Publicidade

Xiaomi 13 Ultra decepciona em câmeras e fica fora do top 10 do DXOMARK

Por| Editado por Wallace Moté | 09 de Junho de 2023 às 11h42

Link copiado!

(Imagem: Divulgação/Xiaomi)
(Imagem: Divulgação/Xiaomi)
Xiaomi 13 Ultra

O Xiaomi 13 Ultra foi apresentado em abril prometendo ser “uma câmera que é celular”, por conta do seu robusto conjunto óptico traseiro assinado pela Leica. Contudo, testes do portal DXOMARK mostram que o dispositivo ainda fica atrás de diversos concorrentes neste aspecto, ocupando uma posição fora do top 10.

O smartphone traz quatro câmeras traseiras de 50 MP, com destaque para o sensor principal Sony IMX989 que possui grandes dimensões de 1 polegada. Contudo, sua pontuação final foi de 140, 16 pontos atrás do líder Huawei P60 Pro.

Fotos com zoom se destacam

Continua após a publicidade

O aspecto mais elogiado pelo DXOMARK está nas fotos com zoom, já que o Xiaomi 13 Ultra tem uma aproximação óptica máxima de 5x. Por isso, foi possível afirmar que os resultados são nítidos e consistentes por toda a faixa.

Outro destaque do dispositivo está na sua abertura variável da câmera principal, que muda automaticamente para f/1.9 ou f/4.0 dependendo das condições do ambiente. Contudo, o aparelho só faz essa troca após o usuário ativar essa configuração no menu do aplicativo de câmeras, o que foi considerado um aspecto negativo e desnecessário.

Aspectos como a exposição e renderização de cores também foram vistos como aspectos positivos, mesmo em cenas com condições precárias de luz. Além disso, elementos de textura e detalhes são naturais.

Continua após a publicidade

Entretanto, alguns detalhes podem ter tirado pontos preciosos do Xiaomi 13 Ultra, como a compressão de tons em cenas de alto contraste, que gera cores desbotadas e reduzem os níveis de naturalidade das fotos.

Por outro lado, a captura de cenas mais tradicionais podem sair com uma saturação exagerada, especialmente em locais abertos. Foram detectados erros em recortes do modo retrato, além de um atraso entre a ativação do obturador e o registro da imagem.

Vídeos são satisfatórios, mas com ressalvas

Continua após a publicidade

A gravação de vídeos com o Xiaomi 13 Ultra mostrou resultados satisfatórios, e com melhorias perceptíveis em relação ao antecessor Xiaomi 12S Ultra. É o caso do foco automático, que se mostrou mais eficiente e preciso.

Outro ponto forte do aparelho está na exibição de cores, tanto em locais abertos ou com pouca luminosidade. Porém, o ruído em imagens foi mais intrusivo do que o visto em concorrentes, e a estabilização foi classificada como “inconsistente”.

Também foram percebidos alguns artifícios indesejados em vídeos, como o ghosting e o ringing. Ademais, as transições de exposição e renderizações de contraste foram classificadas como instáveis pelos especialistas.

Alguns vídeos gravados pela equipe do portal podem ser vistos abaixo, e as fotos podem ser conferidas em qualidade máxima no site do DXOMARK.

Continua após a publicidade
Continua após a publicidade

Fonte: DXOMARK