Xiaomi firma parceria com a Leica para uma "nova era" de câmeras de celular

Xiaomi firma parceria com a Leica para uma "nova era" de câmeras de celular

Por Renan da Silva Dores | Editado por Wallace Moté | 23 de Maio de 2022 às 10h35
Reprodução/Xiaomi

Um executivo da Xiaomi confirmou nesta segunda-feira (23) que a empresa acaba de estabelecer uma parceria com a Leica, lendária fabricante de câmeras e lentes profissionais. A dupla promete oferecer uma "nova era" de câmeras para smartphones, que pode começar já com o aguardado Xiaomi 12 Ultra, como reforça um novo rumor. A novidade configura ainda más notícias para a Huawei, que encerrou o acordo de cooperação com a marca alemã.

Xiaomi e Leica fecham parceria para câmeras de smartphone

O chefe de comunicações da Xiaomi Global, Daniel Desjarlais, divulgou o primeiro teaser da parceria no Twitter, garantindo que "uma nova era" estaria prestes a começar. A imagem que acompanha o anúncio reforça se tratar de uma colaboração voltada para smartphones, ainda que nenhum aparelho específico seja exibido, com uma parceria estratégica para soluções de imagem. Não foram dados detalhes sobre qual seria a colaboração da Leica no processo.

Rumores já indicavam que as duas companhias passariam a trabalhar juntas com a estreia do Xiaomi 12 Ultra, próximo celular premium da gigante chinesa que promete trazer um conjunto de câmeras extremamente robusto — a confirmação de hoje serviu para reforçar o que havia sido vazado até o momento.

Complementando esses rumores, o renomado leaker Ice Universe sugeriu que o Xiaomi 12 Ultra será o smartphone a chegar mais perto de entregar uma experiência de imagem a nível de câmeras DSLR. Em conjunto com as tecnologias de fotografia computacional, os celulares modernos têm se aproximado cada vez mais da qualidade de imagem de câmeras profissionais, mas ainda são limitados pelo hardware e o pouco espaço disponível.

A colaboração com a Leica e a adoção de sensores mais potentes poderiam levar o novo telefone Ultra da Xiaomi a um patamar de fato mais avançado. Ao que se sabe, a novidade seria embarcada com um enorme sensor principal de 50 MP com tamanho equivalente a 1 polegada e estabilização óptica (OIS), ultrawide de 48 MP com OIS, lente periscópio também de 48 MP e um sensor especial de profundidade, similar ao LiDAR utilizado pela Apple no iPhone.

Huawei confirma fim da colaboração com a Leica

As boas notícias para a Xiaomi simbolizam más notícias para a Huawei — a fabricante confirmou ao site Android Authority que encerrou a parceria que possuía com a Leica, também voltada para turbinar a qualidade das câmeras dos smartphones da marca. Segundo o comunicado, o acordo teria sido finalizado em 31 de março, o que faria do Huawei P50 Pro o último dispositivo da companhia a trazer otimizações da Leica.

Huawei P50 Pro foi o último smartphone da marca a contar com otimizações e recursos da Leica (Imagem: Huawei/YouTube)

Um motivo específico para o término da cooperação não foi dado, e é provável que o trabalho conjunto de Leica e Xiaomi não tenha envolvimento com a decisão. Vale lembrar que a fabricante alemã de câmeras já trabalhava há um bom tempo com a Sharp, e há outros exemplos de cooperação múltipla na indústria: a Zeiss, outra renomada fabricante de lentes e dispositivos ópticos, possui parceria com diversas empresas, como Sony e Vivo Mobile.

Ainda que seja apenas especulação, o mais provável é que a parceria entre Huawei e Leica tenha chegado ao fim em decorrência das sanções que a gigante chinesa recebeu do governo dos EUA, não apenas limitando o acesso da companhia ao serviços Google, essenciais no Ocidente, mas reduzindo drasticamente o alcance da marca no mercado global.

Fonte: Daniel Desjarlais, Ice Universe, Android Authority

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.