Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Redmi Turbo 3 estreia com Snapdragon 8s Gen 3 e câmeras avançadas

Por| Editado por Wallace Moté | 10 de Abril de 2024 às 12h15

Link copiado!

(Imagem: Reprodução/Xiaomi)
(Imagem: Reprodução/Xiaomi)
Redmi Turbo 3

Seguindo os diversos teasers divulgados nas últimas semanas, a Xiaomi apresentou nesta quarta-feira (10) o Redmi Turbo 3, novo smartphone intermediário premium que promete oferecer recursos de flagships a um preço mais em conta. Herdeiro do Redmi Note 12 Turbo — a nova linha foi lançada para simplificar os nomes —, a novidade chama atenção pelo processamento potente, câmeras robustas com sensor principal de 50 MP e a grande bateria com recarga rápida de 90 W.

O lançamento da Xiaomi traz um design muito similar ao do Redmi Note 13 Pro Plus, com laterais mais retas, traseira em vidro e três círculos para abrigar as câmeras e o flash de LED em formato curioso.

Serão oferecidas três opções de cores, em acabamento fosco: Ice Titanium, um tom de cinza próximo do titânio (apesar de não haver uso do metal por aqui); Green Blade, um verde metalizado claro; e o tradicional preto.

Continua após a publicidade

Seguindo o visto com o Redmi Note 12 Turbo, uma edição especial baseada em Harry Potter também será lançada. Além de uma caixa tematizada, a versão terá um visual inspirado em diversos elementos da franquia, junto de um tema customizado para a interface, uma ferramenta extratora do chip SIM no formato do brasão de Hogwarts e uma capa de proteção que complementa a aparência do telefone.

O Redmi Turbo 3 é o segundo smartphone da gigante a utilizar o Snapdragon 8s Gen 3, uma versão simplificada do 8 Gen 3 que promete manter a maioria dos recursos premium do chip tradicional — segundo benchmarks, o nível de desempenho é próximo ao do 8 Gen 2, mas há melhoria notáveis em áreas como o processamento de IA. Complementam o componente até 16 GB de RAM LPDDR5X e até 1 TB de armazenamento UFS 4.0, sem possibilidade de expansão com cartões MicroSD.

A tela é um dos pontos fortes da novidade, trazendo painel AMOLED de 6,67 polegadas com resolução 1,5K de 2712 x 1220 pixels, taxa de atualização de 120 Hz e escurecimento PWM de 1.920 Hz, garantindo mais conforto visual quando o brilho está baixo. O Display tem pico de luminosidade bem elevado, de 2.400 nits, e suporta HDR nos padrões HDR10+ e Dolby Vision, sendo revestido por vidro Gorilla Glass Victus de primeira geração. Fora isso, o telefone possui um sistema de som estéreo, com áudio espacial Dolby Atmos.

As câmeras também estão entre os destaques ao trazer um conjunto modesto frente a outros celulares da categoria, mas com lentes robustas. Temos sensor principal Sony LYT600 de 50 MP com estabilização óptica (OIS), também presente em rivais como o Realme 12 Plus e o Galaxy A35 5G, e uma lente ultrawide de 8 MP — o zoom é feito apenas digitalmente. Para as selfies, há uma lente de 20 MP, abrigada em furo centralizado na tela. A Xiaomi está apostando em IA e em seus algoritmos para prometer alta qualidade de imagem.

Na bateria, o lançamento não traz surpresas, mas consegue superar uma parcela significativa de celulares mais caros ao embarcar um tanque de 5.000 mAh e carregamento rápido de 90 W. Contando com um chip dedicado de gerenciamento, a solução recuperaria 100% da carga em 34 minutos, e conseguiria manter 90% da capacidade da célula de energia mesmo após 1.000 ciclos de descarga e recarga, o que equivale a quase três anos de uso recarregando a bateria diariamente.

Fechando o pacote, o dispositivo conta com conectividade 5G, Wi-Fi 6, Bluetooth 5.4, NFC, leitor de digitais óptico sob a tela, tecnologia de comandos por gestos à distância similar à usada pela LG na família G8, apesar de não haver uso de sensores de profundidade, e sistema operacional Android 14, já rodando sob a interface HyperOS 1.0. Como má notícia, promessas de atualizações não foram divulgadas.

Continua após a publicidade

Preço e disponibilidade

O Redmi Turbo 3 chega primeiro à China a partir da próxima segunda-feira, 15 de abril, com os seguintes preços sugeridos:

  • 12 GB/256 GB — 1.999 yuan (~R$ 1.400)
  • 12 GB/512 GB — 2.299 yuan (~R$ 1.610)
  • 16 GB/512 GB — 2.499 yuan (~R$ 1.745)
  • 16 GB/1 TB — 2.799 yuan (~R$ 1.955)

Não há confirmação de um lançamento global, mas a novidade é esperada para servir de base para o POCO F6, voltado para o mercado internacional, ainda que uma estratégia diferente possa ser adotada considerando as mudanças nos nomes das linhas da Xiaomi. Devemos saber mais dos planos da marca em breve.

Continua após a publicidade

Redmi Turbo 3: ficha técnica

  • Tela: AMOLED de 6,67 polegadas, resolução 1,5K de 2712 x 1220 pixes, taxa de atualização de 120 Hz, escurecimento PWM de 1.920 Hz, brilho máximo de 2.400 nits, HDR com HDR10+ e Dolby Vision, Gorilla Glass Victus
  • Processador: Qualcomm Snapdragon 8s Gen 3
  • Memória RAM: 12 GB ou 16 GB LPDDR5X
  • Armazenamento interno: 256 GB, 512 GB ou 1 TB UFS 4.0
  • Câmera traseira: 50 MP (Principal, f/1.6, OIS) + 8 MP (Ultrawide, f/2.2, 120°)
  • Câmera frontal: 20 MP
  • Dimensões: 160,5 x 74,4 x 7,8 mm
  • Peso: 179 g
  • Bateria: 5.000 mAh com carregamento rápido de 90 W
  • Extras: 5G, Wi-Fi 6 Dual Band, Bluetooth 5.4, NFC, leitor de digitais óptico sob a tela, som estéreo com Dolby Atmos, chip Pengpai para otimização de carregamento
  • Cores disponíveis: Ice Titanium (cinza titânio), Green Blade (verde), preto; edição especial Harry Potter
  • Sistema operacional: Android 14, sob a HyperOS 1.0