Intel detalha chips Alder Lake-P e U para notebooks com nova certificação Evo

Intel detalha chips Alder Lake-P e U para notebooks com nova certificação Evo

Por Renan da Silva Dores | Editado por Wallace Moté | 23 de Fevereiro de 2022 às 13h10
Divulgação/Intel

Após um anúncio tímido durante a CES 2022, a Intel traz agora mais detalhes dos novos processadores Alder Lake-P e Alder Lake-U. Diferente dos chips Alder Lake-H para notebooks gamer mais espessos, que receberam mais atenção até o momento, as famílias P e U são destinadas aos ultrabooks e notebooks ultrafinos de alta performance, prometendo saltos massivos de até 70% frente aos seus equivalentes da geração passada, graças à combinação da arquitetura híbrida com os novos núcleos Golden Cove e Gracemont.

Alder Lake-P de 28 W promete ganhos de até 70%

O maior destaque entre as duas linhas é a nova série Alder Lake-P, com consumo base de 28 W e pico de 64 W, voltada para notebooks ultrafinos de alto desempenho, como o ASUS TUF Dash F15 anunciado no ano passado. A linha atua como uma espécie de sucessora da família Tiger Lake-H35, mas prometendo muito mais desempenho graças à adoção da arquitetura híbrida.

Os chips incluem até 14 núcleos, sendo 6 P-Cores de alto desempenho com Hyper-Threading e 8 E-Cores de baixo consumo, e têm compatibilidade com memórias DDR5-4800 e LPDDR5-5200, ainda que também suportem RAM DDR4-3200 e LPDDR4X-4267 em notebooks mais acessíveis. Os gráficos ficam a cargo das mesmas iGPUs Iris Xe da geração anterior, com até 96 Unidades de Execução, que se beneficiariam das CPUs mais potentes e da memória mais veloz.

Mirando em notebooks ultrafinos de alta potência, a nova família Intel Alder Lake-P traz até 14 núcleos e 20 threads, suporta memórias DDR4 e DDR5, e engloba vasta gama de conectividade (Imagem: Intel)

Em conectividade, a família Alder Lake-P também se destaca por trazer uma mudança importante na configuração do barramento: o PCIe 4.0 fica agora exclusivo do armazenamento, comportando assim 2 slots M.2 para SSDs com 4 pistas cada, enquanto os gráficos dedicados recebem 12 pistas PCIe 3.0. A Intel destaca que isso deve ser suficiente para a categoria, especialmente considerando que boa parte dos modelos deve tirar proveito da GPU integrada.

Há ainda suporte a até 4 portas Thunderbolt 4, 4 portas USB 3, 10 portas USB 2, 2 conexões SATA 3.0 para HDDs e SSDs tradicionais, Bluetooth 5.2 e o novo protocolo de rede sem fio Wi-Fi 6E (Gig+), que utiliza a faixa de frequência de 6 GHz para turbinar a velocidade das taxas de transferência muito além do que o Wi-Fi 6 possibilita, enquanto tira proveito das bandas menos ocupadas.

Segundo a Intel, os chips Alder Lake-P são até 70% mais potentes que os antecessores da linha Tiger Lake-U e superam rivais como o Apple M1 Pro e o Ryzen 7 5800U (Imagem: Intel)

Tomando como base o Intel Core i7 1195G7, chip de 28 W mais potente da 11ª geração Tiger Lake-U, o novo Intel Core i7 1280P, CPU de 28 W mais poderosa da 12ª geração Alder Lake-P, é até 70% mais poderoso dentro do mesmo nível de consumo em cargas de trabalho multi-thread. O lançamento também se destaca quando comparado ao Apple M1, ao AMD Ryzen 7 5800U e até mesmo ao Apple M1 Pro, supostamente vencendo todos os adversários no mesmo nível de consumo.

É importante considerar, no entanto, que testes mais variados e completos precisam ser realizados para confirmarmos as promessas da Intel, e que a AMD também prometeu ganhos notáveis com a família Ryzen 6000U Rembrandt — segundo a Intel, testes com os novos rivais Rembrandt não foram feitos, já que o laboratório do time azul ainda não teve acesso a eles.

Alder Lake-U promete alto desempenho para ultrafinos

Para Ultrabooks premium, tablets e outros dispositivos ainda mais finos, a Intel preparou a família Alder Lake-U, sucessora direta da linha Tiger Lake-U que pode apresentar duas configurações: 9 W ou 15 W. Esses chips contam com até 10 núcleos, sendo 2 P-Cores com Hyper-Threading e 8 E-Cores, com opções de conectividade e memória simplificadas, também separadas de acordo com o consumo.

Para os modelos de 15 W, estão inclusas memórias DDR5-4800 e LPDDR5-5200, ou DDR4-3200 e LPDDR4X-4267 para dispositivos acessíveis, 4 portas Thunderbolt 4, 4 portas USB 3, 10 portas USB 2, 2 slots M.2 PCIe 4.0 para SSDs, 12 pistas PCIe 3.0 para GPUs dedicadas, 2 conexões SATA 3.0 para HDDs e SSDs tradicionais, Bluetooth 5.2 e rede sem fio com Wi-Fi 6E (Gig+).

Voltados para ultrabooks e dispositivos mais compactos, a linha Intel Alder Lake-U chega em versões de 15 W e 9 W, com alguns cortes selecionados pensados para os diferentes formatos de aparelhos (Imagem: Intel)

Já para as versões de 9 W, há cortes pronunciados, com remoção das conexões SATA e suporte exclusivo a memórias LPDDR5-5200 ou LPDDR4X-4267, 2 portas Thunderbolt 4, 4 portas USB 3, 6 portas USB 2, 1 slot M.2 PCIe 4.0 para armazenamento, 10 pistas PCIe 3.0 para gráficos dedicados, Bluetooth 5.2 e rede sem fio Wi-Fi 6E (Gig+).

Infelizmente, não há uma distinção clara nos nomes dos chips para saber a configuração do notebook, como foi feito na geração passada, em que as versões de 15 W tinham terminação com o número 5, enquanto as variantes de 9 W eram terminadas em 0. Será estritamente necessário pesquisar a ficha técnica do notebook para saber qual das duas variações é utilizada, já que há impactos significativos no nível de desempenho e recursos que cada uma oferece.

A GPU de ambas as linhas é a mesma Iris Xe da geração anterior, que agora se beneficiaria da CPU mais robusta e das memórias mais velozes (Imagem: Intel)

Utilizando o topo de linha Core i7 1265U de exemplo, a Intel promete que os novos Alder Lake-U devem mostrar ganhos substanciais comparados à 11ª geração Tiger Lake-U, sendo competitivos com o Apple M1 e o Ryzen 7 5800U. No entanto, a empresa foi mais conservadora com a família de baixo consumo e não divulgou a porcentagem de ganhos oferecidos por esses componentes.

Um ponto interessante a se destacar é que, na geração passada, não havia uma linha P dedicada para as versões mais robustas de 28 W, que até então estavam integradas à linha U. Segundo a Intel, essa separação foi estabelecida para dar maior destaque ao segmento de 28 W, incentivando sua ampla implementação e a criação de designs ultrafinos para profissionais, gamers e entusiastas.

Novidades da certificação Evo de 3ª geração

Junto aos novos processadores, a Intel também traz ao mercado a 3ª geração da certificação Intel Evo, que garante que os ultrabooks verificados entreguem uma experiência premium ao atender determinados requisitos e serem testados internamente pela Intel em colaboração com a fabricante. Além de turbinar alguns dos requerimentos da geração anterior, a nova versão do programa adiciona uma série de novidades focadas em conectividade e videoconferências.

Para receber a certificação, um notebook precisa apresentar responsividade consistente em mais de 25 testes de "uso cotidiano", entregar autonomia de bateria de 9 horas ou mais, retornar do modo de hibernação em menos de 1 segundo, contar com conectividade Thunderbolt 4 e contar com carregamento rápido que recupera ao menos 4 horas de uso após 30 minutos na tomada.

Além de chips Alder Lake, a 3ª geração da certificação Intel Evo traz diversos novos requerimentos, como conectividade Wi-Fi 6E (Gig+) e cancelamento de ruído com IA (Imagem: Intel)

Fora isso, com a atualização da verificação, também foram adicionados como requisitos a presença de processadores Intel Alder Lake de 12ª geração, conectividade Wi-Fi 6E (Gig+), a Intel Connectivity Performance Suite, que trabalha para manter o laptop conectado à rede de maior velocidade disponível, e a tecnologia Dynamic Background Noise Suppression.

O recurso utiliza os avanços no processamento de Inteligência Artificial da 12ª geração Alder Lake para cancelar os ruídos ambiente durante videochamadas, prometendo melhor qualidade de som e isolamento da voz do usuário do que soluções tradicionais. Durante a demonstração exibida pela empresa, a novidade mostrou entregar voz mais nítida e menor quantidade de artefatos de supressão.

Duas novidades opcionais para a Intel Evo incluem 5G e o Intel Visual Sensing Controller, que emprega chip dedicado para detectar a presença do usuário (Imagem: Intel)

Completam a especificação como opcionais a presença de webcams com resolução Full HD ou superior, conectividade 5G e o chamado Intel Visual Sensing Controller, solução que combina um chip dedicado a sensores de presença e à câmera para proporcionar funções como bloqueio e desbloqueio automático que detecta a presença do usuário. Segundo a Intel, serão lançados em 2022 mais de 8 modelos Evo com o Visual Sensing Controller, e mais de 15 aparelhos com suporte ao 5G.

Intel Evo para notebooks dobráveis e acessórios

A 3ª geração da certificação Evo traz ainda uma nova variante dedicada a notebooks com tela dobrável, que devem atender a todos os requerimentos base do programa, além de mais 3 requisitos: trazer um "formato diferenciado" para possibilitar novos usos e experiências, ter tela dobrável sensível ao toque com dimensões acima de 16 polegadas e resolução acima do Quad HD, e obrigatoriamente oferecer um acessório de teclado Bluetooth.

A certificação Evo ganha agora uma versão para dobráveis, que une os requisitos da certificação base a três novos requerimentos pensados para o formato (Imagem: Intel)

A Intel também revelou a expansão do programa com o lançamento da certificação Engineered for Intel Evo, selo destinado a acessórios cujas especificações complementam os requerimentos dos notebooks Evo. Serão duas categorias a princípio: uma destinada a dongles Thunderbolt, e outra para acessórios Bluetooth.

Enquanto os dongles precisam apresentar retorno rápido do modo de hibernação, interoperabilidade robusta com múltiplos dispositivos e suporte a carregamento rápido, os dispositivos Bluetooth devem garantir boa qualidade na transmissão de dados, pareamento simplificado e troca rápida de conexão entre o computador, smartphones e outros aparelhos.

O programa Engineered for Intel Evo certificará dongles, fones e outros acessórios pensados para atender às características dos notebooks Evo (Imagem: Intel)

Durante a apresentação, a gigante de Santa Clara confirmou que Lenovo e Jabra são duas das companhias parceiras que já preparam headsets que se conectam diretamente ao laptop, sem a necessidade do uso de um adaptador sem fio, com certificação Engineered for Intel Evo.

Primeiros notebooks estreiam em março

As famílias Intel Alder Lake-P e Alder Lake-U começam a chegar ao mercado já a partir de março, e estão previstas para equipar mais de 250 modelos diferentes de notebooks e dispositivos portáteis no decorrer de 2022. A gigante confirmou que alguns desses aparelhos serão equipados com GPUs Intel Arc Alchemist, as novas GPUs gamer da companhia.

Mais de 250 notebooks de diferentes formatos chegarão em 2022 equipados com processadores Intel Alder Lake-P e Alder Lake-U (Imagem: Intel)

Já os modelos com certificação Intel Evo de 3ª geração têm estreia prevista para abril, com mais de 100 modelos certificados previstos para o ano. Um ponto interessante é que, entre os notebooks Evo, a Intel espera que 2 ou 3 modelos sejam dobráveis, estando incluso na lista o ASUS ZenBook 17 Fold anunciado durante a CES 2022.

Intel Alder Lake-P: ficha técnica

Processador Núcleos (P-Cores + E-Cores) Threads Cache (L3) Frequência Base (P-Core/E-Core) Frequência Turbo (P-Core/E-Core) GPU Integrada TDP Base/Boost
i7 1280P 14 (6 + 8) 20 24 MB 1,8 GHz/1,3 GHz 4,8 GHz/3,6 GHz 96 EUs 28 W/64 W
i7 1270P 12 (4 + 8) 16 18 MB 2,2 GHz/1,6 GHz 4,8 GHz/3,5 GHz 96 EUs 28 W/64 W
i7 1260P 12 (4 + 8) 16 18 MB 2,1 GHz/1,5 GHz 4,7 GHz/3,4 GHz 96 EUs 28 W/64 W
i5 1250P 12 (4 + 8) 16 12 MB 1,7 GHz/1,2 GHz 4,4 GHz/3,3 GHz 80 EUs 28 W/64 W
i5 1240P 12 (4 + 8) 16 12 MB 1,7 GHz/1,2 GHz 4,4 GHz/3,3 GHz 80 EUs 28 W/64 W
i3 1220P 10 (2 + 8) 12 12 MB 1,5 GHz/1,1 GHz 4,4 GHz/3,3 GHz 64 EUs 28 W/64 W

Intel Alder Lake-U (15 W): ficha técnica

Processador Núcleos (P-Cores + E-Cores) Threads Cache (L3) Frequência Base (P-Core/E-Core) Frequência Turbo (P-Core/E-Core) GPU Integrada TDP Base/Boost
i7 1265U 10 (2 + 8) 12 12 MB 1,8 GHz/1,3 GHz 4,8 GHz/3,6 GHz 96 EUs 15 W/55 W
i7 1255U 10 (2 + 8) 12 12 MB 1,7 GHz/1,2 GHz 4,7 GHz/3,5 GHz 96 EUs 15 W/55 W
i5 1245U 10 (2 + 8) 12 12 MB 1,6 GHz/1,2 GHz 4,4 GHz/3,3 GHz 80 EUs 15 W/55 W
i5 1235U 10 (2 + 8) 12 12 MB 1,3 GHz/0,9 GHz 4,4 GHz/3,3 GHz 80 EUs 15 W/55 W
i3 1215U 6 (2 + 4) 8 10 MB 1,2 GHz/0,9 GHz 4,4 GHz/3,3 GHz 64 EUs 15 W/55 W
Pentium 8505 5 (1 + 4) 6 8 MB 1,2 GHz/0,9 GHz 4,4 GHz/3,3 GHz 48 EUs 15 W/55 W
Celeron 7305 5 (1 + 4) 6 8 MB 1,1 GHz/0,9 GHz N/A 48 EUs 15 W/55 W

Intel Alder Lake-U (9 W): ficha técnica

Processador Núcleos (P-Cores + E-Cores) Threads Cache (L3) Frequência Base (P-Core/E-Core) Frequência Turbo (P-Core/E-Core) GPU Integrada TDP Base/Boost
i7 1265U 10 (2 + 8) 12 12 MB 1,1 GHz/0,8 GHz 4,7 GHz/3,7 GHz 96 EUs 9 W/29 W
i7 1255U 10 (2 + 8) 12 12 MB 1,1 GHz/0,8 GHz 4,7 GHz/3,5 GHz 96 EUs 9 W/29 W
i5 1245U 10 (2 + 8) 12 12 MB 1,1 GHz/0,8 GHz 4,4 GHz/3,3 GHz 80 EUs 9 W/29 W
i5 1235U 10 (2 + 8) 12 12 MB 1,0 GHz/0,7 GHz 4,4 GHz/3,3 GHz 80 EUs 9 W/29 W
i3 1215U 6 (2 + 4) 8 10 MB 1,0 GHz/0,7 GHz 4,4 GHz/3,3 GHz 64 EUs 9 W/29 W
Pentium 8505 5 (1 + 4) 6 8 MB 1,0 GHz/0,7 GHz 4,4 GHz/3,3 GHz 48 EUs 9 W/29 W
Celeron 7305 5 (1 + 4) 6 8 MB 1,0 GHz/0,7 GHz N/A 48 EUs 9 W/29 W

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.