Intel Iris Xe DG1 é testada em jogos; DG2 vaza com desempenho próximo à RTX 3070

Intel Iris Xe DG1 é testada em jogos; DG2 vaza com desempenho próximo à RTX 3070

Por Renan da Silva Dores | Editado por Wallace Moté | 21 de Junho de 2021 às 13h40
Divulgação/Intel

Este ano será marcado pela estreia da Intel no mercado de placas de vídeo dedicadas. A empresa aumentou os investimentos no setor de gráficos nos últimos anos, entregando resultados respeitáveis com a chegada da família Intel Xe de GPUs integradas, já bastante competitivas com as Vega integradas da rival AMD, apesar de ainda sofrerem com compatibilidade.

A primeira aposta da gigante de Santa Clara já está disponível em desktops pré-fabricados, na forma da Iris Xe DG1. A solução chega como uma espécie de protótipo do que podemos esperar da marca, já que se trata basicamente do mesmo chip gráfico utilizado no processador para ultrabooks Intel Core i5 1135G7, mas instalado em uma placa dedicada.

Nesta semana, o primeiro teste em cenário real foi divulgado pelo canal do YouTube ETA Prime, e confirma que a novidade entrega performance básica, ainda que tenha superado as expectativas baixas que se tinham da GPU, em virtude de vazamentos pré-lançamento que mostravam resultados decepcionantes.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Iris Xe DG1 entrega desempenho similar à RX 550

A Iris Xe DG1 chega equipada com 80 Unidades de Execução (EUs), totalizando 640 núcleos, com clocks na casa dos 1.500 MHz. Acompanham a GPU 4 GB de RAM LPDDR4X a 4.266 MHz, com consumo total estimado em apenas 30 W, o que dispensa a necessidade de alimentação externa, com a placa puxando toda a energia necessária do conector PCI-E.

A Iris Xe DG1 testada por ETA Prime foi fabricada pela ASUS (Imagem: ETA Prime/YouTube)

A refrigeração também é beneficiada pelo baixo consumo, que fica a cargo exclusivamente de um heat sink de alumínio, sem ventoinhas. O PC utilizado pelo canal contava ainda com 16 GB de RAM DDR4 a 3.600 MHz e, curiosamente, CPU Intel Core i5 11400F — segundo a Intel, a DG1 é compatível apenas com a 9ª e 10ª gerações Core.

Os testes surpreenderam: a Iris Xe DG1 se mostrou cerca de 30% mais potente que a versão equipada no Core i5 1135G7. Os resultados em benchmarks foram equivalentes a placas de vídeo como a GeForce GTX 760, ou mesmo a Radeon RX 550, mas consumindo até 6 vezes menos. O desempenho também é equivalente à Vega equipada no novo Ryzen 7 5700G.

Situação semelhante foi vista em games. Boa parte dos títulos testados puderam ser rodados em Full HD com qualidade baixa ou média e taxas acima dos 60 FPS. Destaques vão para Rocket League, que atingiu 87 FPS na qualidade alta, e para Fortnite, que chegou a impressionantes 151 FPS no modo performance.

Iris Xe DG2 vaza com desempenho próximo à RTX 3070

Paralelo a isso, o leaker Tum_Apisak, cujo histórico de vazamentos é quase impecável, divulgou supostos comparativos de desempenho de duas variantes da Iris Xe DG2, versão de alto desempenho das placas dedicadas da Intel, em comparação a atuais placas de vídeo populares de Nvidia e AMD. A primeira, focada no mercado intermediário, é também a mais impressionante.

Com 448 EUs, a GPU em questão conseguiu entregar desempenho praticamente idêntico à Nvidia GeForce RTX 3070, e pouco abaixo da AMD Radeon RX 6700 XT. As duas são favoritas no mercado por entregarem elevado custo-benefício, quando desconsideramos a crise de chips e os preços exorbitantes resultantes da escassez.

Isso é bom sinal para o topo de linha da família, que chegará com 512 EUs, e deve se posicionar entre a RTX 3070 Ti e a RTX 3080. O leaker trouxe ainda números do modelo de entrada, com 128 EUs, que abre vantagem substancial sobre a GTX 1650, superando a rival em cerca de 12%. Apisak não chega a detalhar de quais testes esses números são originados, no entanto.

Vale lembrar que a família Intel Xe HPG, voltada para games e da qual as GPUs DG2 são parte, promete balançar o duopólio de AMD e Nvidia oferecendo ótimo custo-benefício. Assim como as rivais, as placas Xe contarão com suporte nativo a Ray Tracing e oferecerão tecnologia de upscaling de imagem com Inteligência Artificial, conhecida no momento como Intel XeSS.

Fonte: TechSpot, Videocardz, WCCFTech

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.