Dois Nexus e um Chromecast: o que esperar do evento do Google

Por Felipe Demartini | 29.09.2015 às 10:55
photo_camera Divulgação

Depois de Apple e Samsung lançarem seus aparelhos de topo de linha no mercado, agora é a vez do Google. Seguindo seu tradicional calendário de ser a última a apresentar novidades, a gigante das buscas realiza um evento nesta terça-feira (29), quando pretende anunciar não apenas um, mas dois aparelhos para compor a linha Nexus deste ano.

Os dispositivos, considerados a base do que o Android é capaz de fazer com o hardware adequado e um sistema sem alterações, devem ser o principal anúncio do acontecimento. Lotada de rumores, como sempre, a apresentação também promete trazer novidades do Android Marshmallow, a versão 6.0 da plataforma, e quem sabe até mesmo um novo Chromecast.

Pensando nisso, preparamos aqui uma lista de especulações que estão circulando por aí, de forma a antecipar para os mais afoitos o que pode dar as caras no evento. A ideia é a de sempre – será que os rumores transformarão o acontecimento em mais uma confirmação do que um anúncio? Ou o Google tem suas cartas na manga para surpreender a todos?

Celulares irmãos

A grande expectativa para esta terça, sem dúvida, é a chegada da nova geração do Nexus. Em vez de um único dispositivo, a expectativa desta vez é que o Google aposte em uma dupla de aparelhos voltada para os mercados de alto e médio porte, com valores, especificações e até mesmo fabricantes diferentes.

O principal produto dessa linha é o Nexus 6P, que deve ser fabricado pela Huawei e será o grande farol para os aficionados pelo sistema operacional. Com tela de 5,7 polegadas, é ele quem deve guiar, pelo menos na expectativa do Google, o desenvolvimento do Android daqui em diante, principalmente após a chegada da versão 6.0 da plataforma, que deve chegar primeiro ao aparelho – isso se já não chegar às prateleiras com ela.

Vazamento Nexus

Além de uma suposta foto oficial, que você pode ver acima, já vazaram também as especificações do Nexus 6P. De acordo com os rumores, o dispositivo deve ter tela de 5,7 polegadas, com resolução QuadHD (2560 x 1440 pixels), processador Snapdragon 810, 3 GB de memória RAM e uma bateria de 3.450 mAh. Além do retorno do slot para cartão microSD, o dispositivo viria em opções com 32 GB, 64 GB e até 128 GB de armazenamento.

E você deve estar se perguntando o que é aquele botão redondo na parte traseira, extremamente parecido com o Touch ID do iPhone. É exatamente isso, um sensor de impressões digitais que o Google espera ver se tornando padrão na oferta de topo de linha do Android e, aqui, aparece com destaque logo acima do logo, no corpo de alumínio e em um formato que não apenas deve facilitar a leitura, mas também em uma posição que economiza espaço e permite que a parte frontal fique limpa, ao mesmo tempo em que permite maximizar o tamanho do display.

A expectativa é que o Nexus 5X, seu irmão menor, também conte com o sensor biométrico. Aqui, não temos imagens ainda, mas as especificações já apareceram. O dispositivo deve chegar com tela de 5,2 polegadas, processador Snapdragon 808 e 2 GB de memória RAM, além de uma câmera de 12 megapixels. A fabricante é a LG, parceira antiga do Google na linha.

Apesar de mais modesto, o aparelho também tem suas opções de memória interna, que variam de 32 GB a 64 GB. Ambos também terão quatro opções de cores – branca, preta, prata e dourada. Na verdade, essas versões também se referem a vazamentos relacionados ao 6P, mas tudo indica que o 5X também virá em tais formatos.

Vazamento Nexus

A única coisa que vem levantando especulações, mas que não vazou efetivamente nem foi divulgada, é a presença daquela barra preta na parte superior traseira do dispositivo. É claro, dá para perceber que a câmera fica localizada ali, mas o que mais? Há quem diga que se trata apenas de uma opção de estilo, enquanto outros falam de NFC e um terceiro grupo já aponta para a possibilidade de algum tipo de tecnologia diferente. A região é protuberante, o que pode indicar a presença de sensores adicionais, mas sobre isso, por mais incrível que pareça, ainda não existe nenhuma informação.

Segundo especulações, o Nexus 6P deve custar a partir de US$ 500, enquanto o 5X, mais barato, chega por US$ 380, ambos em suas versões mais simples. A data de lançamento deve ser a mesma para ambos, já em outubro, com as pré-vendas sendo iniciadas logo após o fim do evento do Google (e somente online).

Os fanáticos por tablets, porém, podem ter que esperar mais um ano. Não existe nenhuma informação sobre novos aparelhos. É claro, a gente pode ser surpreendido, mas, normalmente, onde há fumaça, há fogo e a recíproca também é verdadeira. Especialistas apontam que o Google pode estar cauteloso quanto aos rumos desse mercado, sendo assim, é possível que permaneça mais um ano sem novidades nesse segmento.

Marshmallow para todos

Android M

Outra novidade que normalmente dá as caras nos eventos do Google desta época tem relação com o sistema operacional Android. Como todo mundo sabe, a empresa anunciou a versão 6.0 Marshmallow da plataforma em maio e, desde então, não falou muito mais sobre ela, apenas disponibilizando uma versão em estado Beta para sua comunidade de desenvolvedores.

O evento de terça, porém, pode mudar isso e nos brindar com, finalmente, uma data de lançamento. Há quem diga até que o Google pode adotar o mesmo estilo da Apple e revelar que o Android Marshmallow está disponível imediatamente para quem quiser atualizar, uma notícia que pode causar fervor, mas que, na prática, não fará muita diferença devido às características da própria plataforma.

O anúncio de um lançamento do sistema operacional dificilmente significa que todos, ou até mesmo boa parte, dos usuários terão acesso a ele. Devido às características do Android M, como também é conhecido carinhosamente, toda atualização precisa passar por fabricantes, operadoras e tudo mais para que seja adaptada e funcione direito. A exceção, claro, é o Nexus, uma parcela pequena de dispositivos no mercado. Parece improvável que o Google tenha conseguido manter todo esse processo em segredo de forma a entregar uma atualização imediata para uma grande parcela de seus clientes.

Isso não quer dizer, por outro lado, que o Marshmallow vá demorar para chegar. A expectativa é de um lançamento já em outubro, tanto para quem quiser realizar a atualização manual, quanto para os dispositivos que possuem a capacidade de update over-the-air, como é o caso da linha Nexus, por exemplo.

Falando nela, como já comentamos, a expectativa é que o Nexus 5X e 6P já cheguem com o novo sistema operacional embarcado. A família de dispositivos é a escolha ideal para desenvolvedores e entusiastas que queiram brincar com a plataforma antes do lançamento, por isso parece justo que isso continue a acontecer e se mantenha como o grande diferencial dos dispositivos.

Além do já citado sensor biométrico como característica-chave para a segurança, o Android 6.0 Marshmallow traz mudanças de design, principalmente na tela de bloqueio, sistemas de economia de bateria mais personalizáveis, facilita a concessão de permissões a aplicativos e permite uma personalização maior de temas, orientação de tela e elementos exibidos no display.

Entretenimento sem fio

E enquanto o assunto primordial é o lançamento de um novo Android e da linha Nexus, houve espaço também para a oferta de conteúdo. E a grande expectativa aqui é a chegada da nova geração do Chromecast. Com o dispositivo original já se aproximando de seu segundo aniversário, pode ser a hora de uma atualização, apesar de serem poucas as mudanças previstas.

Chromecast 2.0

A maior mudança, aqui, deve ser visual. De acordo com imagens vazadas e, claro, não confirmadas pelo Google, o novo dongle deve vir em um formato redondo, um pouco maior que o seu antecessor, e em três cores: vermelho, amarelo e preto. A mecânica, porém, continuaria a mesma – basta inserir o dispositivo na entrada HDMI da TV, ligar uma alimentação USB e usar o celular ou tablet para controlar o que está passando nela.

Porém, na parte de dentro, algumas novas funções devem vir embarcadas, além de uma esperada melhoria na conectividade Wi-Fi. O Chromecast deve passar a permitir a exibição de mais de um conteúdo por vez e contar, por exemplo, com acesso às redes sociais. Isso pode permitir, por exemplo, que se assista a um jogo de futebol com a linha do tempo do Twitter logo abaixo, acompanhando não apenas a partida em si, mas também os comentários em uma única tela.

Há rumores também sobre o anúncio de um segundo integrante dessa família, o Chromecast Audio, que, como o nome sugere, seria focado nos fãs de música. De codinome Hendrix, o dispositivo transformaria qualquer caixa de som em um sistema Wi-Fi, permitindo a conexão direta entre os aparelhos e dispositivos conectados para reprodução de faixas baixadas ou a partir de serviços de streaming.

A ideia aqui, inclusive, seria baratear a montagem de um sistema de som doméstico. O Chromecast Audio não apenas conecta as caixas a dispositivos, mas também é capaz de conversar com outros aparelhos de sua mesma categoria. Assim, é possível colocar uma música para tocar e vê-la saindo de caixas comuns na sala e nos quartos simultaneamente, uma grande ajuda para quem gosta de dar festas ou vive andando de um cômodo para outro.

Existe ainda a expectativa de exibição de um novo Nexus Player, mas sobre isso, também, não existem muitos rumores. A ideia geral seria a de que o Google estaria disposto a bater de frente com a nova geração de Apple TVs, mas pode não ser agora que veremos a nova geração do set-top box, anunciado com bastante destaque, mas com pouca tração após seu lançamento.

Alterações de formato para substituir o estilo circular e um foco ainda maior em games podem ser as características desse novo dispositivo, se é que ele efetivamente existe. Aqui, como no caso dos tablets, porém, o Google pode estar aguardando uma movimentação do mercado e, principalmente, a chegada do rival às lojas para ver o que fazer, se é que alguma atitude será tomada.

Será verdade? Especulação infundada? Falta pouco para sabermos. O evento do Google acontece nesta terça-feira, 29 de setembro, a partir das 13h, no horário de Brasília. A transmissão acontece ao vivo, pelo YouTube, mas você também acompanha as novidades aqui mesmo no Canaltech. Nos vemos lá!