Os celulares com melhor autonomia de bateria para comprar em 2021

Por Diego Sousa | 23 de Dezembro de 2020 às 15h55

Os smartphones trouxeram configurações e possibilidades consideráveis em relação aos antigos celulares. Contudo, infelizmente, ainda não chegou o dia de vermos baterias que durem semanas, assim como o nostálgico “Nokia tijolão”.

Embora seja um sonho cada vez mais próximo, com as futuras baterias de grafeno prometendo dias de autonomia, as fabricantes continuam se esforçando para equipar seus lançamentos com baterias maiores e componentes que consomem menos energia, tentando garantir, no mínimo, pouco mais de um dia de uso sem problemas.

Por isso, se autonomia energética for um diferencial de compra para você, fique de olho nesta seleção os celulares com melhor autonomia de bateria disponíveis no Brasil.

Motorola Edge/Edge+ (5.000 mAh)

Principais smartphones da Motorola em 2020, o Edge e o Edge+ possuem 5.000 mAh de bateria, algo que vem se tornando padrão mesmo até em modelos menos potentes. Segundo a empresa, os aparelhos trazem autonomia de até dois dias, muito disso graças ao processamento otimizado. Mas não se engane, pois o que não falta nos celulares são recursos premium atualizados.

Ambos, por exemplo, contam com uma tela gigante de 6,7 polegadas com resolução Full HD+. O destaque vai para a frequência de atualização de 90 Hz, que garante uma reprodução de conteúdos mais fluida tanto em jogos quanto na navegação do sistema.

O Edge tradicional é equipado com um processador intermediário de alto desempenho, enquanto o Edge+ traz um chip de ponta, ambos da Qualcomm. Na prática, isso significa que os smartphones são capazes de rodar qualquer jogo ou aplicativo disponível na Play Store com ótima qualidade. Além disso, vale lembrar que eles estão prontos para a rede 5G, quando ela estiver disponível no país.

Os smartphones da Motorola também se destacam no conjunto fotográfico, com gravações em até 6K e imagens nítidas mesmo em ambientes mais desafiadores. Em relação ao carregamento, há suporte para carga rápida de 18 W nos dois dispositivos.

Zenfone 7/7 Pro (5.000 mAh)

O Zenfone 7 e o 7 Pro são os principais lançamentos da ASUS em 2020 e chegaram ao Brasil em dezembro de 2020 para desafiar o Galaxy S20 Ultra no segmento premium. A boa notícia é que eles conseguem, ao menos nos números. Os smartphones são equipados com 5.000 mAh de bateria, a mesma capacidade dos rivais acima, que promete autonomia para mais de dois dias dependendo do uso.

Zenfone 7 tem bateria de 5.000 mAh de carregamento de 30 W (Foto: Divulgação/ASUS)

A ASUS explica que os novos aparelhos contam com um novo controle de modo de bateria personalizado e configurações de cuidados com a bateria para durar mais. Outro diferencial é o carregamento rápido de 30 W, o dobro da geração passada, alcança 60% de carga com apenas 34 minutos usando o novo carregador, e quem se preocupa com a durabilidade do componente pode definir um limite máximo de 80 ou 90% de capacidade para recargas noturnas, evitando superaquecimento.

Além de prometer ótima autonomia, os aparelhos da ASUS tem desempenho de sobra. Eles são equipados com um dos melhores chips do mercado, o Snapdragon 865. Sua tela de 6,67 polegadas não tem nenhum tipo de notch ou entalhe graças ao mecanismo giratório para as câmeras, capazes de gravar em até 4K.

Samsung Galaxy S20 Ultra (5.000 mAh)

O Galaxy S20 Ultra é o principal celular da linha Galaxy S Samsung no Brasil e também possui 5.000 mAh de bateria. A quantidade não é para menos: a tela é uma das maiores do mundo, com 6,9 polegadas, e traz resolução 2K e taxa de atualização de 120 Hz, conjunto ideal para assistir filmes com ótima qualidade.

Além disso, as configurações do S20 Ultra são semelhantes a de muitos computadores por aí, com memória RAM de 16 GB e armazenamento interno de 512 GB. Na prática, a experiência promete ser definitiva em transição de aplicativos, navegação na internet e redes sociais, além de tarefas mais pesadas, como recursos de realidade aumentada.

O smartphone também consegue gravar em resolução 8K, sendo possível fazer, inclusive, transmissões ao vivo nessa resolução. Assim como outros dispositivos premium, há estabilização óptica de imagem, evitando que as filmagens fiquem tremidas, além dos populares modos noturno e fundo desfocado.

Xiaomi Redmi Note 9S / 9 Pro (5.020 mAh)

Com duração de aproximadamente dois dias, segundo a Xiaomi, os Redmi Note 9S e Redmi Note 9 Pro são os campões de bateria da marca no Brasil. Os smartphones trazem recursos e tecnologias ideais para quem deseja assistir filmes e séries ou simplesmente jogar. Ambos possuem 6,67 polegadas com resolução Full HD+ e tecnologia IPS LCD, garantindo cores fiéis e visualização até sob a luz do sol.

Eles também se destacam pelo hardware com foco em games e opções com até 6 GB de memória RAM e 128 GB de armazenamento (com possibilidade de expansão via cartão de memória), ideal tanto para jogar quanto para desempenhar aplicações do dia a dia.

Em relação às câmeras, o ambos possuem quatro câmeras na traseira, mas o Redmi Note 9S tem uma câmera principal de 48 MP, enquanto o Redmi Note 9 Pro tem uma de 64 MP. Apesar da diferença, ambos são capazes de gravar em resolução 4K e também trazem os modos noturno e retrato.

Samsung Galaxy M31 (6.000 mAh)

Os dois últimos celulares da nossa lista possuem uma ampla vantagem em relação às outras opções listadas. O Galaxy M31 é um deles, com incríveis 6.000 mAh de bateria. O aparelho tem configurações bastante equilibradas para mantê-lo ligado por bastante tempo, como processamento econômico e tela Full HD+ com painel Super AMOLED, sendo boa pedida para jogar jogos por bastante tempo.

Assim como seus principais concorrentes, o Galaxy M31 é capaz de gravar vídeos em resolução 4K, mas ele se destaca por também conseguir entregar a definição na sua câmera frontal. Outra novidade é o leitor de impressões de digitais disponível embaixo da tela, que facilita o desbloqueio do aparelho.

Motorola Moto G9 Power (6.000 mAh)

A linha Moto G Power ficou muito popular no Brasil pela sua capacidade de bateria surpreendente; e a nova geração da família chega para manter essa tradição. São 6.000 mAh no G9 Power que, segundo a Motorola, tem duração para até 60 horas de uso. É a maior capacidade em um celular da marca até o momento. Para carregar esse tanque gigantesco, a Motorola inclui um carregador de 20 W na caixa.

Grande parte da sua ótima autonomia vem do seu hardware mais modesto. Ele é equipado com um chip intermediário da Qualcomm com oito núcleos, que permite abrir jogos menos potentes e aplicativos de redes sociais sem problemas. O conjunto de câmeras também é digno de menção, com seu sensor principal de 48 MP e suporte à gravação em Full HD.

ASUS ROG Phone 3 (6.000 mAh)

Ainda na casa dos 6.000 mAh de bateria está o ROG Phone 3, novo smartphone gamer da ASUS. Assim como os modelos citados acima, ele promete autonomia de dois dias de uso intenso. Mas é importante lembrar que estamos falando de um smartphone com foco exclusivamente nos gamers hardcore, que optam pelas melhores configurações e recursos para não atrapalhar sua jogatina.

Smartphone gamer da ASUS foi projetado para aguentar todos os jogos da Play Store na melhor configuração possível (Foto: Divulgação/ASUS)

Ou seja, os 6.000 mAh de bateria são responsáveis por segurar os LEDs na traseira, o processamento ultrarrápido, a tela de 144 Hz e os jogos mais pesados da Play Store pelo maior tempo possível.

Uma tarefa e tanto, não é? Para isso, o ROG Phone 2 acompanha um sistema de resfriamento interno para dissipar todo calor produzido pelos componentes, além de uma ventoinha extra para ajudar a mantê-lo "numa fria". O processador Snapdragon 865 também foi produzido inteligentemente para consumir menos energia enquanto roda os jogos.

Samsung Galaxy M51 (7.000 mAh)

Fechando nossa lista com chave de ouro, o Galaxy M51 da Samsung é o grande destaque com sua bateria de 7.000 mAh, a maior já encontrada em um smartphone no Brasil. O mais interessante é que o modelo traz praticamente o mesmo hardware do queridinho Galaxy A71, ou seja, é uma opção com bom desempenho para jogos, fotos e, claro, autonomia de bateria.

Galaxy M51 é o smartphone com a maior bateria do Brasil (Foto: Divulgação/Samsung)

Ele é equipado com o chip Snapdragon 730 da Qualcomm, além de uma tela Super AMOLED de 6,7 polegadas. Vale lembrar que, para recarregar toda essa capacidade, a Samsung incluiu um carregador de 25 W na caixa do Galaxy M51, maior até que muitos smartphones premium à venda no país.

E essa foi a nossa lista dos dez smartphones com melhor autonomia de bateria. Curtiu algum? Visite a nossa página de ofertas e fique por dentro de cupons e promoções em celulares e outros produtos.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.