Óculos de realidade mista da Apple podem ter chip M2 e 16 GB de RAM

Óculos de realidade mista da Apple podem ter chip M2 e 16 GB de RAM

Por Lupa Charleaux | Editado por Wallace Moté | 27 de Junho de 2022 às 10h33
Reprodução/Ian Zelbo

Em breve, os óculos de realidade mista da Apple devem inaugurar a próxima categoria de produtos da marca. Recentes informações revelam que o dispositivo que mistura realidade virtual (VR) e aumentada (AR) pode ser equipado com o novo processador M2 e ter uma considerável capacidade de RAM.

Mark Gurman, jornalista da Bloomberg e fonte confiável sobre assuntos da Apple, trouxe atualizações sobre as supostas especificações headset AR/VR na newsletter Power On desta semana. Diferente do que foi divulgado anteriormente, o acessório deve ser equipado com o recente processador M2 em vez de uma versão modificada do M1 Pro.

Embora não seja tão poderoso quanto o M1 Pro ou M1 Max, o M2 consegue entregar um desempenho aceitável ao processar e renderizar conteúdo de realidade mista. O chipset também consome menos energia do que as variantes superiores e, com isso, não exige uma solução elaborada de resfriamento para o headset.

Suposto visual do headset de realidade mista da Apple (Imagem: Canaltech/Ian Zelbo)

Processador extra para atividades básicas

Gurman sugere que os óculos AR/VR devem adotar a versão base do M2, um processador com uma GPU de 8 núcleos em vez de um modelo com 10 núcleos. Por outro lado, o dispositivo pode ter 16 GB de memória RAM.

Isso significa que o headset não terá dificuldades para renderizar texturas e imagens de alta resolução. Para maior velocidade de carregamento do acessório de realidade mista, a Apple pode manter o sistema de RAM unificada com suporte padrão LPDDR5.

Além do M2, antigos rumores indicam que os óculos AR/VR da gigante de Cupertino podem ter um chipset extra. Aparentemente, o aparelho terá um processador com arquitetura de 5 nm e outro com litografia de 4 nm.

Como revelado pela Apple, o M2 será fabricado com o processo de 5 nm da TSMC e, supostamente, deve assumir a maior parte do trabalho de processamento do headset. Então, o segundo chipset pode atuar em tarefas mais básicas ou relacionadas aos sensores de reconhecimento espacial do dispositivo.

Óculos de realidade mista da Apple devem ser lançados em janeiro de 2023 (Imagem: Content Creator/LetsGoDigital)

Previsão de lançamento do headset da Apple

Recentemente, o famoso analista Ming-Chi Kuo sugeriu que os óculos de realidade mista da Apple poderiam ser lançados em janeiro de 2023. Apesar de ser um dos produtos mais complexos já feitos pela marca, o dispositivo tem grande potencial para “revolucionar” o mercado.

Adotando o sistema operacional realityOS, é esperado que o headset tenha telas com resolução 8K e vários sensores avançados. Voltado para jogos e conteúdos multimídia imersivos, o modelo também poderá ser usado para navegação dentro do Metaverso.

Antigos rumores indicavam que a Apple teve diversos problemas no desenvolvimento dos óculos AR/VR, como superaquecimento e dificuldades de integração com o software. Entretanto, as recentes atualizações mostram que a fabricante parece ter encontrado soluções para essas questões.

A expectativa é que o headset de realidade mista chegue ao mercado com preços em torno de US$ 2 mil (cerca de R$ 10.488 na atual conversão direta, sem adição de impostos). Então, novos possíveis detalhes sobre o aparelho devem continuar sendo divulgados nos próximos meses.

Fonte: WCCFTech

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.