Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Nothing Phone (2a) tem suposto visual final e especificações vazados

Por| Editado por Wallace Moté | 20 de Fevereiro de 2024 às 09h38

Link copiado!

Divulgação/Nothing
Divulgação/Nothing
Nothing Phone (2a)

Nova aposta da marca no segmento de celulares intermediários, o Nothing Phone (2a) acaba de protagonizar o vazamento mais completo até o momento, recebendo renderizações com o visual final e a suposta ficha técnica. Ao que parece, o aparelho deve realmente simplificar a linguagem de design do restante da família, mas sem perder recursos de peso como a Glyph Interface, além de ser o primeiro da linha a contar com um chip MediaTek customizado — solução confirmada pela fabricante nesta terça-feira (20).

As informações chegam pelo leaker Steve Hemmerstoffer, do perfil @OnLeaks, em parceria com o site Smartprix, responsáveis por um vazamento recente incorreto. A equipe explicou o erro posteriormente e, ao que tudo indica, o material pertenceria a um protótipo descartado. Os detalhes divulgados agora estão de fato mais alinhados com outros vazamentos, mostrando, por exemplo, uma dupla de câmeras centralizadas dispostas na horizontal.

Continua após a publicidade

O aparelho seguiria com o formato de cantos arredondados, teria bordas bastante finas e simétricas ao redor da tela e manteria a estética indústria de traseira transparente dos "irmãos", mas apostando em uma Glyph Interface — os LEDs personalizáveis para notificações e outros dados importantes do ceular — mais simples, com faixas que ocupam apenas uma pequena parte da área superior do corpo do telefone.

Já nas especificações, o Phone (2a) deve retornar às origens da marca ao dar maior prioridade para a relação de custo-benefício com uma ficha técnica intermediária, mas ainda potente. A tela traria um painel AMOLED de 6,7 polegadas com resolução Full HD+ e taxa de atualização de 120 Hz, enquanto as câmeras trariam dois sensores traseiros de 50 MP e uma lente de selfies de 32 MP.

Teríamos 8 GB ou 12 GB de RAM e 128 GB ou 256 GB de armazenamento, além de uma bateria generosa de 5.000 mAh, com carregamento relativamente rápido de 45 W. O sistema operacional já chegaria atualizado para o Android 14, rodando sob a nova interface Nothing OS 2.5.2, e o corpo teria dimensões dentro da média, com 162,2 x 76,5 x 8,7 mm e 188 gramas.

Continua após a publicidade

O grande trunfo do Nothing Phone (2a) seria o processador MediaTek Dimensity 7200 Pro, variante personalizada do Dimensity 7200 que marcaria a primeira parceria da Nothing com a MediaTek. Dando mais fôlego ao vazamento, em publicação feita nesta terça (20), a companhia confirmou que este será mesmo o chip a equipar o lançamento.

Nothing Phone (2a) usa chip MediaTek personalizado

Em um vídeo de quase 10 minutos divulgado nas redes sociais, a Nothing revelou que o Phone (2a) trará o Dimensity 7200 Pro, chipset customizado para o aparelho — a MediaTek possui um programa no qual as fabricantes de smartphones podem implementar otimizações específicas em um processador para atender melhor ao projeto que estão desenvolvendo, caso já visto com o Dimensity 7200-Ultra empregado no Redmi Note 13 Pro Plus 5G.

Continua após a publicidade

De acordo com as explicações, não há mudanças nas especificações do chip, que recebeu apenas ajustes para redução de consumo de energia em áreas específicas, como no controlador da tela, e um gerenciamento mais inteligente do armazenamento. Além de organizar os dados periodicamente para garantir a velocidade das memórias, foi implementada uma conversão mais veloz de formatos de arquivos quando o Nothing Phone (2a) é conectado ao computador, para proporcionar transferências mais rápidas.

Um ponto interessante é que a marca chegou a considerar duas plataformas da Qualcomm: o Snapdragon 782G, versão aprimorada do Snapdragon 778G Plus usado no Nothing Phone (1), e o recente Snapdragon 7s Gen 2, presente em concorrentes como o Redmi Note 13 Pro 5G e o Realme 12 Pro Plus. A companhia teria optado pela solução da MediaTek em virtude da vantagem de desempenho que, segundo benchmarks, pode chegar a 24%, com destaque para os gráficos.

O time afirma ainda que os upgrades em relação ao Snapdragon 778G Plus são significativas, mas esse é um ponto discutível. A novidade é de fato mais veloz, em torno de 15%, mas seu maior benefício seria a economia de energia, graças ao uso de um processo de fabricação mais eficiente de 4 nm, contra os 6 nm do modelo mais antigo. No fim das contas, o componente é potente, mas o preço é o aspecto mais importante.

Continua após a publicidade

Pelo que sugerem as informações de @OnLeaks e Smartprix, o Nothing Phone (2a) deve chegar às lojas custando a partir de 23,999 rupias, ou cerca de R$ 1.440 em conversão direta, valor razoável considerando o desempenho prometido. Descobriremos mais detalhes sobre o lançamento em breve — a apresentação oficial do aparelho acontece em 5 de março, às 8h30 no horário de Brasília.