SAIU O RESULTADO DO SORTEIO DO PRÊMIO CANALTECH!CONFERIR
Publicidade

Xiaomi 13 Ultra é 1º celular premium da marca a estrear globalmente

Por| Editado por Wallace Moté | 12 de Junho de 2023 às 09h18

Link copiado!

(Imagem: Divulgação/Xiaomi)
(Imagem: Divulgação/Xiaomi)
Xiaomi 13 Ultra

Quase dois meses depois de seu anúncio na China, o Xiaomi 13 Ultra chegou ao mercado global nesta segunda-feira (12) com o início das vendas na maior parte dos países europeus. Primeiro flagship "ultra" da gigante a estrear internacionalmente, o aparelho se destaca pelo conjunto extremo de câmeras com quatro sensores de 50 MP e tecnologias da Leica, além do visual inspirado em câmeras profissionais e da tela com pico de brilho de impressionantes 2.600 nits.

O dispositivo premium da Xiaomi vem equipado com processador Snapdragon 8 Gen 2 e, em sua variante europeia, 12 GB de RAM LPDDR5X e 512 GB de armazenamento UFS 4.0, sem possibilidade de expansão via cartões Micro SD. O modelo mais robusto de 16 GB de RAM e 1 TB de armazenamento vendido na China ainda não foi trazido ao mercado global, mas nada impede que isso ocorra futuramente.

Continua após a publicidade

A tela AMOLED de 6,78 polegadas é um dos pontos mais fortes do Xiaomi 13 Ultra. Fabricada pela China Star, divisão de displays da TCL, o painel traz resolução Quad HD+ de 3200 x 1440 pixels, taxa de atualização variável de 120 Hz e suporte a HDR com HDR10+ e Dolby Vision. Chamam atenção ainda o escurecimento PWM de 1.920 Hz, para reduzir o incômodo nos olhos quando o brilho está baixo, e o pico de brilho de 2.600 nits, maior disponível atualmente.

Mas é no conjunto de câmeras que o smartphone realmente se destaca, ao ponto da marca chamá-lo de "câmera que é celular": temos nada menos que quatro sensores de 50 MP, sendo um principal da classe de 1 polegada com abertura variável de dois stops (f/1.9 e f/4.0), foco por detecção de fase (PDAF) e estabilização óptica (OIS), um ultrawide com campo de visão de 122°, um telefoto com zoom óptico de 3,2x, PDAF e OIS, e um telefoto periscópio com zoom óptico de 5x, digital de 120x, PDAF e OIS.

O Xiaomi 13 Ultra é o segundo dispositivo da fabricante a nascer da parceria com a Leica, lendária fabricante alemã de câmeras, e mostra uma forte integração entre as empresas. O trabalho conjunto não fica apenas no software, com filtros, algoritmos e modos especiais, mas também pode ser visto nas lentes. Em contrapartida, a câmera frontal é modesta, com 32 MP e gravação travada ao limite de 1080P a 30 FPS.

Continua após a publicidade

O lançamento também capricha na bateria, trazendo 5.000 mAh de capacidade e carregamento rápido de 90 W. O recurso é veloz, mas bem abaixo da média da própria Xiaomi, que já possui alguns aparelhos ultrapassando os 200 W de recarga. A boa notícia é que há carregamento rápido sem fio de 50 W, bem como recarga reversa de 10 W, para recuperar a carga de acessórios ou mesmo outros celulares.

Completam a ficha técnica conectividade 5G, Wi-Fi 7 Tri-Band, Bluetooth 5.3, NFC, leitor de digitais óptico sob o display, som estéreo com Dolby Atmos, certificação IP68 de resistência à água e poeira, porta USB-C 3.2 Gen 1 (5 Gbps de velocidade) e Android 13, rodando sob a interface MIUI 14. A empresa não confirmou seus planos de atualização para o dispositivo, nem revelou se pretende vender a capa protetora que "transforma o celular em uma câmera" no Ocidente.

Continua após a publicidade

Dito isso, ao menos um usuário sortudo deve levar o acessório para casa — o CEO da Xiaomi, Lei Jun, anunciou o sorteio de uma unidade do smartphone acompanhada do acessório. Mais detalhes serão divulgados nas próximas horas.

Preço e disponibilidade

O Xiaomi 13 Ultra começa a ser vendido na Europa já nesta segunda-feira (12), com preço sugerido de € 1.499,99, ou cerca de R$ 7.900 em conversão direta e sem impostos. No período de lançamento, os compradores receberão brindes diferentes dependendo do país. Estão entre eles uma impressora portátil da marca de brinde, cujo valor é de € 140 (~R$ 740), ou 6 meses de assinatura do plano de 100 GB de armazenamento do Google Drive.

A gigante confirmou que mais mercados receberão o telefone premium ainda neste mês, mas sem revelar detalhes de quais regiões seriam contempladas. Apesar de não ser impossível, é pouco provável que vejamos a novidade estrear no Brasil, considerando o foco da marca nos flagships mais simples por aqui — nem mesmo o Xiaomi 13 padrão foi lançado em território brasileiro no momento.

Continua após a publicidade

Xiaomi 13 Ultra: ficha técnica

  • Tela: AMOLED Huaxing C7 de 6,78 polegadas, resolução Quad HD+ de 3200 x 1440 pixels, taxa de atualização variável de 120 Hz, escurecimento PWM de 1.920 Hz, HDR com HDR10+ e Dolby Vision, pico de brilho de 2.600 nits
  • Chipset: Qualcomm Snapdragon 8 Gen 2
  • Memória RAM: 12 GB LPDDR5X
  • Armazenamento interno: 512 GB UFS 4.0
  • Câmera traseira: 50 MP (Principal, Sony IMX989 de 1 polegada, f/1.9-f/4.0, recorte de 2x, PDAF, OIS) + 50 MP (Ultrawide, f/1.8, 122°) + 50 MP (Telefoto, f/1.8, zoom óptico de 3,2x, PDAF, OIS) + 50 MP (Telefoto Periscópio, f/3.0, zoom óptico de 5x, recorte de 10x, zoom digital de 120x, PDAF, OIS)
  • Câmera frontal: 32 MP (f/2.4)
  • Bateria: 5.000 mAh com carregamento rápido de 90 W
  • Dimensões: 163,2 x 74,6 x 9,6 mm
  • Peso: 239 g
  • Extras: 5G, Wi-Fi 7 Tri Band, Bluetooth 5.3, NFC, USB-C 3.2 Gen 1 (5 Gbps), leitor de digitais óptico sob o display, carregamento sem fio de 50 W e reverso de 10 W, som estéreo com Dolby Atmos, certificação IP68
  • Cores disponíveis: preto e verde-oliva
  • Sistema operacional: Android 13, sob a MIUI 14

Fonte: Xiaomi, via 91Mobiles