Microsoft oficializa compra da Bethesda e sugere que jogos serão exclusivos Xbox

Por Wagner Wakka | 09 de Março de 2021 às 12h50
Divulgação/ Microsoft

A Bethesda agora é oficialmente da Microsoft. A Comissão Europeia, que regula o mercado no continente, e a Securities and Exchange Commission (SEC), dos Estados Unidos, aprovaram a compra da ZeniMax por US$ 7,5 bilhões pela gigante de tecnologia, acordo anunciado já ano passado.

A ZeniMax é a empresa que detém algumas marcas grandes do mundo dos games, sendo a principal, a Bethesda. No ano passado, a Microsoft fez a movimentação de compra da companhia, mas ainda era necessária a aprovação de órgão regulatórios.

O documento que permite o acordo foi divulgado pela Comissão Europeia no último dia 5 de março, sem que haja necessidade de alguma modificação nas negociações. A aprovação da SEC já havia sido compartilhada uma semana antes. Com isso as empresas podem começar seu trabalho de fusão.

O que muda? 

Em comunicado, a Microsoft deu as boas-vindas para a Bethesda. “Hoje, concluímos oficialmente a aquisição da ZeniMax Media – controladora da Bethesda Softworks. É uma honra dar as boas-vindas a esses oito estúdios de desenvolvimento incrivelmente talentosos – Bethesda Game Studios, id Software, ZeniMax Online Studios, Arkane, MachineGames, Tango Gameworks, Alpha Dog e Roundhouse Studios – e suas comunidades globais para a família Xbox”, disse Phil Spencer, chefe da divisão Xbox.

Com a confirmação, a empresa pode, agora, falar mais sobre os planos com a nova companhia adquirida. Um dos pontos em aberto até então era se os jogos destes estúdios passariam a ser exclusivos de Xbox nos consoles. Segundo Spencer, alguns deles serão em breve.

“Os jogadores precisam saber que os consoles Xbox, os PCs e o Game Pass serão o melhor lugar para experimentar os novos jogos Bethesda, incluindo alguns títulos que, no futuro, serão exclusivos para jogadores de Xbox e PC”, pontuou.

A Microsoft tem comprado uma série de estúdios nos últimos anos, com o objetivo de garantir mais exclusivos para sua plataforma. A ZeniMax é quem publica títulos como Skyrim, Fallout, Wolfenstein, DOOM entre outro.

Além disso, Spencer aproveitou a oportunidade de homenagear Robert A. Altman, fundador da ZeniMax Media, falecido em fevereiro de 2011. “Vou perder a oportunidade de trabalhar diretamente com ele, no futuro de nossas equipes combinadas, mas sei que seu espírito viverá no trabalho compartilhado que realizamos e nos motivará a fazer dessa parceria tudo o que ele imaginou”,

Fonte: Comissão Europeia, Microsoft

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.