Publicidade

Snapdragon 8 Gen 4 pode trazer apenas núcleos de alto desempenho

Por| Editado por Wallace Moté | 08 de Dezembro de 2023 às 16h24

Link copiado!

Qualcomm/Divulgação
Qualcomm/Divulgação
Tudo sobre Qualcomm

Confirmado para ser o primeiro chip para smartphones a empregar o novo núcleo Oryon da Qualcomm, o Snapdragon 8 Gen 4 teve supostos detalhes da ficha técnica apontados em rumor divulgado nesta sexta (8). Ao que parece, a plataforma deve seguir os passos de rivais como o recente MediaTek Dimensity 9300 ao apostar em uma CPU composta apenas de núcleos de alto desempenho, além de ser uma das primeiras soluções mobile fabricadas com a litografia de 3 nm da TSMC.

Em publicação feita na rede social chinesa Weibo, o renomado leaker Digital Chat Station compartilhou supostos novos detalhes das especificações do Snapdragon 8 Gen 4. Identificado pelo codinome Sun (sol, em inglês) e número de modelo SM-8750 — sequência do código SM-8650 adotado no Snapdragon 8 Gen 3 —, o componente traria uma CPU octa-core organizada em dois núcleos Phoenix L e seis núcleos Phoenix M.

Phoenix é o codinome do projeto apresentado em 2019 usado como base para o núcleo Oryon. Desenvolvido pela Nuvia, adquirida pela Qualcomm em 2021, o núcleo Phoenix prometia concorrer com os melhores processadores da época consumindo apenas uma fração da energia, e curiosamente era destinado a servidores e data centers. Sob direção da dona da linha Snapdragon, a solução foi aprimorada, tornando-se o Oryon, e implementada no Snapdragon X Elite, chip para notebooks que promete superar até mesmo os chips da Apple.

Continua após a publicidade

O que chama atenção no rumor de Digital Chat Station é o uso das letras L (Large, ou grande) e M (Medium, ou médio), sugerindo que há duas variantes com níveis de performance e consumo diferentes. É difícil dizer exatamente o que separa ambos, mas é provável que estejamos falando de frequências de operação mais baixas, e possíveis ajustes em aspectos como o cache (a memória integrada ao núcleo que mantém dados mais perto para agilizar o processamento).

Mais do que isso, não há menção a um núcleo pequeno, voltado para eficiência, o que sugere que a Qualcomm deve seguir os passos de concorrentes como a MediaTek ao empregar uma CPU composta apenas de núcleos de alto desempenho nos celulares, medida agressiva que gera preocupações em torno do consumo e aquecimento. No entanto, entrevistas com o engenheiro por trás do Oryon, Gerard Williams III, indicam que a situação é mais complexa do que parece.

Falando ao canal TechTechPotato, o hoje Vice-Presidente Sênior de Engenharia da Qualcomm aponta que o núcleo Oryon "é disruptivo, quase quebrando as leis da física", ao fugir do convencional por tentar ser ao mesmo tempo um núcleo de alto desempenho e eficiência. Isso significa que, por mais que o Snapdragon 8 Gen 4 não adote núcleos especificamente dedicados a economizar energia, a plataforma ainda deve atingir altos níveis de eficiência, graças ao projeto inovador desenvolvido pela equipe de Williams.

Continua após a publicidade

As escolhas da gigante parecem estar entregando resultados promissores — Digital Chat Station sugere que, no atual estágio de desenvolvimento, a próxima geração do chip premium de smartphones teria uma arquitetura "já bastante aprimorada", com excelentes resultados. O informante conclui indicando que a plataforma seria fabricada pela TSMC em um processo da classe de 3 nm.

Considerando a janela de lançamento, esperada para o final de 2024, é muito possível que a litografia escolhida seja a N3E, segunda geração dos 3 nm da TSMC que promete avanços notáveis em desempenho e eficiência, e que curiosamente colocaria o Snapdragon 8 Gen 4 à frente do chip A17 Pro usado no iPhone 15 Pro, baseado na primeira geração, a N3B.

Continua após a publicidade

Como ainda falta muito tempo para a nova solução estrear, inúmeras mudanças podem ocorrer, e não há como ter certeza de quais informações são ou não legítimas. Apesar disso, se olharmos os benchmarks do Snapdragon X Elite, o futuro processador de smartphones da Qualcomm pode balançar o mercado, e colocá-la no topo. Até lá, novas informações devem ser divulgadas, seja por vias oficiais ou por vazamentos.

Fonte: Digital Chat Station