Qualcomm Snapdragon 780G

Qualcomm Snapdragon 765G

Memória RAM 6 GB ou 8 GB 6 GB ou 8 GB
Armazenamento 128 GB ou 256 GB 64 GB, 128 GB ou 256 GB
Câmera traseira

64 MP (Principal)

8 MP (Ultrawide)

5 MP (Macro)

48 MP (Principal)

8 MP (Ultrawide)

2 MP (Macro)

2 MP (Profundidade)

Câmera frontal 20 MP 16 MP
Bateria 4,250 mAh com carregamento rápido de 33 W 4.160 mAh com carregamento rápido de 20 W
SO Android 11 (MIUI 12) Android 10 (MIUI 12)
Extras Leitor de digitais lateral, NFC, Wi-Fi 6, sensor infravermelho, som estéreo, Bluetooth 5.2 Leitor de digitais sob o display, NFC, Wi-Fi 5, som mono, sensor infravermelho, Bluetooth 5.1

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.