SAIU O RESULTADO DO SORTEIO DO PRÊMIO CANALTECH!CONFERIR
Publicidade

Madame Teia | O que sabemos sobre o spin-off de Homem-Aranha

Por| Editado por Jones Oliveira | 30 de Junho de 2022 às 15h30

Link copiado!

Marvel Comics
Marvel Comics

O futuro do universo de super-heróis da Sony é uma enorme incógnita. Depois do sucesso de Venom e o fracasso retumbante de Morbius, todas as atenções desse “Aranhaverso” já se voltam para o próximo grande projeto do estúdio: as aventuras da quase desconhecida Madame Teia. Mas o que a gente sabe sobre esse filme?

Na verdade, absolutamente nada. Até agora, a Sony segue bastante quieta em relação a tudo relacionado a esse universo do Homem-Aranha (sem o Homem-Aranha) e todas as informações conhecidas são com base em vazamentos e rumores que surgem a todo momento. É assim que ficamos sabendo tanto sobre a Madame Teia quanto do vindouro Kraven, o Caçador.

E, mesmo com base nesses pequenos indícios, tudo ainda é muito nebuloso. Afinal, a própria Madame Teia é uma personagem bem obscura do universo do Amigão da Vizinhança e a falta de novidades oficiais por parte do estúdio criam um misto de descrença e curiosidade com tudo o que está por vir.

Continua após a publicidade

Quem é Madame Teia?

Antes de entrarmos no filme, é importante saber do que estamos falando. Caso você nunca tenha ouvido falar na Madame Teia, não se sinta mal: trata-se de uma personagem do universo do Homem-Aranha que nunca teve grande destaque, pertencendo ao terceiro escalão de seu elenco de apoio.

Cassandra Webb apareceu pela primeira vez nos quadrinhos em The Amazing Spider-Man #210, publicada em 1980, e foi responsável por trazer Peter Parker para um lado mais místico que, até então, era pouco explorado nas suas histórias. Embora não seja bem um equivalente do Doutor Estranho, seus poderes psíquicos e clarividência faziam com que as suas participações tivessem aquele leve toque de multiverso.

Continua após a publicidade

Ela sempre foi representada como uma senhora idosa cega que sofre de miastenia grave, uma doença neuromuscular que a impede de andar e dificulta até mesmo sua respiração. Por isso, ela vive presa a uma cadeira acoplada a aparelhos que a permite viver — e tudo isso era conectado em cabos e fios que sugestivamente formavam uma enorme teia de aranha às suas costas.

E todas essas suas limitações físicas serviram para aumentar seus poderes psíquicos. Tanto que suas participações nas histórias do Aranha eram justamente com ela usando sua habilidade de ver o futuro para mostrar a Parker futuros possíveis para suas ações. Assim, em momentos chaves, ela era muito útil para mostrar ao herói qual o melhor caminho a seguir — mesmo quando ele não era nada fácil.

O que esperar do filme

Continua após a publicidade

O primeiro ponto que chama muito a atenção em Madame Web é que, com base nos vazamentos e rumores que temos até agora, nada se parece com aquilo que os gibis da Marvel apresentaram. O maior exemplo disso é que a atriz principal não será uma idosa, mas a atriz Dakota Johnson, de Cinquenta Tons de Cinza.

Isso leva a crer que a Sony pode estar interessada em contar uma história de origem, ou seja, mostrando o drama de Cassandra Webb na luta contra a miastenia grave. Assim, devemos ver a protagonista tendo o seu corpo ficando cada vez mais debilitado ao longa da trama ao mesmo tempo em que os seus poderes começam a surgir até que, no fim de tudo, temos a Madame Teia clássica das HQs.

Há também quem acredite que a trama vai seguir por outro caminho, com Johnson interpretando Julia Carpenter, a heroína que surgiu como Mulher-Aranha e que, mais recentemente, se transformou na nova Madame Teia após a morte de Cassandra Webb. No caso, ela herda todos os poderes e até mesmo a cegueira, ficando livre apenas da miastenia grave.

Continua após a publicidade

E essa possibilidade se tornou mais plausível depois que a própria atriz disse que vai fazer várias sequências de ação no longa. Ainda assim, tudo ainda é muito especulativo.

Além de Johnson, Sydney Sweeney (Euphoria) e Emma Roberts (Scream Queens) também são apontadas para ocupar papéis importantes na trama — só não sabemos quem.

Outros nomes que também já foram apontados em supostas participações são de Celeste O’Connor (Ghostbusters: Mais Além), Isabela Merced (Dora e a Cidade Perdida) e Tahar Rahim (O Paraíso e a Serpente). Mais uma vez, não foi indicado quais personagens eles vão viver.

Continua após a publicidade

O que se tem confirmado até agora é que a direção vai ficar com S.J. Clarkson, que tem em seu currículo alguns episódios de Jessica Jones e Defensores, as séries da Marvel produzidas pela Netflix e que acabaram de ser adicionadas ao catálogo do Disney+. Já o roteiro está nas mãos de Matt Sazama e Burk Sharpless, que foram os responsáveis por nada menos do que Morbius. Kerem Sanga também assina os scripts.

Por isso mesmo é que se torna quase impossível prever algo de concreto vindo de Madame Teia. No caso do Vampiro Vivo, eles pegaram apenas o conceito e criaram uma história original envolvendo uma rivalidade entre mãos que resultou em um grande meme na internet e um filme pra lá de esquecível. E, com a idosa telecinética, eles têm a oportunidade de se redimir ou de aumentar o estrago. Tudo é possível.

Continua após a publicidade

Mas não há como negar que existe realmente um potencial dentro de um filme da Madame Teia, ainda mais se a ideia é unificar esse universo de super-heróis que está sendo construído e conectá-lo com outras produções, como o próprio Aranhaverso. Afinal, o multiverso está na moda.

Assim, não seria nenhuma loucura imaginar que o longa serviria para fazer de Cassandra Webb (ou Julia Carpenter) o equivalente do Doutor Estranho dessa história, conectando todas essas pontas aparentemente soltas e deixando as coisas mais coesas. Seria a oportunidade, inclusive, para trazer um Homem-Aranha para esse universo, seja ele quem for.

No entanto, até agora, tudo o que temos são incógnitas. A Sony segue em silêncio e nem mesmo uma previsão de estreia foi apresentada. A boa notícia é que as filmagens estão previstas para começar neste mês de julho, o que deve fazer com que algumas novidades mais concretas comecem a aparecer.