Mi 11i vs Mi 10T Pro: qual geração de baratinhos tem maior custo-benefício?

Mi 11i vs Mi 10T Pro: qual geração de baratinhos tem maior custo-benefício?

Por Gustavo de Lima Inacio | Editado por Wallace Moté | 30 de Março de 2021 às 11h10
Reprodução/Xiaomi

No final deste mês de março a Xiaomi realizou um evento onde apresentou diversos novos produtos para o público geral, e entre eles estava o Mi 11i, modelo que é uma versão internacional do já conhecido Redmi K40 Pro Plus, oficializado pela chinesa em fevereiro. O top de linha tem vários destaques, e entre eles vemos o Snapdragon 888, processador mais poderoso para os dispositivos Android da atualidade.

Ainda assim, ele tem um preço mais baixo em relação a alguns dos seus irmãos de família, mesmo mantendo características técnicas poderosas, como a câmera de 108 MP. Mas como ele se sai numa comparação com o Mi 10T Pro, seu irmão mais velho, que faz parte da geração anterior e tem uma proposta parecida? O Canaltech te ajuda a responder essa pergunta.

Design e construção

Os dois são smartphones que possuem um acabamento digno de sua categoria. Eles possuem lateral em alumínio e traseira em vidro. O Mi 10T Pro tem um módulo retangular no canto superior esquerdo que guarda as suas três câmeras traseiras e o flash de LED. Detalhe para o envólucro que tem um visual mais retangular. No caso do Mi 11i, vemos uma organização muito parecida, mas o módulo tem cantos mais curvados, ainda posicionado no canto superior esquerdo traseiro.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Xiaomi Mi 11i (Imagem: Divulgação/Xiaomi)

Na frente, ambos possuem uma tela plana com bom aproveitamento frontal. Porém, vemos diferença no posicionamento do furo para a câmera frontal. Enquanto o Mi 11i tem a câmera centralizada, o Mi 10T Pro tem ela no canto superior esquerdo do display. Ambos possuem vidro Gorilla Glass 5, e diferente do Mi 11 Pro e Mi 11 Ultra, anunciados junto do Mi 11i, eles não possuem certificação contra água e poeira.

Outra coisa que é interessante notar é o leitor de impressões digitais, presente em ambos os modelos e integrado no botão liga/desliga na lateral direita dos aparelhos, com os botões de volume mais e menos logo acima. Eles possuem infravermelho no topo para controlar dispositivos compatíveis, como TVs e dispositivos de refrigeração como ar-condicionado, por exemplo. Infelizmente, nenhum possui conexão P2 de 3,5 mm para fones de ouvido.

Xiaomi Mi 10T Pro (Imagem: Divulgação/Xiaomi)

Fisicamente, eles possuem tamanhos parecidos. O modelo mais recente, o Mi 11i, conta com dimensões de 163,7 x 76,4 x 7,8 mm e pesa 196 gramas. Por outro lado, o Mi 10T Pro tem as dimensões de 165,1 x 76,4 x 9,3 mm, pesando um pouco mais que o irmão, mais precisamente 218 gramas.

Tela

  • Xiaomi Mi 11i: Super AMOLED de 6,67 polegadas, resolução de 1080 x 2400 pixels, taxa de atualização de 120 Hz;
  • Xiaomi Mi 10T Pro: IPS LCD de 6,67 polegadas, resolução de 1080 x 2400 pixels, taxa de atualização de 144 Hz.

Os dois smartphones possuem telas com aspectos parecidos, mas se diferenciam em detalhes importantes. O Mi 11i chega ao mercado com uma tela de 6,67 polegadas, assim como o irmão Mi 10T, e ambos também compartilham a mesma proporção de 20:9. Além disso, os dois possuem a mesma resolução, que é Full HD+ (2400x1080 pixels), e têm suporte a HDR10+.

A diferença fica para a tecnologia utilizada em cada tela. O Mi 10T Pro usa um painel IPS LCD, conhecido por ter cores mais suaves e também por ter tons de brancos mais parecidos com o que é na vida real. O Mi 11i, por outro lado, tem pretos profundos, por conta da natureza da tela AMOLED, que desliga os pixels para exibir tons escuros, oferecendo também cores mais vibrantes.

Xiaomi Mi 10T Pro e sua tela de 144 Hz (Imagem: Reprodução/Xiaomi)

Além disso, existe a diferença no nível de brilho máximo, que é de 650 nits no dispositivo apresentado no ano passado, enquanto no mais recente é de até 1300 nits. Com isso, o Mi 11i pode se sair melhor em ambientes mais ensolarados, permitindo ver melhor a tela mesmo com incidência direta de luz.

Por fim, outra diferença é na taxa de atualização de cada tela. Apesar de ambos terem taxa maior do que o padrão, que é 60 Hz, cada um conta com um valor diferente. O Mi 11i atualiza a tela 120 vezes por segundo, enquanto o Mi 10T Pro atualiza o painel 144 vezes por segundo. Na prática, isso significa que o Mi 10T Pro oferece mais fluidez em navegação no sistema e jogos compatíveis, mesmo que essa diferença seja pequena e insignificante para algumas pessoas.

Câmeras

  • Xiaomi Mi 11i: 108 MP (principal, f/1.8) + 8 MP (ultrawide, f/2.2) + 5 MP (telemacro, f/2.4) + 20 MP (frontal, f/2.5);
  • Xiaomi Mi 10T Pro: 108 MP (principal, f/1.7) + 13 MP (ultrawide, f/2.4) + 5 MP (telemacro, f/2.4) + 20 MP (frontal, f/2.2);

Infelizmente, não é possível fazer um comparativo efetivo de câmeras entre os dois aparelhos, uma vez que o Canaltech ainda não colocou as mãos neles. No entanto, pelo menos na teoria os dois prometem serem modelos interessantes no quesito fotografia.

Os smartphones compartilham o sensor fotográfico Samsung ISOCELL HM2, de 108 megapixels, mas o Mi 10T Pro possui a vantagem de possuir estabilização óptica de imagem (OIS), que ajuda a evitar as tremidas indesejadas nas fotos. Esse poderoso sensor possui uma técnica que é conhecida como NonaCell, que mescla nove pixels próximos em um só para conseguir uma imagem mais bem definida (mas de menor resolução).

Xiaomi Mi 11i (Imagem: Divulgação/Xiaomi)

Eles compartilham também uma câmera telemacro de 5 MP, para fotografia de objetos a poucos centímetros de distância com um grande nível de nitidez. Mas, apesar de terem câmeras ultra grande angular, elas são diferentes. O Mi 11i tem uma de 8 MP com abertura f/2.2, enquanto o Mi 10T Pro tem uma de 13 MP com abertura f/2.4. Por fim, apesar de terem câmeras frontais de 20 MP, as fotos do Mi 11i tendem a ser mais escuras, por ter uma abertura menor, de f/2.5, contra f/2.2 do Mi 10T Pro.

Processamento e memória

  • Xiaomi Mi 11i: Qualcomm Snapdragon 888 (1x2.84 GHz Kryo 680 & 3x2.42 GHz Kryo 680 & 4x1.80 GHz Kryo 680);
  • Xiaomi Mi 10T Pro: Qualcomm Snapdragon 865 (1x2.84 GHz Kryo 585 & 3x2.42 GHz Kryo 585 & 4x1.80 GHz Kryo 585);

Os dois são celulares com chipset topo de linha, mas o Snapdragon 865 é o representante dos modelos de 2020, enquanto o Snapdragon 888 é o mais forte que a Qualcomm tem guardado para 2021. Portanto o desempenho não deve ser considerado um fator decisivo de compra.

Ambos são aparelhos com clock máximo de 2,84 GHz, mas enquanto o Snapdragon 865 do Mi 10T Pro é de 7 nm, o Snapdragon 888 do Mi 11i é de 5 nm, e com isso deve ter melhor eficiência energética. Outra diferença importante no caso do Snapdragon 888 é a utilização de núcleos Kryo 680, mais recentes e mais fortes que os núcleos Kryo 585 do Snapdragon 865.

Xiaomi Mi 10T Pro (Imagem: Reprodução/Xiaomi)

Os dois smartphones ainda compartilham as mesmas opções de memória, onde no armazenamento interno usam tecnologia UFS 3.1, uma das mais rápidas da atualidade para smartphones. Eles contam com 8 GB de memória RAM e são oferecidos em versões com 128 GB ou 256 GB de armazenamento interno, que infelizmente não possui expansão através de um cartão micro SD.

Bateria

A bateria dos dois é um pouco diferente. A Xiaomi optou por adicionar no Mi 10T Pro uma de 5.000 mAh de capacidade, enquanto no Mi 11i ela colocar uma menor, de "apenas" 4.520 mAh. Felizmente os dois aparelhos possuem suporte a carregamento rápido por fio de 33 watts. Teoricamente, o Mi 10T Pro deve ser um smartphone com algumas horas a mais de duração, mas isso só pode ser confirmado com testes.

Mi 11i vs Mi 10T Pro: qual vale mais a pena?

Xiaomi Mi 10T Pro (Imagem: Reprodução/Xiaomi)

Eles se parecem em algumas coisas, mas se diferem em outras, cada um com suas vantagens e desvantagens quando comparados entre si. Eles possuem a mesma resolução de tela, mesma câmera principal e macro, mesmas opções de memória e tamanhos parecidos. O Mi 11i, por um lado, tem um visual que lembra mais os smartphones mais recentes, tela com tecnologia Super AMOLED e brilho mais alto, assim como uma maior performance para o longo prazo.

Por outro lado, o Mi 10T Pro chega com tela com maior taxa de atualização, tem uma câmera ultra grande angular de 13 megapixels contra uma de 8 MP do irmão mais novo, tem uma câmera frontal com maior abertura e uma bateria que, no papel, tende a durar mais tempo.

De qualquer forma, no geral, as diferenças efetivamente só são encontradas nos detalhes, e algumas coisas podem acabar pesando mais do que outras na hora da compra. Dessa forma, o ideal é observar qual tem o conjunto que mais te agrada e qual está mais barato antes de bater o martelo da decisão.

Mi 11i: ficha técnica

  • Tela: AMOLED 6,67 polegadas FullHD+ com 120 Hz de taxa de atualização
  • Chipset: Qualcomm Snapdragon 888;
  • Memória RAM: 8 GB LPDDR5 UFS3.1;
  • Armazenamento interno: 128 GB ou 256 GB;
  • Câmera traseira: 108 MP (principal, HM2) + 8 MP (ultrawide) + 5 MP (macro);
  • Câmera frontal: 20 MP;
  • Peso: 196 gramas;
  • Bateria: 4.520 mAh;
  • Extras: recarga rápida de 33 W, Dolby Atmos, alto-falantes estéreo, registro de tela em 360 Hz.
  • Cores disponíveis: preto, branco, azul;
  • Sistema operacional: MIUI 12 sob o Android 11.

Mi 10T Pro: ficha técnica

  • Tela: 6,67 polegadas LCD, resolução de 1.080 x 2.400 pixels, taxa de atualização de 144 Hz;
  • Chipset: Qualcomm Snapdragon 865 5G
  • Memória RAM: 8 GB;
  • Armazenamento interno: 128 GB / 256 GB;
  • Câmera traseira: 108 MP + 13 MP + 5 MP;
  • Câmera frontal: 20 MP;
  • Dimensões: 165,1 x 76,4 x 9,33 mm;
  • Peso: 218 gramas;
  • Bateria: 5.000 mAh;
  • Extras: recarga com fio de 33 W, 5G, leitor de digitais na lateral, áudio estéreo, NFC, comunicação por infravermelho, Dual SIM, capa bactericida;
  • Cores disponíveis: azul, prata e preto;
  • Sistema operacional: Android 10, com personalização MIUI 12.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.