Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Intel confirma lançamento das GPUs Arc Alchemist para o final de março

Por| Editado por Wallace Moté | 15 de Março de 2022 às 17h40

Link copiado!

Divulgação/Intel
Divulgação/Intel
Tudo sobre Intel

Após um longo período de espera, a Intel oficializou que irá anunciar sua primeira GPU Arc Alchemist no final de março, marcando assim a entrada da companhia no segmento de placas de vídeo gamer. O modelo, que já teve o nome confirmado, será destinado a notebooks e promete "2 vezes mais desempenho que gráficos integrados" mantendo a alta eficiência energética.

Linha Intel Arc Alchemist estreia no final de março

Em seu site oficial, a Intel anunciou o evento de apresentação da primeira GPU da família Arc Alchemist para 30 de março, ao meio-dia no horário de Brasília. Também foi confirmado que a primeira solução será destinada a notebooks — a Intel Arc A370M, já confirmada para equipar laptops como o Acer Swift X e o Samsung Galaxy Book 2 Pro.

Continua após a publicidade

A Arc A370M é uma GPU dedicada de entrada, voltada para ultrabooks, que promete entregar 2 vezes mais desempenho em comparação à própria Iris Xe Graphics, equipada em um Core i7 1280P. O anúncio do nome não apenas confirma os inúmeros vazamentos ocorridos nas últimas semanas sobre o sistema de nomenclatura da família de placas de vídeo, como ainda dá fôlego aos detalhes vazados de performance.

Em uma sessão de perguntas e respostas, a gigante de Santa Clara trouxe os primeiros detalhes sobre a A370M, e justificou a escolha de iniciar sua investida em laptops. Além de permitir que tecnologias como o Deep Link, de integração entre CPU e as GPUs integrada e dedicada, e o XeSS, a técnica de upscaling com IA da Intel, sejam demonstradas, a estreia nos notebooks segue a trajetória de fortes investimentos da marca no segmento.

A Intel detalhou ainda estar trabalhando arduamente para entregar boa compatibilidade de software com 100 principais aplicações de PC, além dos games. Esse quesito também se alinha com os vazamentos, que sugeriam que a companhia estava dedicando esforços para entregar drivers com a melhor qualidade possível, o que justifica a demora do lançamento da família Arc, e da estreia tardia das placas em desktops.

Mais interessante são as promessas de eficiência da empresa — mesmo com a adição da Arc A370M, os ultrabooks manterão a certificação Intel Evo que garante ao menos 9 horas de autonomia. Isso indica que a solução é extremamente eficiente, possivelmente em virtude de recursos como o Power Share, em que CPU e GPU dedicada conversam para otimizar o uso de energia para cada aplicação.

Arc A370M deve trazer chip DG2-128 de 128 EUs

A Intel deve detalhar as especificações da A370M apenas no evento de lançamento, mas os vazamentos já nos dão uma ideia do que esperar. Tudo indica que a solução utilizará o chip gráfico conhecido até o momento como DG2-128, com 128 Unidades de Execução (EUs), ou Vector Engines, como a companhia chama a unidade em suas placas dedicadas.

Continua após a publicidade

O número se converte em 8 Xe-Cores, o grande bloco de núcleos que dita a capacidade de processamento da GPU e será escalonado para formar os modelos mais potentes, ou ainda em 1.024 núcleos, fabricado com o processo N6 de 6 nm da TSMC. Como uma solução de entrada, o componente deve ser acompanhado de 4 GB de RAM GDDR6, operando em uma interface de 128-bit e com velocidade de 14 Gbps, oferecendo largura de banda de 112 GB/s.

Vale lembrar que a solução trará ainda suporte a Ray Tracing, e contará com upscaling via Intel XeSS, o que deve trazer fôlego suficiente para combater rivais da AMD e Nvidia. A Intel promete divulgar números de desempenho em jogos na estreia da placa, mas já indicou através da sessão de perguntas e respostas que o modelo deve ser ideal para rodar títulos em 1080P com qualidade média.

Fonte: Intel (1, 2, 3), WCCFTech