Publicidade

Realme 12 Pro Plus pode chegar em breve com chip Snapdragon 7s Gen 2

Por| Editado por Wallace Moté | 02 de Janeiro de 2024 às 14h21

Link copiado!

(Imagem: Reprodução/Realme)
(Imagem: Reprodução/Realme)
Realme 12 Pro Plus

Fontes do portal 91Mobiles sugerem que o Realme 12 Pro Plus, aguardado como o próximo smartphone intermediário premium da marca, pode apostar no modesto Snapdragon 7s Gen 2. Usado apenas pela Xiaomi até o momento, o chip tem posicionamento um tanto confuso, mas pode representar um salto respeitável de desempenho para a linha. Ao que parece, seu lançamento também pode estar próximo, com a novidade devendo ser revelada ainda neste mês.

Segundo as informações, o dispositivo chegará equipado com o Snapdragon 7s Gen 2, processador da Qualcomm apresentado em setembro de 2023 e usado apenas no Redmi Note 13 Pro até o momento. A plataforma é peculiar por ser, segundo rumores, uma tentativa de expandir o alcance da série 7 após o lançamento do Snapdragon 7 Plus Gen 2, muito elogiado pelo desempenho, mas que sofreu para atrair fabricantes por contar com preço supostamente altíssimo.

Continua após a publicidade

Não é possível confirmar com plena certeza se essa é mesmo a estratégia da Qualcomm, mas os cortes são notáveis, tornando a novidade mais próxima do Snapdragon 7 Gen 1, em vez de um sucessor legítimo. Ainda assim, apesar do pouco avanço de performance frente à Geração 1, a solução tem recursos modernos e pode representar um belo salto de potência e eficiência em relação ao MediaTek Dimensity 7050 usado no Realme 11 Pro Plus.

De acordo com os benchmarks, o Snapdragon 7s Gen 2 é de 6% a 26% mais veloz que o Dimensity 7050, tendo ainda vantagens como conectividade 5G mais veloz (até 2.900 Mbps, contra 2.770 Mbps do rival da MediaTek) e um processo de fabricação mais recente, a litografia de 4 nm da Samsung, que em teoria deveria ser mais eficiente em comparação aos 6 nm da TSMC usados pelo Dimensity.

Além disso, a Realme não se apoiaria apenas no novo processador — a marca deve adotar boas mudanças nos recursos embarcados no celular. Estão entre elas um design com módulo circular de câmera mais robusto e a implementação da primeira lente telefoto periscópio da linha, munida de zoom óptico de 3x e sensor OmniVision OV64B de 64 MP.

Continua após a publicidade

Talvez o ponto mais curioso seja a existência do Realme 12 Pro que, ainda de acordo com as fontes do 91Mobiles, utilizaria o mais potente Snapdragon 7 Gen 3 — lançado em novembro, o 7 Gen 3 é de 12% a 37% mais veloz que o 7s Gen 2, o que torna a escolha da Realme de usá-lo apenas no modelo Pro duvidosa. É possível que haja um erro na comunicação ou, caso a configuração se confirme, a ideia de cortar custos na variante Pro Plus para equilibrar o preço da linha.

Vai ser preciso esperar pelo lançamento, ou ao menos por novos vazamentos, para entendermos melhor qual será a estratégia da marca, algo que não deve demorar muito agora. A expectativa é que a linha Realme 12 seja revelada entre o final de janeiro e o início de fevereiro, com um possível primeiro teaser indo ao ar nesta quarta-feira (3), considerando as publicações mais recentes das redes sociais oficiais da fabricante.

Continua após a publicidade

Fonte: 91Mobiles