Óculos AR/VR da Apple podem atrasar por problemas de superaquecimento

Óculos AR/VR da Apple podem atrasar por problemas de superaquecimento

Por Victor Carvalho | Editado por Wallace Moté | 17 de Janeiro de 2022 às 08h00
Reprodução/Ian Zelbo

O lançamento dos óculos de realidade aumentada e virtual da Apple pode não acontecer em 2022 graças a problemas de superaquecimento que estariam afetando unidades em atual estágio de desenvolvimento.

Óculos da Apple são esperados há anos, e podem atrasar (Imagem: Reprodução/Ian Zelbo)

Com anúncio até então previsto para junho durante a Worldwide Developers Conference (WWDC) e lançamento entre novembro e dezembro, novas informações reveladas pelo Bloomberg apontam que a apresentação do acessório pode ficar apenas para o próximo ano.

É dito que problemas de desenvolvimento relacionados a superaquecimento, câmeras e software dificultaram os planos de anúncio e lançamento em 2022.

Com isso a apresentação dos óculos de realidade mista pode ser movida para o fim de 2022 ou início de 2023, com lançamento apenas no próximo ano.

Acessório pode ter lançamento movido para 2023 (Imagem: Reprodução/Ian Zelbo)

É revelado também que a WWDC de 2023 teria grande foco em desenvolvimento de jogos e aplicativos em realidade virtual e realidade aumentada para a App Store proprietária do dispositivo.

Ainda segundo o Bloomberg, há possibilidade para que a Apple apresente nome e funcionalidades de hardware e software dos óculos durante a conferência de desenvolvedores este ano sem revelar grandes detalhes como design, preço e lançamento.

Apple quer destacar apps e jogos em realidade virtual e aumentada durante WWDC 2023 (Imagem: Reprodução/Apple)

Esperado como o aparelho mais inovador da Apple desde o primeiro iPhone e com potencial de ser um divisor de águas na indústria, dispositivo pode vender até 3,5 milhões de unidades no primeiro ano de lançamento e substituir o iPhone em dez anos.

Mais detalhes a respeito dos óculos AR/VR da Apple devem surgir nas próximas semanas, reforçando ou contrariando as informações que temos atualmente.

Fonte: Bloomberg

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.