Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Review ASUS Dual GeForce RTX 4070 | GPU para jogar em QHD, mas um pouco cara

Por| Editado por Jones Oliveira | 06 de Julho de 2024 às 15h00

Link copiado!

Review ASUS Dual GeForce RTX 4070 | GPU para jogar em QHD, mas um pouco cara
Review ASUS Dual GeForce RTX 4070 | GPU para jogar em QHD, mas um pouco cara

Antes bem escasso e mais caro, o segmento de placas de vídeo para rodar games em 1440p ficou recheado nos últimos anos. Com foco em rodar games a uma alta taxa de quadros, a NVIDIA lançou a GeForce RTX 4070 há algum tempo, mas só agora tivemos a oportunidade de enfim testar esse cobiçado modelo.

Para testes, utilizamos a RTX 4070 ASUS Dual, um modelo mais simples da categoria, mas que consegue extrair bem o potencial do chip. Essa variante trabalha com design dual-slot, apenas duas ventoinhas e consegue números bem interessantes quando comparada a suas irmãs maiores. Contudo, ainda é vendida com preços bem acima da sua principal rival no segmento.

Continua após a publicidade

Design

Apostando no simples, a GeForce RTX 4070 ASUS Dual opera em um porte pequeno para caber em quase todos os gabinetes. Esse modelo possui apenas 26,7 cm de comprimento por 13 cm de profundidade e 5,1 cm de espessura, sendo uma opção no padrão médio das placas de vídeo e figurando na categoria “de entrada” desse chip, uma vez que outros projetos da própria ASUS são bem mais parrudos.

Isso está longe de ser um demérito, uma vez que essa placa de vídeo não deixa a desejar em meus testes. Inclusive, é uma boa pedida para quem não é fã de GPUs cheias de detalhes, pois a RTX 4070 ASUS Dual tem um visual mais neutro em preto com alguns entalhes e desenhos pontuais na carcaça, sem exageros.

Com um corpo majoritariamente feito em plástico, essa placa ainda conta com um acabamento translúcido na parte frontal. Isso significa não haver nenhum tipo de LED RGB para ser customizado.

A parte lateral dessa RTX 4070 abriga um pequeno interruptor dual-BIOS para modo padrão ou com overclock, além do espaço para alimentação de energia. Sobre esta parte, o modelo Dual opera com um único conector de oito pinos, já que tanto o chip quando o projeto da ASUS não são muito exigentes em consumo energético. 

Já o exterior da GPU possui as tradicionais conexões para vídeo. Nesse caso, o componente tem duas portas HDMI 2.1 e duas DisplayPort 2.1, uma combinação ideal para o usuário padrão.

Continua após a publicidade

Construção

Apesar de simples e compacta, a RTX 4070 ASUS Dual é competente no que se propõe a fazer. O modelo apresenta uma carcaça firme majoritariamente construída em metal na parte frontal, inclusive com uma camada translúcida que permite a visualização interna de parte dos componentes.

Já a parte traseira, por outro lado, conta com um backplate metálico parrudo que ajuda na dissipação de calor e também dá um charme na montagem. Esse backplate, inclusive, tem certos recortes até mesmo para o próprio chip, além de um heatsink alongado.

Continua após a publicidade

A dupla de ventoinhas tem pouco mais de 9 cm de diâmetro com 11 pás. Essas fans usam tecnologia Axial com hub menor, que centraliza e aumenta o fluxo de ar para dar mais dinamismo na operação e explica o formato alongado das pás. Vale mencionar que a rotação das ventoinhas é bem silenciosa mesmo quando em alta carga.

Especificações técnicas

Com foco em ser dominante na resolução Quad HD, a RTX 4070 foi lançada em um contexto em que a geração RTX 40 só tinha as RTX 4080 e RTX 4090 no portfólio da NVIDIA. Hoje, o cenário é outro, visto que o time verde já tem as RTX 4070 SUPER, RTX 4070 Ti SUPER, além da RTX 4070 Ti tradicional também antiga.

Analisando puramente a 4070, essa placa trabalha com o chip AD104, ou seja, o mesmo silício das RTX 4070 Ti, 4070 SUPER e até mesmo da RTX 4060 Ti, mas com certas partes ativadas ou desativadas. Seja como for, o AD104 é produzido na litografia de 5 nm da TSMC e apresenta 5.888 núcleos CUDA, 29 shader cores, 67 TFLOPS de núcleos RT e 466 AI TOPS por parte dos Tensor Cores.

Continua após a publicidade

A variante RTX 4070 ASUS Dual tem alguns refinamentos em relação ao modelo base por contar com frequência em boost de 2.520 MHz ou a 2.550 MHz em seu modo overclockado. Isso representa um aumento singelo de 2%.

Sobre as memórias, a RX 4070 tem 12 GB de memória VRAM por meio de uma interface de 192-bit, velocidade máxima de 21 Gbps e largura de banda de 504,2 GB/s. Os números são superiores ao que vemos em sua principal concorrente, a Radeon RX 7700 XT, embora não seja uma diferença abismal.

Muito se debate se esses 12 GB são suficientes para aguentar a resolução 1440p. Durante todos os meus testes com essas e outras GPUs, posso afirmar que sim, é suficiente. Contudo, tarefas de nível profissional requerem uma quantidade de memória superior, como 16 GB ou 20 GB, para renderização de assets complexos.

Continua após a publicidade

Setup de testes

No Canaltech, a GeForce RTX 4070 ASUS Dual foi avaliada em uma bancada de testes baseada no processador Intel Core i9-13900K com 32 GB de memória RAM DDR5-6.400 e um SSDNVMe PCIe 4.0. Confira o setup completo de testes:

Continua após a publicidade

Desempenho em jogos

Por ser um modelo que já está ficando para trás na fila de GPUs da NVIDIA, a RTX 4070 ASUS Dual frequentemente é inferior em comparação aos modelos SUPER e certamente ao modelo Ti. Por serem da mesma família as diferenças não são gigantescas, mas ainda assim são consideráveis a ponto de impactarem na escolha do produto final que você colocará no carrinho.

Em contrapartida, a RTX 4070 fica pau a pau com a Radeon RX 7700 XT da rival AMD. Como veremos nos próximos parágrafos, a semelhança é muito grande em 1440p, mas há ganhos claros para a 4070 em situações de uso profissional ou em games/testes com uso de Ray Tracing.

Para entender melhor sobre isso, rodamos a tradicional bateria de testes presente no 3DMark. Nos benchmarks em DirectX 11, ou seja, toda a linha do Fire Strike, há um empate técnico entre a RTX 4070 ASUS Dual e a GIGABYTE Radeon RX 7700, enquanto os demais modelos da 4070 catapultam diferenças de 23%.

Continua após a publicidade

Essa diferença parruda para as demais RTX 4070 é sentida principalmente na ponta dos gráficos com a RTX 4070 Ti e um pouco menos com o modelo SUPER. Os testes do Time Spy, Speed Way e Port Royal mantêm essa disparidade, onde o chip mais forte naturalmente se sai melhor.

Aliás, isso é um critério de desempate da RTX 4070 ASUS Dual para a GIGABYTE RADEON RX 7700 XT, uma vez que os testes do Speed Way e Port Royal pendem para a NVIDIA. O motivo está na utilização de tecnologias como o Ray Tracing e mesh shaders, oferecendo vantagens entre 20 e 40% para o lado verde.

Desempenho em jogos (1080p)

Continua após a publicidade

Em situações reais nos games, a RTX 4070 ASUS Dual se sai obviamente muito bem. Contudo, cai naquele famoso caso de GPU poderosa demais para essa resolução. Os testes, em boa parte, mostram outro empate com a RX 7700 XT — que se repetirá constantemente — e confirma o fato de ser um produto que funciona em Full HD apenas para quem quer jogar a mais de 144 Hz em todos os cenários.

Vale mencionar que diferente dos meus testes com a RX 7700 XT, que senti um leve gargalo da GPU em 1080p, isso não aconteceu com a RTX 4070. Claro que muitos fatores podem estar envolvidos nessa equação, mas ela parece um pouco mais preparada para o FHD do que sua concorrente, embora isso não importe tanto, já que o foco é o Quad HD.

Desempenho em jogos (1440p)

Continua após a publicidade

Na centralidade de seu poder, a RTX 4070 ASUS Dual consegue se destacar na resolução em que foi projetada. Os resultados são bem convincentes e mostram uma placa parruda para jogar em Quad HD, que diminui sua inferioridade em relação aos modelos do topo do gráfico.

Sobre isso, a RTX 4070 regular fica cerca de 20% atrás da 4070 SUPER e é 25% inferior em relação à RTX 4070 Ti. Esses resultados mostram dois cenários muito bem definidos para esse segundo semestre de 2024. O primeiro é que a NVIDIA alavancou essa RTX 4070 SUPER, que parece compensar muito bem, enquanto a RTX 4070 Ti já parece não valer a pena por conta do seu preço exacerbado.

A briga com a Radeon RX 7700 XT é uma tônica durante todos os testes e mostra como as duas placas são boas opções para QHD — com ressalvas. Os pontos de maior disparidade são em Ashes of the Singularity eRed Dead Redemption 2, com diferenças entre 10 a 30 FPS, respectivamente.

Continua após a publicidade

Com métodos de upscaling ativados, como o DLSS, FSR e XeSS, a situação em 1440p melhora e estabiliza uma jogatina bem suave. Tanto o DLSS sozinho, quanto a tecnologia de Frame Generation, catapultam a jogatina para uma excelente taxa de quadros, fazendo até mesmo com o pesado Alan Wake 2 rode a 130 FPS, mas ainda bem atrás dos modelos SUPER e Ti.

Em geral, o resultado é muito satisfatório, mas não o suficiente para dar muita vantagem para a RTX 4070. A exceção é o Frame Generation da NVIDIA, que dá um banho no FSR tradicional da AMD. Contudo, não podemos nos apoiar somente nessa tecnologia, a qual é um bônus, e nem esquecer que a própria AMD tem seu AFMF (AMD Fluid Motion Frames), mas que ainda não conta com ampla disponibilidade em games. 

Desempenho em jogos 4K (2160p)

Partindo para a complicada resolução do 4K, as coisas já ficam mais apertadas. A RTX 4070 ASUS Dual cai na mesma situação da RX 7700 XT: uma placa que tem condição de rodar a 30 FPS em títulos mais complexos, como Alan Wake 2, enquanto leva os 60 quadros por segundo tranquilamente em jogos menos exigentes, como Far Cry 6.

Esses resultados demonstram que o chip até tem força para o 4K, mas não foi feito para ele. Inclusive, nenhum dos modelos testados pelo Canaltech têm poder, com uma possível exceção da RTX 4070 Ti SUPER, que ainda não tivemos a oportunidade de testar. Em todo caso, se você quer performance bruta nativa para encarar a resolução 2160p, a recomendação é mirar modelos como as Radeon RX 7900 ou mesmo uma RTX 4080 — com preço bem salgado.

Um cenário de mudança só acontece quando colocamos as técnicas de upscaling em jogo. Tanto o DLSS quanto o FSR sobem a média de FPS para perto ou acima dos 60 frames, proporcionando um gameplay estabilizado e muito mais fluido. Isso é bem perceptível em Alan Wake 2 e Cyberpunk 2077, que ficam melhores especialmente com o Gerador de Quadros da NVIDIA.

Criação de conteúdo

Assim como suas irmãs maiores, a GeForce RTX 4070 ASUS Dual se sai muito bem em criação de conteúdo. Na verdade, o modelo superou até a variante SUPER da Zotac que testamos e permaneceu em segundo lugar em testes de imagem e vídeo. Para saber esses dados, usamos o benchmark do Procyon focado nos softwares Adobe Photoshop, Lightroom Classic e Premier Pro.

Os resultados não são nenhum tipo de surpresa, visto que historicamente a NVIDIA se sai melhor nesse tipo de atividade. Diferente do que se pensa, os 12 GB de VRAM não foram um impeditivo nos testes, já que superaram a Radeon RX 7600 XT com seus 16 GB e um chip bem inferior no benchmark de vídeo.

Isso proporciona uma vantagem de 11% sobre a Radeon RX 7700 XT, que mesmo não sendo um número alto, aponta diferenças. Vale lembrar que os testes sintéticos são apenas um parâmetro, e no uso prático um profissional pode nem perceber essas variações.

Testes profissionais e IA

Partindo para uma sessão mais complicada, chegou a hora de testar a RTX 4070 ASUS Dual em cargas de trabalho profissionais. Como já era esperado, essa GPU fica quase sempre nas três primeiras posições do gráfico ou se embola em empates ou margens apertadas em relação aos demais modelos.

Os testes desse segmento foram feitos com o Blender, Cinebench, V-Ray e o Specviewperf. No Blender e Cinebench não há grandes surpresas e a 4070 segue a tendência de atropelar a AMD em mais de 50%, enquanto mantém a distância habitual para as suas variantes. Essa lógica continua em todos os testes do V-Ray, que não contempla as Radeon ou Intel Arc, mas gera resultados até bem decepcionantes para a RTX 4070.

É no Specviewperf onde as coisas começam a se embolar mais. Mesclando testes em Full HD e 4K, a RTX 4070 ASUS Dual se sai muito bem no 3DSMax e fica em uma posição surpreendente no Solidworks. Os testes são de nível alto para áreas como engenharia e medicina, focadas na visualização 3D avançada.

Passando para inteligência artificial, novamente as NVIDIA se destacam e a RTX 4070 não faz feio. De maneira previsível, o modelo permanece na terceira posição do gráfico e abre uma vitória de 68% em Float16 com o teste do AI WinML e 52% no Int, enquanto a base de dados em Float32 tem menos vantagens contra a RX 7700 XT.

Já nos benchmarks que envolvem os núcleos tensores, a situação é bem menos empolgante. A RTX 4070 ASUS Dual fica na terceira posição e é seguida pelos dois modelos mais potentes, enquanto a fraca RTX 4060 fica em último, sem nenhuma surpresa.

Consumo e temperatura

Após os testes em aplicações reais, é o momento de comentar sobre o consumo da RTX 4070 ASUS Dual. Novamente os benchmarks são cercados de previsibilidade, mas aqui as notícias são bem mais animadoras.

Por meio do teste de stress do Time Spy Extreme, mensuramos que essa placa de vídeo trabalha com pico máximo de 200 W em uma situação pesada. Em games esse número não chega a ser concreto, mas observei que a GPU atingia a casa dos 190 W em títulos mais pesados. Considerando o seu TDP (Thermal Design Power) de 200 W, tudo parece estar em ordem e ser bem condizente com as especificações.

As temperaturas são interessantes para o projeto que a ASUS investiu. Por ser pequena e com apenas duas ventoinhas, minha expectativa era de uma placa esquentadinha, mas meus testes mostram um pico máximo de 66 °C em carga máxima e 42 °C em idle. 

Concorrentes diretos

A GeForce RTX 4070 tem preço mínimo perto dos R$ 3.500, valor no qual a RTX 4070 ASUS Dual usada nesta análise é encontrada. O problema é que essa GPU oferece o mesmo desempenho em 1440p nativo que a Radeon RX 7700 XT, que custa bons R$ 2.800 no varejo brasileiro e segue como uma opção mais sólida em custo-benefício. Outro fator que pesa contra a placa da NVIDIA é a concorrência interna, pois a RTX 4070 SUPER é mais de 20% melhor que a versão tradicional e custa entre 8 e 17% a mais.

Vale a pena comprar a RTX 4070 ASUS Dual?

A RTX 4070 ASUS Dual vale a pena para quem quer comprar uma boa placa de vídeo em promoção para jogar games em Quad HD (1440p). O chip tem força suficiente para essa resolução e ainda é uma opção forte para criadores de conteúdo, especialmente aqueles que querem um projeto pequeno, mas bem construído, como esse da ASUS.

A RTX 4070 ASUS Dual não vale a pena para quem quer pagar pouco em uma placa de vídeo para rodar games em Quad HD, já que o preço da GPU continua salgado. Inclusive, parece valer mais a pena gastar um pouco mais e pular direto para a RTX 4070 SUPER, que entrega um nível de desempenho maior.

Conclusão

Mesmo assim, é inegável que a RTX 4070 é uma placa competente para jogar em Quad HD. No entanto, o lançamento das revisões SUPER e Ti SUPER tornam essa placa mais difícil de recomendar, principalmente com esses preços. Mas caso você ache esse modelo por valores mais próximos aos R$ 3.000, então é uma opção muito válida para considerar.