SAIU O RESULTADO DO SORTEIO DO PRÊMIO CANALTECH!CONFERIR
Publicidade

Qual é a diferença entre asteroide, cometa e meteoro?

Por| 23 de Outubro de 2019 às 10h50

Link copiado!

Reprodução/urikyo33/Pixabay
Reprodução/urikyo33/Pixabay

O Sistema Solar abriga uma imensidão de rochas que estão sempre em movimento ao redor do Sol. Muitas delas acabam atingindo planetas e luas ao longo de suas jornadas orbitais, e existe toda uma força-tarefa internacional que monitora asteroides considerados potencialmente perigosos à Terra. Entre esses objetos, estão asteroides, cometas e meteoroides, que muitos confundem com meteoritos e meteoros.

E agora? Qual é a diferença entre meteoro e meteorito? E qual a diferença entre asteroide e cometa? A classificação desses corpos celestes pode mesmo gerar confusão, mas, nesta matéria, você encontra a explicação definitiva para entender o que são todos eles.

O que é meteoro?

Continua após a publicidade

Qualquer objeto que entra na atmosfera terrestre gerando um rastro luminoso no céu pode ser chamado de meteoro. Popularmente são conhecidos como estrelas cadentes e normalmente são incinerados por completo na atmosfera.

Além dos meteoros ocasionais, chuvas de meteoros acontecem periodicamente no nosso céu, quando a Terra passa por rastros de cometas na órbita em torno do Sol e esses detritos espaciais acabam adentrando a nossa atmosfera. Um exemplo é a Orionídeas, que surge sempre entre os meses de outubro e novembro e é composta por fragmentos do cometa Halley.

Bólido e bola de fogo

Continua após a publicidade

Há alguns meteoros muito brilhantes que são apelidados de "bola de fogo". Esses meteoros podem ser tão luminosos que acabam sendo avistados até mesmo no início da manhã ou no final da tarde.

Existem também os chamados bólidos, meteoros bola de fogo que explodem com um clarão mais intenso no final de sua queda em direção à superfície. Muitas vezes, a queda de um bólido é acompanhada de um estrondo sônico.

Continua após a publicidade

O que é meteorito?

Quando objetos espaciais entram na atmosfera (o que chamamos de meteoro), mas não se queimam completamente nessa entrada, os fragmentos que acabam caindo na superfície da Terra são chamados de meteoritos.

Então, seja isto o que sobrou de um asteroide ou meteoroide, o nome de qualquer rocha proveniente do espaço que se chocou com nosso planeta e foi encontrada na superfície é "meteorito" mesmo.

Continua após a publicidade

O que é asteroide?

Apesar de serem rochas espaciais como os cometas, asteroides não possuem órbitas tão excêntricas e tampouco produzem uma cauda à medida em que se aproximam do Sol, por não terem quantidades suficientes de água congelada, metano e amônia em suas composições.

A maioria dos asteroides conhecidos no Sistema Solar fica no cinturão de asteroides entre as órbitas de Marte e Júpiter, e são remanescentes da formação do Sistema Solar.

Continua após a publicidade

Asteroides são estudados com afinco por agências espaciais de vários países. Seja para descobrir cada vez mais objetos do tipo próximos da Terra, seja para estudá-los mais a fundo para entender melhor a formação do nosso sistema estelar, asteroides são sempre alvo de alguma missão.

Por exemplo, a missão japonesa Hayabusa 2, que coletou amostras e já desvendou alguns mistérios sobre o asteroide Ryugu. Ou ainda a missão OSIRIS-REx, da NASA, que pousou no asteroide Bennu também para trazer amostras de sua superfície à Terra. Ainda se destaca a missão DART, outra da NASA, que chocou uma nave contra um asteroide para ver se seria possível desviá-lo de sua órbita — e conseguiu!

O que é cometa?

Continua após a publicidade

Cometas são rochas espaciais com órbitas alongadas, que se aproximam e se afastam do Sol de uma maneira mais dramática, por assim dizer.

Eles são compostos por água congelada, amônia e metano, e essa combinação gera o chamado coma, que é uma fina atmosfera, além da cauda produzida quando tais objetos se aproximam do Sol. Essa cauda nada mais é do que o resultado do aquecimento de sua superfície, o que libera "poeira" ao espaço.

Há cometas que vêm da Nuvem de Oort, nos limites do Sistema Solar, enquanto outros acabam vindo do Cinturão de Kuiper, região que abriga uma imensidão de pequenos corpos e até planetas anões, como Plutão.

E existem também cometas que "passeiam" entre sistemas estelares. Em 2019, descobrimos um cometa interestelar visitando nossos arredores: o 2I/Borisov. Proveniente de outro sistema estelar, o cometa pôde ser bastante estudado durante sua passagem pelo Sistema Solar, chamando a atenção da ciência para o estudo de objetos interestelares, que parecem passar por aqui com certa frequência.

Continua após a publicidade

O que é meteoroide?

Ganham o nome de meteoroide os pequenos fragmentos de grandes rochas espaciais, que podem ser tanto cometas quanto asteroides.

Meteoroides são muito menores do que asteroides, porém maiores do que a poeira interestelar, ficando à deriva no espaço após se desprenderem do objeto principal.

Continua após a publicidade

Resumindo…

Asteroides não têm cauda porque não liberam poeira à medida que se aproximam do Sol. Cometas têm composição que gera uma fina atmosfera ao seu redor, além de produzirem uma cauda de poeira quando se aproximam do Sol.

Asteroides e cometas podem perder algum pedaço, que fica à deriva no espaço e é chamado de meteoroide.

Continua após a publicidade

Se este meteoroide entrar na atmosfera da Terra, ele deve ser chamado de meteoro por conta do efeito luminoso dessa queima. Já se algum fragmento sobreviver à queima e atingir a superfície, essa rocha recebe o nome de meteorito.