Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Preview Nissan Versa 2023 | "Novo" sedan segue ótimo, mas consumo preocupa

Por| Editado por Jones Oliveira | 11 de Fevereiro de 2023 às 07h00

Link copiado!

Paulo Amaral/Canaltech
Paulo Amaral/Canaltech

A nova geração do Nissan Versa chegou ao mercado no fim de 2020, mas, por conta da pandemia, que afetou diretamente a fabricação de semicondutores e outros insumos, acabou não emplacando tantas unidades quanto a marca gostaria. Agora, com a produção normalizada, a montadora japonesa resolveu "reapresentar" o modelo no Brasil.

A reportagem do Canaltech foi convidada para o evento de "relançamento" do Nissan Versa, ainda sem o facelift (que não tem data para chegar por aqui), e teve a oportunidade de rodar com o sedan entre São Paulo e Ibiúna. O rápido test-drive foi suficiente para chegar à mesma conclusão que tivemos quando passamos um tempinho com o carro pouco depois de seu lançamento, em 2021.

Continua após a publicidade

O Nissan Versa tem, sim, atributos para seguir na briga com Chevrolet Onix Plus, Fiat Cronos e demais concorrentes por um lugar mais alto no pódio. Atualmente na 9ª posição entre os sedans mais vendidos do Brasil, ele possui design atraente, pacote generoso de tecnologia e segurança e, principalmente, ótima dirigibilidade para um público que curte os carros três volumes e não sucumbiu à preferência nacional por SUVs e picapes.

Há, porém, um ponto que se mostrou preocupante durante o curto período em que passamos com o carro, e que causou estranheza, principalmente no comparativo com os dias em que a reportagem ficou na companhia do sedan em 2021: o alto consumo de combustível.

Nissan Versa 2023: Primeiras impressões

Os quase 200 quilômetros de test-drive a bordo do Nissan Versa, pouco mais de 100 deles ao volante, já que a missão foi dividida com outro colega jornalista, comprovaram o que já era esperado: o sedan é agradável de dirigir, confortável, ágil e seguro, tanto em perímetro urbano quanto na estrada.

As dimensões do carro (4,49 metros de comprimento x 1,74 m de largura x 1,46 metros de altura) e o generoso entre-eixos de 2,62 metros tornaram a tarefa de analisar o modelo japonês bastante prazerosa. O motor flex 1.6, de 113 cavalos e 15,3 kgfm de torque, que trabalha aliado ao câmbio automático CVT, segue dando conta do recado, apesar de já estar merecendo uma atualização.

A aliança com a Renault pode dar, futuramente, tanto ao Versa quanto ao Kicks, SUV da família, o tão esperado propulsor turbo, ponto que certamente faria o sedan médio dar um salto ainda maior para brigar pelo mercado sem medo de rivais como o Chevrolet Onix Plus, incontestável líder do setor.

O excelente pacote tecnológico, tanto no quesito de conectividade quanto no de segurança, foi outro ponto alto do teste à bordo do Versa 2023. A versão Exclusive, topo de linha, comprovou a utilidade de recursos como o alerta de ponto cego e, principalmente, a câmera traseira de estacionamento, uma ajuda fundamental na hora de manobrar o sedan em vagas com espaço diminuto.

Continua após a publicidade

O recurso chamado de Rear Door Alert, que avisa, quando ativado, por meio de três toques da buzina, que o motorista está esquecendo algo (objetos, uma criança ou um pet) no banco de trás ao trancar o carro, foi testado e aprovado. A única dificuldade foi ativar a funcionalidade no painel do carro, pois ela fica meio escondida no menu "especificações".

Consumo alto de combustível assustou

Enquanto um novo motor não é confirmado oficialmente no sedan médio japonês, vale ressaltar um ponto que acabou causando estranheza e deixando um pouco a desejar no test-drive que marcou a “reapresentação" do carro: o consumo de combustível.

Se durante os dias em que passou com a reportagem do Canaltech em 2021 o Versa registrou médias de 12 km/l em perímetro urbano, o desempenho no trajeto entre São Paulo e Ibiúna, tanto na ida quanto na volta, apresentou números menos expressivos.

Continua após a publicidade

Assim como no teste anterior, o sedan rodou abastecido 100% com etanol. As condições de uso no trajeto de ida, porém, foram desafiadoras, já que chovia muito na saída de São Paulo e o trânsito estava intenso. Neste cenário, o Nissan Versa apresentou, em pouco menos de 100 quilômetros rodados, um consumo médio de 6,4 km/l.

No dia seguinte, o retorno para a capital paulista foi mais tranquilo, com a estrada praticamente livre e o tempo firme. Mesmo assim, o Versa 2023 se mostrou mais “gastão” do que o esperado, e registrou média de consumo de 9,6 km/l no percurso de 77,7 quilômetros entre o resort em Ibiúna e a sede da Nissan, no bairro do Ibirapuera.

Em termos comparativos, o Versa ficou atrás, por exemplo, do Honda City, que tem média de 10,5 km/l em rodovias, e do Toyota Yaris, que registra consumo de 10,6 km/l, segundo dados divulgados pelo Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular (PBEV), do Inmetro.

Continua após a publicidade

Nissan Versa 2023: O que esperar?

O que esperar de um carro que já oferecia bons níveis de desempenho e acabamento, e que aperfeiçoou os pacotes de equipamentos em todas as versões, incorporando faróis de neblina, follow me home, alerta de frenagem de emergência e carregador wireless para celular?

Quem deu a resposta para essa pergunta foi o próprio Rogério Louro, diretor de comunicação da marca: “O Versa é um carro que tem muito equipamento, muito espaço, e no qual a gente acredita muito. A normalização [da produção] pode fazer com que ele evolua, como vinha evoluindo antes da parada”.

Continua após a publicidade

A Nissan prometeu que conseguirá atender à alta demanda de um carro que, segundo ela, “sempre vendeu tudo o que tem, mesmo sem praticar a chamada venda direta”, e que já há alguns navios carregados com a versão 2023 do sedan prontos para ancorar no Brasil.

Nissan Versa 2023: Preço e disponibilidade

Nissa Versa 2023
VersãoPreço
Nissan Versa Sense CVTR$ 100.190
Nissan Versa Advance CVTR$ 109.370
Nissan Versa Exclusive CVTR$ 121.690