Snapdragon 898: Qualcomm confirma grande mudança na nomenclatura dos seus chips

Snapdragon 898: Qualcomm confirma grande mudança na nomenclatura dos seus chips

Por Eduardo Moncken | Editado por Wallace Moté | 22 de Novembro de 2021 às 16h41
Qualcomm

A uma semana de anunciar seu próximo chip top de linha, a Qualcomm decidiu antecipar uma importante novidade sobre ele: seu nome não será mesmo Snapdragon 898, já que a empresa está adotando um novo padrão de nomeação a partir de agora.

Ela não confirma que o próximo SoC se chamará Snapdragon 8 Gen 1, mas os rumores apontam para algo neste nível. A companhia, assim, simplificará a nomenclatura dos seus chips, que nem sempre foi muito intuitiva.

Snapdragon 898 pode nunca ver a luz do dia, ganhando outro nome (Imagem: Goriber Tech)

Além disso, a Qualcomm não usará mais “5G” no nome dos seus futuros chips e sistemas conectados. A empresa entende que a função passa a ser essencial para ser incluída nos chips comercializados às fabricantes de dispositivos móveis, e seria redundante inserir esse sufixo em todos seus próximos produtos.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

A Qualcomm, também, tornará a marca Snapdragon mais independente. A ideia é que nem sempre o logotipo ou nome da companhia venha associado aos seus chips para celulares e tablets — o fazendo mais em situações pontuais.

Mais coloridos

Por último, apesar da simplificação da série Snapdragon para um único dígito, a empresa pretende adotar características visuais distintas para os chips. Por exemplo, a série Snapdragon 8 pode vir em cor dourada e seus materiais de marketing reforçarem esse tom. Outros chips menos premium devem se dividir em vermelho, cinza, e outros.

Vale lembrar, a Qualcomm precisa entregar uma plataforma excepcional na semana que vem: o MediaTek Dimensity 9000 mostrou números surpreendentes de benchmarks, e a rival taiwanesa no mercado de semicondutores já tem, hoje, uma fatia maior de marketshare que a americana.

Xiaomi e Motorola, inclusive, podem estar apenas aguardando o anúncio do Snapdragon 8 Gen 1 para oficializarem seus primeiros celulares com o SoC. Ambas atuam no Brasil, por isso há boas chances dos modelos com a plataforma chegarem aqui em algum momento de 2022.

Fonte: Android Central, Digital Trends

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.