Franquias da Activision Blizzard que serão da Microsoft

Franquias da Activision Blizzard que serão da Microsoft

Por Lucas Arraz | Editado por Bruna Penilhas | 18 de Janeiro de 2022 às 15h56
Reprodução/Montagem/Activision Blizzard/Xbox Game Studios

A compra da Activision Blizzard Inc. pela Microsoft torna a empresa mãe da marca Xbox a terceira maior companhia da indústria dos videogames — caso aprovada, a aquisição custará impressionantes US$ 68,7 bilhões, cerca de R$ 379 bilhões em conversão direta. Com a fusão das empresas programada para acontecer em 2023, jogos de franquias como Diablo, Call of Duty e Crash serão da Microsoft. Resta saber se a dona do Xbox seguirá o exemplo do que fez após a aquisição da Bethesda Softworks e transformará franquias da Activision Blizzard como exclusivas do console da casa.

Enquanto o tópico de exclusividade ainda permanece com muitas perguntas e poucas respostas, vale entender o que ganha a Microsoft com a compra da Activision Blizzard. Por isso, o Canaltech listou a seguir as franquias ativas da companhia que farão parte do Xbox uma vez que a aquisição for finalizada.

Vale lembrar que, ao longo dos anos, a Activision publicou diversas propriedades intelectuais que não pertencem a empresa e, portanto, não farão parte do panteão da Microsoft. É o caso de Sekiro: Shadows Die Twice, cujos direitos pertencem a FromSoftware.

Atualmente, a Activision Blizzard atrai mais de 400 milhões de jogadores mensalmente em 190 países. A companhia ainda gerencia outras empresas, a exemplo da desenvolvedora mobile King (Candy Crush), e estúdios como a Toys For Bob (Crash Bandicoot 4: It's About Time) e Vicarious Visions (Tony Hawk's Pro Skater 1 + 2).

Franquias da Activision que serão da Microsoft

Call of Duty

COD: Mobile alavancou números da Activision em 2021 (Imagem: Divulgação/Activision)

O shooter anual da Activision é uma das franquias mais sólidas da indústria dos videogames e vive um ótimo momento. COD: Mobile ultrapassou 500 milhões de downloads em 2021, faturando US$ 1 bilhão, aproximadamente R$ 5,5 bilhões, somente no primeiro trimestre. Além da versão para celulares e dos jogos para consoles, o online COD: Warzone foi responsável por triplicar o número de jogadores de toda a franquia.

Crash Bandicoot

Série de jogos de plataforma criada pela dupla fundadora da Naughty Dog (The Last of Us), Crash Bandicoot se tornará um mascote da Microsoft (quem diria!). A franquia estreou em 1996 e conta com 18 jogos lançados e mais de 50 milhões de cópias vendidas. O lançamento mais recente é Crash Bandicoot 4: It's About Time.

Spyro the Dragon

Outro mascote que fará parte do panteão da Microsoft, Spyro curiosamente pertencia a Sony, até ser adquirido pela Activision em 2008. Fica a dúvida se veremos um 15° jogo da franquia lançado para consoles Xbox no futuro. Por muito tempo, os games de Spyro ficaram nas mãos da Insomniac Games, estúdio que desenvolve jogos do Homem-Aranha para consoles PlayStation.

Tony Hawk’s Pro Skater

Tony Hawk's Pro Skater é a série de jogos de skate criada e publicada pela Activision. O primeiro jogo foi lançado em 1999 e, após um longo período de pausa com novos títulos, a franquia renasceu em 2020 com a remasterização Tony Hawk's Pro Skater 1 + 2, muito elogiada pelos fãs e pela crítica especializada.

Guitar Hero

A Activision enterrou a franquia Guitar Hero na última década, após o licenciamento de músicas se tornar caro demais e as guitarras perderem espaço no mercado de periféricos para controles de movimento. Mesmo sem a expectativa de novos jogos, quem sabe a Microsoft não pode reviver a franquia no futuro?

Franquias da Blizzard que serão da Microsoft

Diablo

Os escândalos envolvendo assédio moral e sexual dentro da Activision Blizzard jogaram a aguardada sequência Diablo IV em um limbo, com diversos projetistas afastados do desenvolvimento em meio a investigações. Com a fusão com a Microsoft, a Blizzard passa a reportar a divisão Xbox e a esperança é que o desenvolvimento do jogo retorne ao eixo com uma melhor cultura para os desenvolvedores.

Overwatch

Falando em limbo, outra franquia que enfrenta uma forte baixa é Overwatch. Sem notícias concretas sobre a sequência Overwatch 2 e diversos afastamentos na equipe de desenvolvimento, a franquia chegará à Microsoft apenas como uma sombra do que foi um dia.

Warcraft e World of Warcraft

Títulos que fazem parte do expansivo universo de Warcraft e World of Warcraft não chegam a Microsoft em sua melhor forma, mas é inegável que são uma grande aquisição. Por anos, World of Warcraft liderou o mercado dos MMORPG, até perder espaço para Final Fantasy XIV.

Hearthstone

Hearthstone é um jogo de cartas ambientado no universo de World of Warcraft. Com mecânicas de RPG tático, jogadores montam baralhos e se desafiam em contratos gerados aleatoriamente. O jogo segue recebendo atualizações e expansões com melhorias e conteúdos inéditos.

Starcraft

StarCraft é a franquia de estratégia em tempo real da Blizzard Entertainment, responsável pelos primeiros campeonatos de esportes eletrônicos do mundo. No início dos anos 2000, o jogo de ficção científica ganhou campeonatos televisionados na Coreia do Sul, abrindo caminho para a solidificação do mercado.

Heroes of The Storm

Heroes of the Storm coloca personagens e cenários de séries como Warcraft, Diablo, StarCraft e Overwatch em confrontos multiplayer online de 5 jogadores contra outros 5. O jogo foi desenvolvido a partir de um mod de Warcraft III criado pela comunidade e mantém a jogabilidade de estratégia do clássico da Blizzard Entertainment. Entretanto, o game está praticamente abandonado e aparece entre os destaques da Blizzard há alguns anos.

Franquias da King que serão da Microsoft

Candy Crush

Candy Crush é um clássico para celulares que movimenta até US$ 3 milhões por dia. Somente em 2021, as receitas do game cresceram 20%, consolidando o jogo de estratégia e combinação de doces como a franquia mais lucrativa de lojas de aplicativos nos Estados Unidos. A jogabilidade de Candy Crush foi replicada em muitos outros projetos da King, como Diamond Diaries e Pet Rescue Saga.

Bubble Witch Saga

Seguindo os passos de jogabilidade de Candy Crush e mirando no sucesso comercial do jogo, Bubble Witch Saga é outro título da King disponível para dispositivos Android, iOS e também no Facebook. No game, o jogador lança bolhas em outras da mesma cor, com objetivo de eliminá-las.

Farm Heroes

Farm Heroes é o Candy Crush de fazendinha. Para evitar que o guaxinim Rançoso acabe com plantações, o jogador deve combinar cultivos para superar fases em dispositivos móveis Android, iOS e também no Facebook

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.