Por que os SUVs são tão populares?

Por que os SUVs são tão populares?

Por Felipe Ribeiro | Editado por Jones Oliveira | 07 de Setembro de 2021 às 08h00
Divulgação/ Jeep

Pela primeira vez na história, os SUVs superaram os hatches (compactos, subcompactos e médios) e estão liderando as vendas em 2021 do mercado automotivo brasileiro, com participação de 39,36% na soma do ano conforme o ranking da FENABRAVE (Federação Nacional Distribuição Veículos Automotores). Chocante? Talvez. Esperado? Muito. Mas existem vários motivos para este resultado.

Na última década, o Brasil viu uma explosão de SUVs no mercado. Desde o lançamento do Ford EcoSport, em 2003, passando por Jeep Renegade em 2015 e Volkswagen Nivus em 2020, os consumidores brasileiros adotaram esse estilo de automóvel e deixaram para trás os excelentes e apaixonantes hatches médios e as peruas, quase que totalmente extintas por aqui em modelos 0KM.

Mas o que exatamente explica tamanho sucesso e popularidade dis SUVs?

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

(Imagem: Felipe Ribeiro/Canaltech)

Posição de dirigir

Você certamente já deve ter visto um SUV na rua. São carros, em geral, altos, grandes e com rodas largas. Antigamente, esses utilitários eram mais fabricados com o propósito de serem veículos mais luxuosos ou com apelo off-road, clássico caso do Jeep Cherokee, um dos modelos mais icônicos desse segmento. Mas, com o passar dos anos, as montadoras perceberam que havia uma lacuna em uma faixa de preço menor, próxima a de carros populares.

(Imagem: Felipe Ribeiro/Canaltech)

No Brasil, essa onda de SUVs começou com o Ford EcoSport. Projetado pelo time brasileiro da montadora, esse utilitário trouxe o segmento para uma camada mais acessível do mercado e popularizou os conceitos desse tipo de produto. O principal, talvez, seja a posição de dirigir, mais elevada e que passa uma certa segurança a motoristas mais inexperientes. Isso é proporcionado pela suspensão alta, que reflete em um vão livre do solo avantajado.

Essa receita também foi seguida por outros modelos do mercado nacional que chegaram bem depois do EcoSport. O grande salto, porém, foi em 2015, com o lançamento do Jeep Renegade, que além das características físicas dos SUVs também trouxe para o segmento um bom pacote de equipamentos, segurança e acabamento muito superior ao dos concorrentes. Outra opção disponibilizada nesse mesmo período foi o Honda HR-V, que chegou a liderar as vendas em alguns momentos.

(Imagem: Felipe Ribeiro/Canaltech)

Desde então, o número de opções de automóveis com essa pegada mais "altinha" quintuplicou e hoje as montadoras preferem lançar SUVs e não mais hatches, peruas e até sedãs.

Espaço interno

Outro ponto interessante com relação aos SUVs é o conforto. Atualmente, assim como os carros convencionais, os utilitários também foram subdivididos em categorias e portes, como compacto, médio e grande. Mas, de modo geral, mesmo em modelos menores, o conforto a bordo é um bom atrativo para pessoas interessadas em comprar um carro, principalmente famílias.

(Imagem: Felipe Ribeiro/Canaltech)

Opções como o Nissan Kicks, Chevrolet Tracker e Hyundai Creta são ótimos exemplos de SUVs compactos com bom espaço interno e porta-malas suficiente para as atividades do dia a dia. Mesmo sem motores absurdamente potentes e divertidos, eles também entregam relativo conforto e segurança na direção, isso sem falar no ótimo pacote de equipamentos.

Design

O design também é um ponto de atenção para os SUVs, desde modelos mais aventureiros como o Jeep Renegade e o T-Cross até os mais ousados, como o Volkswagen Nivus e o Nissan Kicks. Geralmente mais parrudinhos e com apetrechos diferenciados, esses automóveis conquistam cada vez mais clientes também por sua beleza.

(Imagem: Felipe Ribeiro/Canaltech)

Tecnologia e pacote de equipamentos

A tecnologia também se faz presente no mercado de SUVs e é um dos maiores atrativos para os clientes brasileiros. Atualmente, mesmo no segmento compacto, temos modelos equipados com assistentes de condução semiautônoma, conexão com a internet e centrais multimídia de última geração, isso sem falar em modelos com sistema de som com assinaturas consagradas como Bose ou Beats.

Por serem carros um pouco mais caros do que os modelos populares, os SUVs vendidos no Brasil já são equipados com bons itens de série e que agradam mesmo àqueles que não desejam gastar mais nas variantes topo de gama. Itens indispensáveis para o motorista, como direção elétrica e câmbio automático, estão presentes na maioria das versões, bem como o ar-condicionado e mais de dois airbags.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.